Últimas notícias

Colunistas

RSS
Todos Gays, Anões e Ateus são Anormais.

Carlos Mello

19.05.2016

Todos Gays, Anões e Ateus são Anormais.

Primeiro tem que ser esclarecido o que é ser NORMAL.

Normal tem nada a ver com ser bom, ruim, aceitável ou correto. Normal é um conceito matemático, uma distribuição estatística junto com outros conceitos como média e desvio padrão, ou seja, é somente uma função técnica de densidade.

Normal está relacionado com um comportamento padrão, em conformidade com um costume. É o comportamento de uma maioria. O mesmo que comportamento mediano, o que acontece mais vezes. Só isto.

Esta é a definição logica e não a distorcida feita por filósofos que insistem em empurrar suas interpretações através de uma visão do “politicamente correto”.

E logicamente ANORMAL é o que foge à normalidade, sem qualquer conotação de qualidade, é uma simples constatação.

Vamos a alguns exemplos:

Quando se responde sobre um livro que nos foi recomendado e dizemos: “É um livro normal”. Isto porque o livro tem nada de especial, que não é um bom livro, é mediano. Se fosse um livro bom ou ruim seria um livro ANORMAL.

Normal é um conceito com relativismo temporal e geográfico. Alguns exemplos disso:

Quando se viaja para outros países e se observa que hábitos e costumes são diferentes dos que estamos habituados. Estes povos são anormais?

Não, porque lá aqueles costumes são os normais. O visitante é que esta fora daquela normalidade, ele que é ANORMAL naquela área, assim como o pessoal do lugar visitado seria anormal em nossa região.

Outros:

No Brasil o normal é falar português. Então falar qualquer outro idioma é anormal.

Andar nu é anormal, mas se for num campo de nudismo será o normal.

Normal também pode ser temporal, como numa guerra onde todos os dias matam pessoas, então quando por qualquer motivo, houver uma pausa, não matar pessoas seria o anormal.

As sociedades se organizam criando hábitos constituem regras e assim acabam criando expectativas comuns, normais. Então quando não se está inserido neste comportamento esperado pela influencia do meio se está superando ou sucumbindo às expectativas e assim saindo da normalidade.

Ou seja: Ser anormal por sair desta suposta expectativa é uma simples verificação de um fato real, uma coisa natural sem relação com ser certo ou errado, e sim uma ocorrência matemática, independente de se gostar, querer, aceitar ou não.

Discordar dos hábitos de seu grupo ou questionar as tradições e os costumes de uma sociedade tem nada de anormal ou errado, ao contrário, é salutar, pois muitos maus costumes, regras e leis foram modificados através de questionamentos, como a escravidão, a liberação feminina, diminuição do poder religioso, valores morais, etc. Anormal seria viver o que se pensa independente do que acontece ao redor.

Então quando a nossa anormalidade não trouxer prejuízos a outros, fora casos de algum distúrbio patológico ou loucura que necessite interferência médica, o correto é ninguém se intrometer. Cada um tem que procurar ser feliz a seu modo

Também deve ser considerado que anormal não significa agir completamente fora das normas, isto seria mais uma contestação radical. O mais comum é discordarmos ou sermos ANORMAIS em algumas coisas e não em todas.

Ocorre que às vezes, por não nos enquadramos em alguns padrões de normalidade, sofremos discriminação por isso. Mas isto também é normal e muito natural e jamais devemos nos fazer de vítimas, pois isto denota uma derrota ou submissão.

Então, somente para enaltecer os “anormais”, é só lembrar que as pessoas mais interessantes, inteligentes, bonitas, gays, cientistas, criativas, ricas, ateias, cultas, etc. são ANORMAIS em TODAS as sociedades e provavelmente sempre serão minorias. Nem por isto estão erradas ou menos felizes.

O autor deste texto assume que é anormal em várias coisas.


Tags: Carlos Mello, artigo, coluna


Carlos Mello é formado em Economia pela UFRGS, trabalha com Avaliações Financeiras e Cálculos Periciais. Reside em Porto Alegre.

Email: carlosmello@ufrgs.br
Telefone: (51) 99113-2232




Opinião do internauta

  • Ludmila Arantes (04.03.2017 | 20.05)
    Ser idiota é normal ou anormal?
  • Roberto Henry Ebelt (25.05.2016 | 09.25)
    Belíssima foto, caro amigo anormal, além de excelente exemplo de anormalidade.
  • Roberto Lang (23.05.2016 | 09.36)
    Excelente explicação. Ser anormal não significa, intrinsecamente, estar estar errado.
  • Resposta do Colunista:

    Ludmila, tu não entendesse o texto.

    Normal é somente uma constatação estatística.

    Então podes conferir onde vives, família, cidade, região se a maioria é ou não idiota e chegarás a uma conclusão.

  • Resposta do Colunista:

    Obrigado Henry. Felizmente somos anormais.  Alias normalidade é ser sem graça.

    Abração

  • Resposta do Colunista:

    Roberto Lang, exatamente. Anormal significa simplesmente não ser mediano, não ser medíocre.

    O problema é a maioria da população é analfabeta funcional, desconhece o significado e sai “interpretando”.   

    Obrigado pela participação

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 21.07

  • Dia de São Daniel
  • Dia do Anjo Hahasiah
  • Dia Internacional do Trabalhador Doméstico