Últimas notícias

Colunistas

RSS
Artigo Definido 02.

Roberto Henry Ebelt

31.07.2015

Artigo Definido 02.

Voltando ao assunto do dia 17 p.p., sobre o artigo definido, que em inglês é apenas um (THE), contrastando com português que tem quatro (o, a, os, as) é importante lembrar que a ideia que norteia o seu uso, tanto em inglês como em português, é a mesma. Porém confesso que não me lembro de algum dia, em minha infância ou adolescência ter assistido a uma aula sobre o uso dos artigos definidos em português. Certamente você também não se lembra disso.  E assim é porque nós nunca tivemos tal aula em nossas vidas. Nós usamos os artigos corretamente (na maioria dos casos) porque aprendemos na prática. E, assim sendo, não saberíamos ensinar a um estrangeiro o uso do artigo definido em português. Essa é a principal razão de eu sempre afirmar que o fato de um americano falar inglês muito bem não o qualifica, em absoluto, a ensinar inglês a um brasileiro.

Portanto, quando eu digo que a ideia que rege a utilização do artigo definido é a mesma nos dois idiomas eu não estou ajudando muito. Então vamos começar dizendo que o artigo definido basicamente serve para deixar claro para o nosso interlocutor que o substantivo precedido por um artigo definido é exatamente aquele que o nosso interlocutor (ou leitor) acha que é. Veja:

  • "Paulo, eu achei o livro. "PAUL, I'VE FOUND THE BOOK" - (Paulo sabe exatamente de que livro eu estou falando.

Se ele não soubesse, eu diria algo como:

  • Paulo, eu achei o livro que estávamos procurando. – PAUL, I'VE FOUND THE BOOK (THAT) WE WERE LOOKING FOR.

Numa carta ou e-mail, eu diria:

  • Informo-te que encontrei o livro – I INFORM YOU (THAT) I'VE FOUND THE BOOK.

Se eu dissesse

  • Paulo, encontrei um livro -  PAUL, I'VE FOUND THE BOOK  ficaria claro que eu não espero que o Paulo saiba de qual livro eu estou falando.
  •  

Essa é a ideia geral sobre a qual são introduzidas algumas exceções, tanto em português como em inglês.

Para dar uma ideia de como este assunto é "tricky" observem as seguintes frases:

  • Eu moro em Porto Alegre.          I live in Porto Alegre.
  • Eles moram n(o) Recife.                              They live in Recife.
  • Ela mora em Pelotas.                    She lives in Pelotas.
  • Ele mora n(o) Rio.                          He lives in Rio

Em inglês, antes de nomes próprios (fora as exceções mencionadas no dia 17 p.p.) não utilizamos artigo definido. Em português, às vezes usamos, às vezes não usamos. Como é que se ensina isso a um estrangeiro? Mandando-o se acostumar à forma correta, pois as regras não são definitivas.

Além disso, tudo depende do que a pessoa que fala (ou escreve) tem em mente. Se quem fala achar que nós, que ouvimos, sabemos do que ele está falando, ele utilizará um artigo definido. Se quem fala achar que nós não sabemos do que ele está falando, ele poderá usar um artigo indefinido.

É comum os alunos perguntarem se uma forma está certa ou errada. Frequentemente a resposta parece ser evasiva, pois será "depende do que você tem em mente".

Para nós, brasileiros, a maneira mais fácil de aprender qualquer coisa de cunho gramatical, como é o caso do artigo definido em inglês, é ler livros, revistas, manuais, relatórios escritos em inglês. Precisamos, acima de tudo, nos acostumar às formas corretas. Quando estivermos acostumados a elas, nós rejeitaremos automaticamente as formas erradas. Mantenha a seguinte ideia em mente: os artigos definidos são utilizados de maneira semelhante em inglês e português, salvo as exceções. E as exceções você aprende aos poucos.

Voltaremos a este assunto, com alguns exercícios e mais exceções na próxima semana. Felizmente as exceções são poucas.

Repito: as explicações de gramática que eu transmito aqui são curiosidades que serão úteis apenas se você já tiver uma ideia sobre o assunto. Se você tem interesse em aprender inglês, leia antes de qualquer coisa, o livro O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS para aprender a lidar com esses detalhes e a utilizar o seu  tempo apenas com aquilo que realmente merece a sua atenção.

If you have any questions about English send me an e-mail. As a teacher, it will be a pleasure to share my knowledge with you.

Have an excellent weekend.


Tags: Roberto Henry Ebelt, inglês, artigo, coluna


Roberto Henry Ebelt é professor, escritor, escreveu uma coluna semanal para o Jornal do Comércio de Porto Alegre entre 2001 e 2013, e é diretor do curso HENRY'S BUSINESS ENGLISH desde 1971.

Seu mais recente livro, O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS, pode ser encontrado nas livrarias Disal, Cultura e SBS ou à rua Hoffmann, 728 em Porto Alegre.

E-mail: roberto@henrys.com.br
Fone (51) 3222-3144
www.henrys.com.br
Página no Facebook: https://www.facebook.com/henrysbusinessnglish/?pnref=lhc




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 21.11

  • Dia da Apresentação de Nossa Senhora
  • Dia da Homeopatia
  • Dia das Saudações
  • Dia do Anjo Seheiah
  • Dia do Município Brasileiro
  • Dia Mundial da Televisão