Últimas notícias

Colunistas

RSS
Pitadas: Spätzle, a massa típica da Alemanha

Enogastronomia

18.11.2016

Pitadas: Spätzle, a massa típica da Alemanha

Surgido há centenas de anos, prato entre nhoque e macarrão é hoje um dos símbolos da culinária alemã. Pode ser servido como acompanhamento ou prato principal, acompanhado de queijo e cebola.

O spätzle, fundamento da cozinha da Suábia, região histórica no sudoeste da Alemanha, surgiu há centenas de anos. Hoje é difícil ir a um restaurante tipicamente alemão – na Alemanha, no Brasil ou em outro lugar do mundo – e não encontrar a massa no menu.

O spätzle é comparado por alguns ao nhoque, mas é menor e, diferentemente do primo italiano, não é preparado com batata – apesar de o tubérculo ser um item básico da culinária alemã. Para mim ele é mais algo entre o nhoque e o macarrão.

Assim como a proporção dos ingredientes, a forma do spätzle também pode variar, sendo mais redondinho e próximo de um nhoque ou mais compridinho e parecido com macarrão. A diferença com o macarrão é que a massa do spätzle é mais líquida. Em algumas regiões, o spätzle em sua variante mais redondinha é chamado de knöpfle.

O spätzle pode ser cortado com uma tábua e uma faca, à moda antiga, ou com a ajuda de uma máquina de spätzle, semelhante a um ralador. Há um tempo também descobri o spätzle-shaker, um copo de plástico com as medidas (farinha, ovos, água) indicadas, bolinhas metálicas dentro para ajudar a misturar na hora de chacoalhar o shaker, uma tampa fechada e outra com furinhos para espremer os nhoquinhos na água. Muito prático!

Geralmente servido como acompanhamento – de goulash, por exemplo –, o spätzle também pode ser apreciado como prato principal na forma de kasespätzle, coberto de queijo gratinado (emental, por exemplo) e cebola frita. Essa receita é muito popular no sul da Alemanha.

Eu conhecia o spätzle dos almoços de domingo da minha avó, como acompanhamento de carne assada com molho, por exemplo. A versão com queijo e cebola experimentei na Alemanha e foi impossível não aprová-la. Às vezes é impressionante como algo tão simples pode ser tão gostoso.

A massa é tão apreciada na Alemanha que tem até um museu em sua homenagem: o SpätzleMuseum, em Bad Waldsee, no estado de Baden-Württemberg, no sul da Alemanha.

Aprenda a receita básica:

Ingredientes

500 g de farinha de trigo
5 ovos
1 colher (chá) de sal
¼ l de água morna
3 colheres (sopa) de manteiga

Modo de preparo

Numa tigela, misturar todos os ingredientes menos a manteiga até obter uma massa lisa e homogênea. Bater a massa até que se formem bolhas. Deixar descansar um pouco e voltar a trabalhar a massa. Colocar um pouco da massa sobre uma tábua umedecida, alisá-las com a ajuda de uma faca e ir cortando pedacinhos de massa com 0,5 cm de largura sobre água fervente com sal. Entre uma tábua e outra ir passando a faca sob água fria. Quando osspätzle boiarem, retirá-los da água com uma escumadeira e passá-los rapidamente por água fria. Derreter a manteiga numa frigideira e aquecer os spätzle na hora de servir.

Para fazer o kasespätzle, alternar camadas de spätzle e 200 g de queijo emental ralado numa forma ou refratário untado com manteiga e levar ao forno preaquecido a 220°C por cerca de dez minutos. Fritar uma cebola grande cortada em rodelas em 80 g de manteiga até dourar e jogar por cima dos spätzle.

Toda semana, a coluna Pitadas traz receitas, curiosidades e segredos da culinária europeia, contados por Luisa Frey, jornalista aspirante a mestre-cuca.

Fonte: Deutsche Welle


Tags: Pitadas, Deutsche Welle, gastronomia, receitas, culinária, culinária alemã


Aqui você encontra dicas e receitas gastronômicas.

Contato pelo e-mail site@ricardoorlandini.net




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 23.02

  • Dia da Sedução
  • Dia de São Policarpo
  • Dia do Boticário
  • Dia do Rotariano (Rotary Club)
  • Dia do Surdo-mudo