Últimas notícias

Colunistas

RSS
Seu filho não quer ficar na escola?

Iane C. Alvares

19.10.2010

Seu filho não quer ficar na escola?

Choro na volta às aulas? Este é o sofrimento de algumas crianças pequenas e de seus pais, que muitas vezes prolonga-se por vários meses após o início das aulas. É o que chamamos de ansiedade de separação.

A ansiedade por separar-se dos pais é típica e normal até certo ponto. Está reconhecidamente aumentada no bebê de 6 a 12 meses, e depois vai gradativamente diminuindo até os 3 anos de idade. Por volta dos três anos a criança pode ficar bem quando longe da mãe, se estiver com uma pessoa de confiança.

E os bebês que muitas vezes precisam ficar na creche desde cedo? Estes necessitam de um período de adaptação bem planejado pelo profissional da creche ou maternal. Este profissional, um psicólogo ou um educador, deverá incluir em sua programação, também, a adaptação da mãe ou do responsável pela criança. É muito difícil para a mãe simplesmente largar seu filho com um desconhecido, aliás, não seria nada natural se o fizesse.

Hoje em dia temos maternais e creches com excelentes profissionais. Já ministrei cursos com o objetivo de repensar o pré-escolar. O nível das discussões e ponderações foi altíssimo. Cada vez mais, tem-se valorizado este momento tão delicado e sensível que é o da entrada na pré-escola.

Mas, e as crianças que ainda ficam chorando, ou simplesmente param de comer, ou adoecem como uma maneira de demonstrar sua angústia? Estes casos são um pouco mais complicados. Geralmente são crianças que, por algum motivo que os pais desconhecem, ficam inseguras se longe deles e tendem a fracassar na escola apesar da boa inteligência.

Nos casos mais graves vemos crianças com 4 ou 5 anos que não deixam a mãe nem ir ao banheiro. Seguem-na por toda a casa, onde quer que ela vá. O nível de angústia da criança é muito alto e a mãe fica também numa situação difícil, com sua vida totalmente limitada.

Estas são situações difíceis, mas mais corriqueiras do que imaginamos. Basta conferir nestas primeiras semanas na entrada das creches.

Mamães e papais não se acanhem, busquem ajuda logo. Não deixem o problema ir se arrastando. Para que a criança entre bem na 1a. série e possa usar todo o seu potencial na aprendizagem, tentem resolver o conflito logo que ele começar a se manifestar. Quanto mais cedo o tratamento, mais fácil e rápida será a solução.


Tags: Iane Campos Alvares, psicologia, psicóloga


Iane Campos Alvares é psicóloga clínica.
e-mail: ianecalvares@gmail.com
fone (51) 9114-6853




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 25.06

  • Dia da Agricultura
  • Dia de São Máximo de Turim
  • Dia de Salomão da Bretanha
  • Dia de São Guilherme
  • Dia do Anjo Nith-haiah
  • Dia do Cotonete
  • Dia do Imigrante
  • Dia do Quilo