Últimas notícias

Colunistas

RSS
Ricin, a favorite communist poison.

Roberto Henry Ebelt

19.04.2013

Ricin, a favorite communist poison.

Ao saber que, ao mesmo tempo em que psicopatas explodiam as pernas de corredores do mundo inteiro na Boston Marathon, senadores americanos, além do presidente B. Obama, receberam cartas envenenadas com ricina, lembrei-me de quão próximo o pessoal que nasceu na primeira metade do século20 esteve de ser envenenado com o laxante mais popular daquela época, o óleo de rícino. O nojento óleo de rícino e a extremamente venenosa ricina são obtidos do mesmo vegetal, a saber, a assassina mamona ou mamoneira, assim chamada porque suas folhas se assemelham às folhas do mamoeiro.

Planta de rícino (mamona).
Classificação científica

Reino: Plantae

Divisão: Magnoliophyta

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Malpighiales

Família: Euphorbiaceae

Subfamília: Acalyphoideae

Gênero: Ricinus

Espécie: R. communis

Nome binomial: Ricinus communis

Ricin (pron.: /ra?s?n/), from the castor oil plant Ricinus communis, is a highly toxic, naturally occurring protein. A dose as small as a few grains of table salt can kill an adult human.

The LD50 (median lethal dose) of ricin is around 22 micrograms per kilogram (1.78 mg for an average adult, around 1⁄228 of a standard aspirin tablet in humans if exposure is from injection or inhalation.[1] Oral exposure to ricin is far less toxic and a lethal dose can be up to 20–30 milligrams per kilogram (Wikipedia).

O mamoneiro também é conhecido em português como planta de rícino. Em inglês este vegetal é conhecido como castor oil plant.
Castor oil significa óleo de rícino.
Castor é um falso cognato: parece significar castor, mas seu significado é rícino.
O animal roedor é beaver (a large semi aquatic broad-tailed rodent, noted for its habit of gnawing through trees to fell them in order to make lodges and dams. [Castor canadensis (N. America) and Castor fiber (Eurasia).] The soft light brown fur of the beaver).

Como se obtém o purgante conhecido como óleo de rícino:
Castor oil is a vegetable oil obtained from the castor bean (technically castor seed as the castor plant, Ricinus communis (Euphorbiaceae), is not a member of the bean family). The common name "castor oil" probably comes from its use as a replacement for castoreum, a perfume base made from the dried perineal glands of the beaver (castor in Latin).[1]

Efeitos deste laxante:

The United States Food and Drug Administration (FDA) has categorized castor oil as "generally recognized as safe and effective" (GRASE) for over-the-counter use as a laxative with its major site of action the small intestine where it is digested into Ricinoleic acid.[16] Castor oil is a stimulant and lubricating laxative. It is not a preferred treatment, because it can produce painful cramps, fecal incontinence and explosive diarrhea. Its action can go on for hours, sometimes unpredictably and powerfully causing an involuntary bowel movement at inconvenient locations and during sleep. Initially, castor oil is digested in the small intestine where it is digested into Ricinoleic acid. When the digestion is complete, it enters the large intestine producing cramps and a feeling of hot diarrhea pressing on the anal sphincter. The slightest relaxation of the anal sphincter causes fecal incontinence. After a certain point in time, it is impossible to retain, especially in the larger doses. [17]

 
Castor beans - semente de mamona.

Como se obtém o veneno ricina:
Ricin
is easily purified from castor oil manufacturing waste. The aqueous phase left over from the oil extraction process is called waste mash. It would contain about 5–10% ricin by weight, but heating during the oil extraction process denatures the protein, making the resultant seed cake safe for use as animal feed. From fresh seed, separation requires chromatographic techniques similar to other plant proteins.

A relação que eu faço entre ricina e comunistas deve-se ao fato de que este veneno (poison, venom) era um dos preferidos da defunta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, tão admirada na América Latina de Chávez, de Maduro, da Velha, do Vesgo, dos terroristas de 1964, dos macróbios que não soltam o osso, os cachorrões cubanos, do terno assassino e psicopata, que jovens ingênuos (naïve youngsters) e velhos teimosos (stubborn elders) carregam estampados em suas fedorentas camisetas, o abominável Che Guevara.

O caso mais famoso de comunistas usando ricina para acabar com quem deles discordava, ocorreu em Londres, mas não foi o único. Um búlgaro dissidente do comunismo reinante na Bulgária (Georgi Ivanov Markov) foi assassinado por um agente comunista búlgaro, devidamente treinado pela mui comunista KGB, com um golpe desferido com a extremidade inferior de um guarda chuva que lhe inoculou uma micro cápsula contendo ricina na panturrilha. Três dias depois, em 11 de setembro de 1978, Markov veio a falecer. Detalhe curioso: no Brasil, partidos comunistas ainda existem e até participam do governo do PT.

Georgi Markov
Born: March 1, 1929 in Sofia, Bulgaria

Died: September 11, 1978 (aged 49).
London, England

Occupation: Writer, dissident.
Notable work: The Truth that Killed.

Em tempos de comissões de verdades, mentiras e terroristas é bom lembrar o provérbio Tell me with whom thou goest, and I will tell you what thou doest ou A man is known by the company he keeps.

Have an excellent weekend.

Em tempo: 15 de abril é uma data azarada para os americanos: em 1912 o Titanic naufragou e, em 1865, Lincoln foi assassinado.


Tags: Roberto Henry Ebelt, ensino, inglês


Roberto Henry Ebelt é professor, escritor, escreveu uma coluna semanal para o Jornal do Comércio de Porto Alegre entre 2001 e 2013, e é diretor do curso HENRY'S BUSINESS ENGLISH desde 1971.

Seu mais recente livro, O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS, pode ser encontrado nas livrarias Disal, Cultura e SBS ou à rua Hoffmann, 728 em Porto Alegre.

E-mail: roberto@henrys.com.br
Fone (51) 3222-3144
www.henrys.com.br
Página no Facebook: https://www.facebook.com/henrysbusinessnglish/?pnref=lhc




Opinião do internauta

  • carlos mello (24.04.2013 | 18.57)
    Muito legal este teu artigo. Eu não sabia que as mamonas tinham este veneno. Então não é por acaso que o conjunto se chamava "Mamonas assassinas". he he. Tem um filme chamado "O golpe do Guarda chuva", tem disponível na internet, sobre este golpe aplicado pelo serviço secreto búlgaro neste Georgi.
  • Resposta do Colunista:
Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 22.10

  • Dia da Praça
  • Dia de São João Paulo II
  • Dia de São Martinho de Dume
  • Dia do Anjo Haiaiel
  • Dia do Pára-quedista
  • Dia Internacional do Radioamador
  • Dia Nacional do Enólogo