Últimas notícias

Colunistas

RSS
Habilidades essenciais para jovens em 2020 e após.

Roberto Henry Ebelt

04.11.2016

Habilidades essenciais para jovens em 2020 e após.

Segundo um estudo comentado no programa Globonews/Painel de 02 de novembro (ontem), as cinco habilidades mais valorizadas nos próximos 15 anos ao contratar alguém serão:

  1. Capacidade de trabalhar em equipe.
  2. Empatia.
  3. Possuir pensamento crítico.
  4. Inteligência artificial (entender o seu alcance em contraste com a inteligência humana).
  5. Empreendedorismo.

Esse estudo não foi feito no Brasil, pelo que entendi.

No mesmo dia 2 de novembro, as manchetes anunciavam que mais de 191.000 estudantes não teriam condições de prestar o exame do ENEM na data prevista devido ao fato de as ESCOLAS estarem invadidas por, justamente, os infelizes alunos que mais precisam estudar para não se tornarem párias nos próximos anos quando terão que enfrentar o mercado de trabalho.

Enquanto o mundo real se preocupa com as habilidades adicionais necessárias para o sujeito conseguir um emprego nos próximos anos, as nossas escolas estão invadidas por pessoas totalmente desligadas da realidade atual em que a maioria dos alunos tem dificuldades acachapantes com as quatro operações e com uma simples regra de três em que as grandezas são inversamente proporcionais entre si.

Os cinco itens acima são importantíssimos, mas qual será a utilidade (para uma empresa) de um jovem trabalhador que sabe trabalhar em equipe, tem empatia, possui pensamento crítico, tem uma vaga ideia do conceito de inteligência artificial e algoritmos, além de ser empreendedor, se as duas mais importantes capacidades, que de tão óbvias nem foram listadas no estudo acima mencionado, a saber, COMUNICAÇÃO e MATEMÁTICA, não fazem parte de sua bagagem intelectual?

Resposta: nenhuma utilidade.

No que diz respeito à comunicação, lembro que nosso idioma nativo, embora menosprezado no primeiro mundo, tem um contingente de falantes nativos que supera 220.000.000. Somando os que falam português como segundo idioma, o número sobre para 260.000.000.

Veja o que diz a Wikipedia sobre a nossa língua mãe:

Portuguese (português or, in full, língua portuguesa) is a Romance language and the sole official language of Angola, Brazil, Cape Verde, Guinea-Bissau, Mozambique, Portugal, and São Tomé and Príncipe. It also has co-official language status in East Timor, Equatorial Guinea and Macau. As the result of expansion during colonial times, a cultural presence of Portuguese and Portuguese creole speakers are also found in Goa, Daman and Diu in India; in Batticaloa on the east coast of Sri Lanka; in the Indonesian island of Flores; and in Malacca in Malaysia.

Portuguese is part of the Ibero-Romance group that evolved from several dialects of Vulgar Latin in the medieval Kingdom of Galicia, and has kept some Celtic phonology.  With approximately 215 to 220 million native speakers and 260 million total speakers, Portuguese is usually listed as the sixth most natively spoken language in the world, the third-most spoken European language in the world in terms of native speakers, and a major language of the Southern Hemisphere. It is also the most spoken language in South America and the second-most spoken in Latin America after Spanish, and is an official language of the European Union, Mercosul, OAS, ECOWAS and the African Union.

Spanish author Miguel de Cervantes once called Portuguese "the sweet and gracious language" and Spanish playwright Lope de Vega referred to it as "sweet", while the Brazilian writer Olavo Bilac poetically described it as "a última flor do Lácio, inculta e bela" (the last flower of Latium, rustic and beautiful). Portuguese is also termed "the language of Camões", after one of the greatest literary figures in the Portuguese language, Luís Vaz de Camões.[11][12][13].

Lembro que os Romanos invadiram a Península Ibéria cerca de 200 anos antes de invadirem a velha Albion (em 46 AD), o que explica a razão de palavras de origem latina em inglês e português, serem, às vezes, tão diferentes, como é o caso de AMARELO e YELLOW.

Você tem filhos em idade escolar? Deixe claro para eles que ter conhecimentos sólidos da linguagem universal, conhecida como matemática, e dominar seu idioma nativo, e inglês, como indispensável segundo idioma, é mil vezes mais prioritário do que desenvolver os cinco importantíssimos itens mencionados no início deste texto.

Think about it and listen to the following podcast, if you have children looking for a spouse: http://blog.kanitz.com.br/case-por-amor/

Best regards.


Tags: Roberto Henry Ebelt, inglês, artigo, coluna, Ebelt


Roberto Henry Ebelt é professor, escritor, escreveu uma coluna semanal para o Jornal do Comércio de Porto Alegre entre 2001 e 2013, e é diretor do curso HENRY'S BUSINESS ENGLISH desde 1971.

Seu mais recente livro, O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS, pode ser encontrado nas livrarias Disal, Cultura e SBS ou à rua Hoffmann, 728 em Porto Alegre.

E-mail: roberto@henrys.com.br
Fone (51) 3222-3144
www.henrys.com.br
Página no Facebook: https://www.facebook.com/henrysbusinessnglish/?pnref=lhc




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 20.05

  • Dia da Ascensão do Senhor
  • Dia da Congregação Mariana
  • Dia de Mjollnir, o martelo mágico de Thor, o deus dos trovões (Mitologia Nórdica)
  • Dia de São Bernardino de Sena
  • Dia do Comissário de Menores
  • Dia do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
  • Dia Nacional do Medicamento Genérico