Últimas notícias

Colunistas

RSS
Joke or anecdote?

Roberto Henry Ebelt

22.02.2013

Joke or anecdote?

Como você já sabem, anecdote é um falso cognato. Essa palavra não significa anedota. Vejam:

ANECDOTE: (noun) an anecdote is a short and amusing or interesting story about a real incident or person. It may be as brief as the setting and provocation of a "bon mot". An anecdote is always presented as based on a real incident involving actual persons, whether famous or not, usually in an identifiable place. However, over time, modification in reuse may convert a particular anecdote to a fictional piece, one that is retold but is "too good to be true". Sometimes humorous, anecdotes are not jokes, because their primary purpose is not simply to evoke laughter, but to reveal a truth more general than the brief tale itself, or to delineate a character trait in such a light that it strikes in a flash of insight to its very essence. Novalis observed "An anecdote is a historical element — a historical molecule or epigram". A brief monologue beginning "A man pops in a bar..." will be a joke. A brief monologue beginning "Once J. Edgar Hoover popped in a bar..." will be an anecdote. (Wikipedia).

Joke: (noun) funny tale, jest, humorous remark. Piada, em português.

No que diz respeito ao texto abaixo, como ele não representa um incidente verdadeiro, ele só pode ser classificado com sendo um joke (piada).

In Germany.

A Somalian arrives in Berlin, Germany, as an immigrant. He stops the first person he sees walking down the street and says:

"Thank you Mr. Germany for letting me in this country, giving me housing, money for food, free medical care, free education and no taxes!"

The passer by says, "You are mistaken, I am Afghan!"

The man goes on and encounters another passer by.

"Thank you for having such beautiful country here in Germany !"

The person says, "I not German, I am Iraqi!"

The new arrival walks further and the next person he sees he stops, shakes his hand and says, "Thank you for the wonderful Germany !"

That person puts up his hand and says, " I am from Pakistan , I am not from Germany !"

He finally sees a nice lady and asks, "Are you a German?"

She says, "No, I am from India !"

Puzzled, he asks her, "Where are all the Germans ?"

The Indian lady checks her watch and says ..."Probably at work".

E se você está rindo da desgraça que se abate sobre os países europeus invadidos por muçulmanos, lembre-se que na Terra Cabralis nós também temos os nossos "parasitas", conforme a piada (abaixo) deixa muito claro:

Um prédio de 4 andares foi totalmente destruído pelo fogo.

Primeiro andar: Todas as pessoas das 10 famílias de sem-tetos, que haviam invadido o primeiro andar, filhos de presidiários que ganham salário de R$ 850,00, faleceram no incêndio.

No segundo andar, todos os componentes das 12 famílias de retirantes, que viviam dos proventos da "Bolsa Família", também não escaparam.

O terceiro andar era ocupado por várias famílias de ex-guerrilheiros, todos beneficiários de ações bem sucedidas contra o Governo, filiados a um ParTido político influente, com altos cargos em estatais e empresas governamentais, que também faleceram.

No quarto andar viviam engenheiros, médicos, advogados, professores, empresários, bancários, vendedores, comerciantes, policiais, bombeiros e trabalhadores com suas famílias. Todos escaparam.

Imediatamente a Presidenta (indignada) da Nação e toda a sua assessoria mandaram instalar um inquérito para que o Chefe do Corpo de Bombeiros explicasse a morte dos "queridos cumpanheiros" e a razão de somente os moradores do quarto andar terem escapado.

O Chefe dos Bombeiros prontamente respondeu:

"O pessoal do quarto andar não estava em casa. Todos tinham saído para trabalhar!"


This is a joke.

Depois de ler alguns artigos desta semana, neste democrático site do meu querido amigo Ricardo, sobre as maravilhas da democracia, chego à conclusão que realmente vale a pena viver nesta "democrática" bagunça petisto-peemedebista (viva Renan!) pelo simples fato de poder criticá-los. O fato de estarmos
umbilicalmente ligados às piores ditaduras do mundo, que se transvestem de democracias, é mero detalhe.

Viva Cuba e seus macróbios ditadores; viva a Coréia do Norte e seu jovem e belicoso ditador; viva a bolivariano-socialista Venezuela e seu glorioso EL CID, vulgo Chávez Frias; vivam os aiatolás persas obcecados pelo sucesso de Israel; viva a viúva Kirchner que nunca ouviu falar de Funaro e seu desastrado congelamento de preços patrocinado pelo marimbondo mor do Brasil; viva o cocaleiro Morales. A vida é uma festa. Estamos em ótima companhia.

Fala sério: dá para dormir com um barulho desses? Ainda bem que existe Valium.


Tags: Roberto Henry Ebelt, ensino, inglês


Roberto Henry Ebelt é professor, escritor, escreveu uma coluna semanal para o Jornal do Comércio de Porto Alegre entre 2001 e 2013, e é diretor do curso HENRY'S BUSINESS ENGLISH desde 1971.

Seu mais recente livro, O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS, pode ser encontrado nas livrarias Disal, Cultura e SBS ou à rua Hoffmann, 728 em Porto Alegre.

E-mail: roberto@henrys.com.br
Fone (51) 3222-3144
www.henrys.com.br
Página no Facebook: https://www.facebook.com/henrysbusinessnglish/?pnref=lhc




Opinião do internauta

  • Carlos Alexandre (04.12.2016 | 17.54)
    Ao buscar fontes distintas para entender a diferença ente Joke e Anecdote, deparo-me com seu artigo. Inicialmente muito bem embassado e coeso, tirando o fato do teor extremamente preconceituoso e politicamente incorreto da explicação do "joke". Caro professor, obrigado por seu ensinamento sobre o tema, mas sugiro atentar-se a sua postura como educador. Um país desenvolvido e laico assegura que a sociedade tenha livre expressão, sendo assim, acredito que o melhor exemplo que você poderia dar para "joke" seria algo sobre os gaúchos não é mesmo? Apenas uma observação sobre programas sociais, sabia que países como Noruega e Suécia também os fazem e nem por isso as pessoas são "discriminadas".
  • Resposta do Colunista:
Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 20.05

  • Dia da Ascensão do Senhor
  • Dia da Congregação Mariana
  • Dia de Mjollnir, o martelo mágico de Thor, o deus dos trovões (Mitologia Nórdica)
  • Dia de São Bernardino de Sena
  • Dia do Comissário de Menores
  • Dia do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
  • Dia Nacional do Medicamento Genérico