Últimas notícias

Colunistas

RSS
LACK OF RESPECT

Roberto Henry Ebelt

25.04.2014

LACK OF RESPECT

Em primeiro lugar não confunda LACK com LAKE.

A palavra LACK significa falta (substantivo); como verbo, deve ser entendida com ESTAR SEM (alguma coisa).

A palavra LAKE significa LAGO.

Ex: Salt Lake City is the capital of Utah. A cidade de Lago Salgado é a capital de Utah.

Detalhe: não gosto de traduzir nomes de cidades, assim como não acho certo traduzir nomes de pessoas. Pedro sempre será Pedro e acho uma falta de respeito chamar o Pedro, em inglês de PETER. Também acho ridículo chamar Rio de Janeiro, em inglês, de January River. Nomes próprios jamais deveriam ser traduzidos, desde que escritos no mesmo alfabeto.

Voltando ao verbo LACK, vejamos um exemplo:

We lack 5,000 dollars to buy that car – falta-nos cinco mil dólares para podermos comprar aquele carro.

Voltando a LACK OF RESPECT:

Um assunto capaz de deixar qualquer pessoa, com um mínimo de bom senso, verdadeiramente entristecida e assustada, é THE GREAT LACK OF RESPECT OF BRAZILIANS REGARDING THE BRAZILIAN ARMED FORCES – a grande falta de respeito dos brasileiros para com as Forças Armadas.

Nunca na história desse país, como dizia o ex-grande timoneiro brasileiro (timoneiro, em inglês é helmsman), um povo desrespeitou tanto as forças armadas que, em 1964, o protegeram de potenciais inimigos (os comunistas soviéticos, cubanos e brasileiros) como o povo brasileiro vem desrespeitando o Exército Brasileiro. Isso não é um bom sinal, pois é um verdadeiro tiro no pé desrespeitar qualquer organismo ou instituição cuja função é nos proteger da barbárie, como a Polícia e o Exército.

Se hoje eu posso chamar a atenção para tal falta de respeito (e você pode discordar totalmente do que eu estou dizendo) é porque em 1964 as FFAA nos protegeram das ameaças de ditaduras comunistas que não costumam manter regimes de exceção por 20 ou 21 anos, mas por no mínimo 50 anos, como estão fazendo os desprezíveis ditadores cubanos (the Castro Brothers) e a gerontocracia soviética que ficou mais de setenta anos grudada, como um cachorro sarnento no osso, nas costas do sofrido povo russo.

Quem não era adulto durante o governo de Jango não tem ideia do que era viver durante a tensão generalizada que caracterizou seu desprezível governo. Difícil também, para quem não presenciou, é imaginar o Brasil sendo atacado por bandos de terroristas que transformaram o país em um campo de guerra. Muito antes dos terroristas muçulmanos aterrorizarem o mundo ocidental, os terroristas comunistas brasileiros já aterrorizavam o Brasil, a ponto do simples ato de viajar de avião se constituir numa aventura sujeita a sequestros e assassinatos.

Portanto, do fundo da minha insignificância, vai a minha humilde observação: não desrespeitemos aqueles que vivem para nos proteger, a saber, o Exército, a Marinha, a Força Aérea e as Polícias, tanto civil como militar. Não se enganem: o direito só existe se existir a Força para mantê-lo. Nós precisamos desses organismos.

Lembremo-nos que se atualmente vivemos em um Brasil democrático, e não numa filial de um império soviético-comunista há longo tempo sepultado, devemos isso aos militares brasileiros que, durante a guerra fria, impediram os comunistas brasileiros de tomar conta de nossa terra e entregá-la, de mão beijada, aos soviéticos que, disfarçadamente, ainda hoje insistem em conquistar a Ucrânia.

Have an excellent weekend.


Tags: Roberto Henry Ebelt, inglês, artigo, coluna, PontoNET


Roberto Henry Ebelt é professor, escritor, escreveu uma coluna semanal para o Jornal do Comércio de Porto Alegre entre 2001 e 2013, e é diretor do curso HENRY'S BUSINESS ENGLISH desde 1971.

Seu mais recente livro, O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS, pode ser encontrado nas livrarias Disal, Cultura e SBS ou à rua Hoffmann, 728 em Porto Alegre.

E-mail: roberto@henrys.com.br
Fone (51) 3222-3144
www.henrys.com.br
Página no Facebook: https://www.facebook.com/henrysbusinessnglish/?pnref=lhc




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 25.02

  • Criação do Ministério das Comunicações (1967)
  • Criação do Ministério do Interior (1889)
  • Criação do Ministério dos Transportes (1967)
  • Dia de Santa Valburga
  • Dia de São Cesário
  • Dia de São Tarásio