Últimas notícias

Colunistas

RSS
Proibir ou Obrigar – “Soluções” oficiais da Federação.

Carlos Mello

04.06.2015

Proibir ou Obrigar – “Soluções” oficiais da Federação.

O governo, ou desgoverno se for considerar o atual, insiste em querer domesticar o povo à força através de um obtuso socialismo que considera a todos como retardados e, por isto, teima em agir como um paizão autoritário e burro onde ou proíbe ou obriga a fazer o que ele quiser sem considerar que liberar seria mais inteligente. Mas seria demais esperar atitudes racionais da turma que está governando esse mastodonte chamado brasil. (brasil em minúsculo mesmo).

Logo depois da morte de um médico, que estava passeando de bicicleta e foi esfaqueado na Lagoa no Rio de Janeiro, o que acontece todos os dias nesta republiqueta, um deputado de lá apresentou um projeto, tipo placebo jurídico, para proibir o porte de armas brancas nas ruas.

Só esclarecendo o que são armas brancas: É todo objeto que possa ser utilizado agressivamente mas cuja utilização normal é outra, geralmente para trabalho. Ou seja: São tudo que usamos, desde Facas, Machados, Foices, Picaretas, Martelos, Canivetes, Chaves de Fenda, Vassouras, Guarda Chuvas, Lápis e Canetas, Garfos, Espetos, veículos, Estiletes, Cacos de vidro, as mãos, cotovelos, pés, etc.

Com isto todo cidadão dominado pela Federação correrá o risco de se tornar um criminoso, isto porque não somente o porte de facas, mas de qualquer objeto que possa ser interpretado como arma branca e não estiver devidamente registrado no “Cadastro Nacional de Facas” de acordo com o “Estatuto do Desfaqueamento”, que deverá ser um filhote do Estatuto do Desarmamento.

Os políticos são ótimos em dificultar a vida da maioria absoluta da população, que são os cidadãos de bem, dando mais uma garantia aos bandidos de que o cumpridor das leis estará sem facas para se defender. Acho que não usariam facas, mas só em pensarem em retirar mais um direito já mostra o lado ditatorial dos governantes.

Alias se pensassem um pouco, bem pouco já ajudaria, veriam que:

Roubar é proibido; Esfaquear é proibido e Matar também é proibido.

No entanto, o criminoso cometeu todos estes crimes numa só vez. Será que não sabem que os Bandidos não obedecem à lei?

Como estes “progressistas do socialismo” não conseguem descobrir o óbvio: Que os criminosos tem um profundo desprezo pelas leis. Que eles matam somente pelo gosto de se tornar um matador junto às suas gangs, e isto independente da idade. Eles ainda não sabem que criminosos temem a punição e não as leis?

Como não vai funcionar, logo vão proibir também as bicicletas, logicamente para a classe média e alta, já que representam um ícone da opressão histórica sobre o povo pobre.

O desgoverno deveria parar fazer experiências socialistas com povo, como o desarmamento, e devolver o direito universal de o cidadão poder se proteger, pois se as vítimas tivessem a possibilidade de estarem armadas haveria um temor desses bandidos e consequentemente os níveis de criminalidade despencariam.

Atualmente a população já está entendendo que a saída é uma desobediência civil e andar armado, já que da cadeia sempre se sai, e até com facilidade, como os bandidos nos demonstram todos os dias, e do caixão não existe volta.

Estas ideias dos políticos sempre me trazem a frase do grande Roberto Campos:

“A burrice no Brasil tem um passado glorioso e um futuro promissor”.

E se tratando de burrice temos políticos insuperáveis em usar sua imaginação.


Tags: Carlos Mello, artigo


Carlos Mello é formado em Economia pela UFRGS, trabalha com Avaliações Financeiras e Cálculos Periciais. Reside em Porto Alegre.

Email: carlosmello@ufrgs.br
Telefone: (51) 99113-2232




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 19.05

  • Dia da Bem-aventurada Maria Bernarda Bütler
  • Dia de Santo Ivo (Padroeiro dos Advogados)
  • Dia do Defensor Público
  • Dia do Físico
  • Dia dos Acadêmicos do Direito