Últimas notícias

Colunistas

RSS
Dr. Lazarus Zamenhof, a great personality and Gavrilo Princep, a Muslim terrorist.

Roberto Henry Ebelt

28.10.2011

Dr. Lazarus Zamenhof, a great personality and Gavrilo Princep, a Muslim terrorist.

First of all, please, accept my apologies for the two pleonasms in the title of this article.
For the ones who do not remember the meaning of the word PLEONASM, allow me to provide two synonyms: redundancy and tautology. I, myself, classify the expression a great personality, which follows the words DR. LAZARUS ZAMENHOF, a well-deserved appositive. In respect to Gavrilo Princep, I have nothing to say, except that his existence was unnecessary to humanity. Had he not been born, much suffering to humankind might have been avoided.

*Please, note that I used the verb might (poderia). It simply indicates a possibility, in the past tense, for the reason that terrorists, the riffraff of the human race, never act alone.

Continuando com o assunto ESPERANTO, quero deixar clara a minha admiração pelo Dr. Lazarus Zamenhof. Um aspecto que mostra a sua inteligência foi que ele resolveu simplificar o seu projeto de língua internacional, o esperanto, depois de ter estudado inglês. Infelizmente, talvez devido à época em que viveu (nasceu em 15 de dezembro de 1859 e morreu em 14 de abril de 1917) ele não conseguiu vislumbrar a importância da língua inglesa como língua internacional.
É sabido que o alemão, na Europa Oriental, até a segunda guerra mundial, desempenhava o mesmo papel que o inglês hoje desempenha no mundo inteiro.

O Império que, praticamente, sucedeu o Sacro Império Romano Germânico, conhecido como Império Austro-Húngaro, tinha como língua oficial o alemão (idioma falado pelos austríacos). É importante notar que a língua húngara (denominada MAGIAR em seu próprio vocabulário) não é uma língua descendente do Proto-Indo-Europeu e, portanto, é significativamente mais complicada de aprender pelos ocidentais (quase todos os ocidentais falam idiomas descendentes do P. I. E.) do que para os húngaros aprender alemão.

O Império Austro-Húngaro teve início em 1867 (oito anos após o nascimento de Zamenhof) e se desfez com o fim da primeira guerra mundial (aproximadamente um ano depois de sua morte).
Sobre o PIE (Proto-Indo-Europeu) os únicos idiomas ocidentais que não descendem dele são quatro, a saber, húngaro, basco, finlandês e turco.
Interessante notar que a primeira guerra mundial foi indiretamente iniciada pelo jovem e irresponsável guerrilheiro bósnio, Gavrilo Princip, (muçulmanos, sempre muçulmanos) conforme descrição abaixo:

28 de junho de 1914: Assassinato do arquiduque Franz Ferdinand e sua mulher Sofia Chotek em Sarajevo por um estudante bósnio (muçulmano), Gavrilo Princip. Além de terrorista, Princip estava turberculoso quando foi cooptado para assassinar Franz Ferdinand.

Gavrilo Princip, jovem terrorista muçulmano (sunita) que acendeu o estopim da primeira Guerra Mundial.

Gavrilo Princip

28 de junho de 1914: Áustria-Hungria declara guerra à Sérvia e provoca uma reação de mobilizações e declarações de guerra em cadeia, dando início à Primeira Guerra Mundial.

Note bem: a Primeira Guerra Mundial não foi iniciada pelo Império Alemão, e sim pelo Império Áustro-Húngaro e a Segunda Grande Guerra, teve sua origem nas maluquices do tratado de Versailles, no qual os aliados destruiram, com a caneta, o pouco que restava da Alemanha. Certamente, se todos os povos germânicos tivessem sido totalmente esmigalhados, a Segunda Grande Guerra teria sido travada diretamente entre os verdadeiros inimigos: Churchill e Stalin, pois Adolf não passava de um cabo do derrotado exército Áustro-Húngaro e aprendiz de feiticeiro de IOSIF VISSARIONOVICH DZHUGASHVILI (mais conhecido como Stalin, o grande carniceiro ou açougueiro; a carne que ele manipulava era de seus próprios conterrâneos, os soviéticos).

Mais sobre o Império Áustro-Húngaro pode ser obtido no link http://en.wikipedia.org/wiki/Austria-Hungary.

Austria-Hungary (also known as the Austro-Hungarian Empire, Austro-Hungarian monarchy or k.u.k. Monarchy), more formally known as the Kingdoms and Lands Represented in the Imperial Council and the Lands of the Holy Hungarian Crown of Saint Stephen, was a constitutional monarchic union between the crowns of the Austrian Empire and the Kingdom of Hungary in Central Europe. The union was a result of the Austro-Hungarian Compromise of 1867, under which the House of Habsburg agreed to share power with the separate Hungarian government, dividing the territory of the former Austrian Empire between them. The Austrian and the Hungarian lands became independent entities enjoying equal status. Austria-Hungary was a multinational realm and one of the world's great powers at the time. The dual monarchy had existed for 51 years until it dissolved on 31 October 1918 before a military defeat on the Italian front of the First World War.

The realm comprised modern-day Austria, Hungary, Bosnia and Herzegovina, Croatia, the Czech Republic, Slovakia, Slovenia, and parts of Italy, Montenegro, Poland, Romania, Serbia, and Ukraine.

k.u.k. = The German phrase kaiserlich und königlich (Imperial and Royal), typically abbreviated as k. u. k. or k. und k. (in both cases the "und" is always spoken unabbreviated), or k. & k., refers to the Court of the Habsburgs in a broader historical perspective. Some modern authors restrict its use to the Dual Monarchy of Austria-Hungary from 1867 to 1918. During that period, it indicated that the Habsburg monarch reigned simultaneously as the Emperor of Austria and as the King of Hungary, while the two territories were joined in a real union (akin to a two-state federation in this instance). The acts of the common government, which only was responsible for the Imperial & Royal ("I&R") Ministry of Foreign Affairs, the I&R Ministry of War and the I&R Ministry of Finance (financing only the two other ministries), were carried out in the name of "His Imperial and Royal Majesty" and the central governmental bodies had their names prefixed with k. u. k.




Pelo que podemos ler acima, as coisas eram bem complicadas no fim do século 19 e início do século 20, na Europa. Imagine só como seriam as comunicações então, se não houvesse uma língua comum, como era o caso do alemão. Felizes somos nós que, cem anos depois, podemos contar com o inglês para nos comunicarmos em qualquer parte do planeta. Planeta esse que parece que ficou menor, com a diminuição do tempo de viagem de um lugar a outro e devido ao progresso em geral, nos coloca em contato com povos e nações que dificilmente poderíamos sonhar em visitar e muito menos fazer negócios no século passado.

Para encerrar, os muçulmanos otomanos não conseguiram conquistar Viena no século 17. Eles eram devorados, simbolicamente, todos os dias, no café da manhã, pelos vienenses, sob forma de croissants. O croissant tem a forma de uma lua crescente, símbolo do Império Otomano.

The Battle of Vienna (German: Schlacht am Kahlenberg) took place on 11 and 12 September 1683 after Vienna had been besieged by the Ottoman Empire for two months. It was a battle of the Holy Roman Empire in league with the Polish–Lithuanian Commonwealth (Holy League) versus the Ottoman Empire and fiefdoms of the Ottoman Empire at the Kahlenberg mountain near Vienna. The battle marked the beginning of the political hegemony of the Habsburg dynasty in the Holy Roman Empire and Central Europe.

The battle was won by the combined forces of the Holy Roman Empire and the Polish–Lithuanian Commonwealth. The forces of the Holy Roman Empire were led by Ernst Rüdiger Graf von Starhemberg subordinate of Leopold I Habsburg, Holy Roman Emperor. Command of the Polish-Lithuanian Commonwealth, as well as overall command, was held by the King of Poland, Jan III Sobieski.

 


Tags: color, dia, imagens, rss, alegre, coluna, hoje, porto, pensar, pontonet, deos, vídeo, ricardoorlandini, do, em, destaque, da, esportes, colunistas, informa


Roberto Henry Ebelt é professor, escritor, escreveu uma coluna semanal para o Jornal do Comércio de Porto Alegre entre 2001 e 2013, e é diretor do curso HENRY'S BUSINESS ENGLISH desde 1971.

Seu mais recente livro, O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS, pode ser encontrado nas livrarias Disal, Cultura e SBS ou à rua Hoffmann, 728 em Porto Alegre.

E-mail: roberto@henrys.com.br
Fone (51) 3222-3144
www.henrys.com.br
Página no Facebook: https://www.facebook.com/henrysbusinessnglish/?pnref=lhc




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 24.02

  • Dia da conquista do Voto feminino no Brasil
  • Dia de São Sérgio
  • Promulgação da 1ª Constituição Republicana (1891)