Últimas notícias

Colunistas

RSS
QUANTO TEMPO LEVA PARA APRENDER INGLÊS? (PARTE 2)

Roberto Henry Ebelt

15.07.2011

QUANTO TEMPO LEVA PARA APRENDER INGLÊS? (PARTE 2)

A primeira parte deste artigo foi publicada no dia 01.07.2011, em nosso 80º artigo. Vamos, em nossa aula de hoje, dar continuidade ao artigo iniciado há duas semanas. Se você quiser recapitular a primeira parte, é só clicar no artigo do dia primeiro de julho.

Os conteúdos dos artigos 80, 82 e 83, a ser publicado na próxima semana, equivalem ao capítulo 02 do livro O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS, de minha autoria, disponível nas livrarias Cultura, SBS, e Disal. Você também pode adquiri-lo diretamente deste “humble scribe”. Para tanto basta enviar um e-mail para roberto@henrys.com.br solicitando as informações a respeito de como adquiri-lo pelo correio ou, se não quiser gastar com as despesas de postagem, você pode adquiri-lo diretamente à rua Hoffman, 728, em Porto Alegre.

Vamos então à segunda parte do capítulo dois cujo título original é DURAÇÃO DE UM CURSO DE INGLÊS:

Como avançar mais rapidamente em um curso tradicional?

Por mais interessante e atualizado que seja o material didático que você esteja usando, não há substituto para a leitura de revistas, livros, manuais técnicos, etc. Sem leitura o seu desenvolvimento vai se assemelhar à marcha de um automóvel com o freio de mão puxado.

Muitos alunos descobrem, em um determinado momento, que as suas dificuldades de fluência não estão ligadas ao inglês propriamente dito, mas aos assuntos e idéias sobre os quais querem conversar. Em nossos cursos, às vezes notamos que alguns alunos não conseguem se expressar claramente nem mesmo em português, a respeito de determinados assuntos.

Ora, se uma pessoa não consegue transmitir satisfatoriamente suas idéias em seu idioma nativo é necessário eliminar as suas dúvidas quanto ao português antes de iniciar o estudo de uma língua estrangeira.

Depois de 300 horas de aula, em grupo, você terá falado umas 15 horas na frente do seu professor, o que não é muito (um dia tem 24 horas), mas é extremamente importante, pois a sala de aula é o único lugar no mundo onde você pode errar à vontade e ter os seus erros corrigidos sem constrangimentos.


Como inglês representa uma chave mestra, todo e qualquer esforço que você realizar para desenvolver a sua fluência deve ser considerado como um investimento de valor inestimável.


Os níveis seguintes, que algumas escolas denominam intermediários e outras já chamam de avançados, são especialmente indicados para aqueles alunos que ainda sentem necessidade de apoio do professor, e que não têm, no momento, oportunidade de fazer uma viagem para algum país de língua inglesa a fim de pôr em prática os seus conhecimentos. Esses níveis são absolutamente necessários para quem quer se tornar professor de inglês e para quem sente que ainda não atingiu o seu POINT OF NO RETURN (ponto de não retorno).


O que é, exatamente, POINT OF NO RETURN?

Esta expressão cuja tradução literal é ponto de não-retorno é o ponto, em sua trajetória de aprendizado de inglês, a partir do qual você pode dispensar a “bengala” que o seu professor representa para você. É o momento em que você se concede alta de seu processo de aprendizado de inglês. Comparando com o aprendizado para ser motorista, é o momento em que você passa a dirigir sozinho, sem o seu instrutor ao seu lado. Atingir o POINT OF NO RETURN não significa que você já aprendeu tudo que é necessário, mesmo porque o aprendizado de um idioma, seja ele o seu idioma nativo ou um idioma estrangeiro, é uma tarefa que não acaba nunca. Sempre haverá alguma novidade para aprender. Porém, a partir do momento em que você alcança esse ponto, você pode continuar aprendendo sozinho. Em outras palavras, atingir o ponto de não retorno significa que você aprendeu a aprender. Outra maneira de definir esse ponto é ponto de dispensa do professor (PDP).

Indicadores de que você atingiu o PDP ou PNR são:

1. Possuir um vocabulário ativo entre 2.000 e 3.000 palavras.

2. Domínio das FUNCTION WORDS. (Vide capítulo 8).

3. Capacidade de transformar (mentalmente) qualquer frase afirmativa em negativa e vice-versa.

4. Capacidade de transformar (mentalmente) qualquer frase negativa em interrogativa e vice-versa.

5. Capacidade de transformar qualquer frase interrogativa em afirmativa e vice-versa.

6. Capacidade de combinar ou ligar duas orações com a ajuda de conjunções.

7. Dominar pelo menos os 100 verbos irregulares mais comuns.

8. Saber como utilizar os verbos conhecidos como MODAL VERBS.


TO BE CONTINUED.


Have an excellent weekend.


Tags: Roberto Henry Ebelt, ensino, inglês


Roberto Henry Ebelt é professor, escritor, escreveu uma coluna semanal para o Jornal do Comércio de Porto Alegre entre 2001 e 2013, e é diretor do curso HENRY'S BUSINESS ENGLISH desde 1971.

Seu mais recente livro, O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS, pode ser encontrado nas livrarias Disal, Cultura e SBS ou à rua Hoffmann, 728 em Porto Alegre.

E-mail: roberto@henrys.com.br
Fone (51) 3222-3144
www.henrys.com.br
Página no Facebook: https://www.facebook.com/henrysbusinessnglish/?pnref=lhc




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 24.02

  • Dia da conquista do Voto feminino no Brasil
  • Dia de São Sérgio
  • Promulgação da 1ª Constituição Republicana (1891)