Últimas notícias

Colunistas

RSS
Não falar inglês muito bem pode ser extremamente perigoso.

Roberto Henry Ebelt

03.08.2012

Não falar inglês muito bem pode ser extremamente perigoso.

The Tenerife airport disaster.

A imagem acima não é uma foto. É apenas um desenho do que provavelmente aconteceu. Quando o piloto do avião da Pan Am viu o que estava para acontecer, ele estava a menos de 1.000m de distância do avião da KLM. O piloto da Pan Am tentou sair da pista e conseguiu salvar 61 vidas.

The Tenerife airport disaster occurred on Sunday, March 27, 1977, when two Boeing 747 passenger aircraft collided on the runway of Los Rodeos Airport (now known as Tenerife North Airport) on the Spanish island of Tenerife, one of the Canary Islands. With a total of 583 fatalities, the crash is the deadliest accident in aviation history. (Wikipedia)

Verificando o número de vítimas fatais do maior (no sentido de mais letal) acidente envolvendo aviões, jamais ocorrido na história da aviação, lembrei que, entre as várias circunstâncias que levaram ao desenvolvimento dessa tragédia ocorreu um problema de comunicação entre as aeronaves, que se chocaram, e a ATC (AIR TRAFFIC CONTROL = torre de controle). Os aviões envolvidos eram dois Boeings 747.

Um, o que estava decolando (= taking off), pertencia a KLM, e era um 747 de 2ª geração (Boeing 747-206B).

O outro avião, que estava se deslocando sobre a mesma runway (=pista de decolagem), em sentido contrário, era um 747 da primeira geração (Boeing 747–121) pertencente a Pan American World Airways.

Quando uma coisa dá errado, o melhor que se pode fazer é redobrar a atenção, pois a tendência é que, devido ao fato de nossa atenção ter sido desfocada, outra coisa também dê errado e assim por diante, até que algum fato interrompa essa provável cadeia de acontecimentos.

Tudo começou quando terroristas (sim, eles conseguem ser piores do que torturadores, para infelicidade de nossos grandes líderes de esquerda, assumidamente ex-terroristas) explodiram uma bomba no aeroporto que era o destino original dos dois Boeings, a saber, Gran Canaria Airport. O aeroporto de Tenerife, muito menor do que o do destino original, como consequência, ficou, literalmente, lotado de aeronaves:

The threat of a second bomb forced the authorities to close the Gran Canaria Airport while a search was conducted, resulting in many airplanes being diverted to the smaller Tenerife airport where air traffic controllers were forced to park many of the airplanes on the taxiway, thereby blocking it. Further complicating the situation, while authorities waited to reopen Gran Canaria, a dense fog developed at Tenerife, greatly reducing visibility. When Gran Canaria reopened, the parked aircraft blocking the taxiway at Tenerife required both of the 747s to taxi on the only runway in order to get in position for takeoff.

Importante lembrar que RUNWAY é pista de decolagem e TAXIWAY é pista de rolagem [pista lateral onde os aviões se deslocam para ir do aeroporto até a cabeceira (ou final) da pista e vice-versa]. Basicamente, o acidente ocorreu porque os aviões tiveram que taxiar sobre a pista de decolagem (runway). Em seguida. o avião da KLM iniciou a decolagem enquanto o avião da Pan Am ainda estava taxiando sobre a mesma (e única) runway do acanhado e não bem equipado aeroporto de Tenerife.

Due to the fog, neither aircraft could see the other, nor could the controller in the tower see the runway or the two 747s on it. As the airport did not have ground radar, the only means for the controller to identify the location of each airplane was via voice reports over the radio. As a result of several misunderstandings in the ensuing communication, the KLM flight attempted to take off while the Pan Am flight was still on the runway. The resulting collision destroyed both aircraft, killing all 248 aboard the KLM flight and 335 of 396 aboard the Pan Am flight. Sixty-one people aboard the Pan Am flight, including the pilots and flight engineer, survived the disaster

A gota d'água (= the last straw) foi problema de comunicação, inclusive o fato de duas das três partes envolvidas (o Boeing da KLM e a ATC) não terem se entendido em inglês devidamente. Não houve um culpado (em minha opinião, os verdadeiros culpados foram os terroristas que explodiram uma bomba no Gran Canaria Airport), mas a responsabilidade de indenizar as famílias das vítimas foi assumida pela KLM.

Detalhe: a palavra takeoff, que pode significar outras coisas além de decolar, ficou proibida de ser utilizada nas comunicações da torre para os aviões, sendo liberado o seu uso, única e exclusivamente, para se referir ao ato de decolar:

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
The accident had a lasting influence on the industry, particularly in the area of communication. An increased emphasis was placed on using standardized phraseology in ATC communication by both controllers and pilots alike, thereby reducing the chance for misunderstandings. As part of these changes, the word "takeoff" was removed from general usage, and is only spoken by ATC when actually clearing an aircraft to take off. Less experienced flight crew members were encouraged to challenge their captains when they believed something was not correct, and captains were instructed to listen to their crew and evaluate all decisions in light of crew concerns. This concept would later be expanded into what is known today as Crew Resource Management. CRM training is now mandatory for all airline pilots.

Se o Chacrinha estivesse vivo hoje, provavelmente ele diria que quem não consegue se comunicar satisfatoriamente em inglês se trumbica.

Uma animação deste horrível acidente está disponível em http://www.youtube.com/watch?v=DxCLImowXB0


Until next Friday
 


 


Tags: Roberto Henry Ebelt, ensino, inglês


Roberto Henry Ebelt é professor, escritor, escreveu uma coluna semanal para o Jornal do Comércio de Porto Alegre entre 2001 e 2013, e é diretor do curso HENRY'S BUSINESS ENGLISH desde 1971.

Seu mais recente livro, O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS, pode ser encontrado nas livrarias Disal, Cultura e SBS ou à rua Hoffmann, 728 em Porto Alegre.

E-mail: roberto@henrys.com.br
Fone (51) 3222-3144
www.henrys.com.br
Página no Facebook: https://www.facebook.com/henrysbusinessnglish/?pnref=lhc




Opinião do internauta

  • Carlos Mello (03.08.2012 | 13.05)
    No meu entender os únicos culpados foram os terroristas, hoje talvez ex-terroristas e ricos políticos locais, como acontece nas terras tupiniquins. Gostei do estilo que mistura trechos em português com em inglês. Parabéns pela inovação.
  • Resposta do Colunista:
Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 25.02

  • Criação do Ministério das Comunicações (1967)
  • Criação do Ministério do Interior (1889)
  • Criação do Ministério dos Transportes (1967)
  • Dia de Santa Valburga
  • Dia de São Cesário
  • Dia de São Tarásio