Últimas notícias

Colunistas

RSS
O uso do artigo em inglês II.

Roberto Henry Ebelt

05.10.2012

O uso do artigo em inglês II.

É aconselhável ler o artigo da semana passada antes de ler o texto a seguir.

Para iniciar a nossa conversa de hoje, saiba que existem idiomas em que o artigo simplesmente não existe. Alguns idiomas eslavos, entre eles o polonês, estão nesta lista. E, por incrível que possa parecer, isso não representa nenhum problema.

Similarmente, o fato de muitas pessoas nunca terem comido caviar (como é o meu caso) não significar nenhum problema para elas, o fato de um idioma não utilizar artigos também não causa nenhum problema para as pessoas que falam tais idiomas. Com isso eu quero dizer que o uso dos artigos em inglês não é exatamente igual ao uso dos artigos em português. Isso já tinha ficado implícito no texto da semana passada quando eu disse que os artigos indefinidos em inglês só existe(m) no singular. Se eu quiser dizer que existem uns livros sobre a mesa, eu poderei simplesmente dizer: there are books on the table.

O maior problema, no entanto, não está relacionado aos artigos indefinidos, mas sim ao artigo definido, a saber, THE.

Existem regras específicas que mostram os contrastes entre o uso do artigo em português e em inglês.

  1. antes de nomes próprios, em inglês, em geral, não usamos artigos definidos:
  • Paul is a nice guy. O Paulo é um cara legal.
  • Mary said she had not seen him. A Maria disse que não o havia visto.
  • I didn't see Betty at the party. Eu não vi a Betty na festa.
  • Is John your brother? O João é teu irmão?

Os nomes próprios incluem os nomes de ruas, cidades, estados e países:

  • I live on Hoffmann Street.
  • She lives in Porto Alegre.
  • We studied in Rio Grande do Sul for five years.
  • They lived in England for two years.
  • Is it true that you are you leaving for France next week?

Se nomes de cidades, ruas, avenidas forem usados como adjetivos então eles devem ser precedidos de artigos.

  • The São Carlos Street merchants had a meeting to discuss the problems caused by transvestite prostitution in the neighborhood, but they were not successful because of politically correct nongovernmental organizations.
  • The Porto Alegre skyline is very beautiful at dusk.
  • The Rio Grande do Sul produce, in 2011, was seriously affected by the lack of rain.
  • The Dresden bombing, in the WWII, was as lethal as the Hiroshima bombing.

Nomes próprios de acidentes geográficos são precedidos de THE:

  • The Guaiba River turned out to be a lake.
  • The Amazon is the longest river in the world.
  • The Pacific Ocean is larger than the Atlantic.
  • The Gibraltar Rock is located in British territory.

Interessante lembrar que nomes de países podem causar confusão, pois certos nomes são compostos. Se o nome (composto) do país contiver um adjetivo ou uma palavra que funcione como adjetivo, devemos usar o artigo THE:

  • The United States were originally made up by only thirteen former British colonies.
  • Brazil is largest country in South America.
  • The Dominican Republic is located on the Hispaniola Island.
  • The Hispaniola Island, the place where Christopher Columbus first landed, holds two countries: the Dominican Republic and Haiti.
  • England was the cradle of the Industrial Revolution.

2. Substantivos que representam algo de qualidade certa líquida e segura (por exemplo, elementos químicos e semelhantes) que não são qualificados e que não precisam ser definidos, não são precedidos de artigo.

  • Ex: Right now, gold is not a good investment, because its price is overrated.
  • Ex: The maximum amount of salt recommended for an adult is 5 grams per day.
  • Ex: Even in Brazil, honesty is the best policy.
  • Ex: Mensalão is a neologism invented by the man who saved us from having José Dirceu as President of Brazil, namely, Roberto Jefferson.

No entanto, quando os substantivos do tipo acima descrito são utilizados para indicar uma qualidade ou quantidade específica, eles devem ser precedidos do artigo definido (the).

  • Ex: The gold in my wedding band is 14 kt.
  • Ex: The salt sold in that grocery store was not packed in Brazil.
  • Ex: As I write these lines, the honesty of Brazil's Labor Party is at stake
  • Ex: When she said that it was an honor for her to meet him, he replied that the honor was all his.

3. Quando um substantivo estiver acompanhado por um adjetivo possessivo não se usa artigo:

  • Ex: O meu ombro está machucado – My shoulder is hurt.
  • Ex: As mãos dela são muito bonitas – Her hands are very beautiful.
  • Ex: O carro dele está sendo consertado – His car is being repaired.

4. Quando usamos o "anglo-saxon" genitive (Paul's book) (Betty's father) (John's belongings) não devemos utilizar um artigo antes do nome do dono do objeto.

Levando em conta os quatro aspectos acima, você, praticamente, sempre terá condições de decidir corretamente se deve usar ou um não um artigo definido em inglês. Todavia, essas regras servem apenas para você ter certeza que está escrevendo corretamente. O que realmente resolve qualquer dúvida quanto a usar ou não os artigos em inglês, é o seu ouvido. Você precisa se acostumar com a forma correta, de modo que a forma errada emita um aviso sobre o seu erro.

REPETITION IS THE KEY TO LEARN A FOREIGN LANGUAGE.

Have a nice weekend and do not forget to cast your vote into the B.E.B.B. (Brazilian Electronic Ballot Box), the only voting machine in the world where your vote cannot be checked because the BEBB does not issue any document that may be counted for the second time in case of doubts. So, do not forget to check if the name of your candidate for the position of city councilman has been duly computed in your voting station. I myself do not trust any electronic devices the results of which cannot be manually checked, should it be necessary, and you should not trust them, either.


Tags: Mensalão, Roberto Jefferson, José Dirceu, corrupção, Lula, STF, petralhas, PT, Rural, BMG


Roberto Henry Ebelt é professor, escritor, escreveu uma coluna semanal para o Jornal do Comércio de Porto Alegre entre 2001 e 2013, e é diretor do curso HENRY'S BUSINESS ENGLISH desde 1971.

Seu mais recente livro, O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS, pode ser encontrado nas livrarias Disal, Cultura e SBS ou à rua Hoffmann, 728 em Porto Alegre.

E-mail: roberto@henrys.com.br
Fone (51) 3222-3144
www.henrys.com.br
Página no Facebook: https://www.facebook.com/henrysbusinessnglish/?pnref=lhc




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 13.11

  • Dia de São Diego de Alcalá
  • Dia do Anjo Pahaliah
  • Dia do Mau Humor
  • Dia do Moço Espírita
  • Dia Nacional da Família na Escola