Últimas notícias

Colunistas

RSS
Can & May

Roberto Henry Ebelt

20.04.2018

Can & May

Estes dois verbos, apesar de terem o mesmo significado em português, PODER, transmitem ideias bem distintas um do outro.

O significado do verbo CAN é PODER, TER CAPACIDADE DE, SABER.

Para expressar a ideia de que tem capacidade de fazer algo, você deve usar o verbo can.

O melhor equivalente para a frase EU SEI FALAR INGLÊS é I CAN SPEAK ENGLISH.

Se você tentar traduzi-la literalmente para o inglês, ela ficaria assim: I KNOW HOW TO SPEAK ENGLISH.

Essa frase está correta, mas não é a mais comum e, quando estamos aprendendo um idioma estrangeiro, devemos, em primeiro lugar, aprender aquilo que é mais comum.

Vejamos outro exemplo: VOCÊ SABE NADAR?

Usando o verbo CAN, a frase, em inglês será CAN YOU SWIM?

A resposta poderá ser afirmativa YES, I CAN. I CAN SWIM.

Ou poderá ser negativa: NO, I CAN’T. I CAN’T SWIM.

Lembre-se que, para expressar a ideia de CAPACIDADE, o verbo correto é CAN.

A insistência neste aspecto é devido ao fato de que, em português, o verbo PODER expressa, além da ideia de capacidade, a ideia de permissão e de possibilidade.

Exemplos com a ideia de permissão:

  • POSSO IR AGORA? Em inglês, como temos aqui um pedido de permissão, o verbo a ser utilizado é MAY. A pergunta será: MAY I GO NOW?
  • POSSO FUMAR? = MAY I SMOKE?

E agora observe alguns exemplos relacionados à ideia de POSSIBILIDADE:

  • É possível que eu vá lá hoje à noite.  I MAY GO THERE TONIGHT.
  • Poderá chover hoje à noite: IT MAY RAIN TONIGHT.

Observe a palavra TALVEZ. Essa palavra transmite a ideia de possibilidade.

Em inglês ela é a junção do verbo may mais o verbo be (ser): MAYBE.

CAN e MAY pertencem a um pequeno grupo de verbos auxiliares funcionais (são apenas 12 e se chamam MODAL VERBS) que não possuem o que eu chamo de DNA do verbo: as três formas básicas que todos os outros verbos ingleses têm.

CAN e MAY só existem sob duas formas, a saber:

Can - could e
May - might.

A primeira forma representa apenas o presente do indicativo. A segunda forma pode representar o passado e o condicional.

Lembre-se que não existe perfeita equivalência entre dois idiomas, sejam eles quais forem.

A expressão QUERER É PODER, em inglês, não usa nem o verbo querer (to want, wanted, wanted) nem o verbo poder (can, could).  Seu equivalente é WHERE THERE IS A WILL THERE IS A WAY (onde existe vontade existe um caminho).

Have an excellent weekend.


Tags: Roberto Henry Ebelt, inglês, artigo, coluna, Ebelt


Roberto Henry Ebelt é professor, escritor, escreveu uma coluna semanal para o Jornal do Comércio de Porto Alegre entre 2001 e 2013, e é diretor do curso HENRY'S BUSINESS ENGLISH desde 1971.

Seu mais recente livro, O QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE ESTUDAR INGLÊS, pode ser encontrado nas livrarias Disal, Cultura e SBS ou à rua Hoffmann, 728 em Porto Alegre.

E-mail: roberto@henrys.com.br
Fone (51) 3222-3144
www.henrys.com.br
Página no Facebook: https://www.facebook.com/henrysbusinessnglish/?pnref=lhc




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 23.06

  • Dia das Nações Unidas para o Serviço Público
  • Dia de São Zeno
  • Dia do Anjo Melahel
  • Dia do Lavrador
  • Dia Universal Olímpico