Últimas notícias

Colunistas

RSS
Pitadas: Pierogi, símbolo da culinária polonesa

Enogastronomia

23.12.2016

Pitadas: Pierogi, símbolo da culinária polonesa

Massa em formato de meia-lua tem como recheio mais tradicional batata com uma espécie de ricota. Prato teria nascido na China e sido levado à Europa por Marco Polo.

Conheci os pierogi ao visitar a Polônia. Ao comentar sobre eles com uma amiga curitibana, fiquei sabendo que a massa recheada em forma de meia-lua também é muito apreciada no sul do Brasil, em regiões colonizadas por poloneses, sobretudo no Paraná.

Semelhante aos raviolli italianos, os pierogi podem ter uma infinidade de recheios, como carne de porco, cebolas, queijo, batatas, cogumelos e repolho. O mais tradicional é o de batata com twaróg – queijo fresco polonês, semelhante à ricota. Esse eu consegui provar in loco e aprovei. 

Os pierogi são servidos sem molho, geralmente cobertos de cebola refogada ou bacon. Comi com cebola e não achei o prato seco, pois a ricota é relativamente úmida. Também existem versões de recheios doces, como cereja ou morango, mas essas ficaram para a minha próxima viagem.

Considerados o prato nacional da Polônia, acredita-se que os pierogi sejam preparados no país desde o século 13. Romenos, russos, lituanos, ucranianos e eslovacos também reivindicam a origem do prato.

Alguns sugerem que ele nasceu na China, de onde foi levado para a Itália por Marco Polo. Outros dizem que os tártaros trouxeram a receita do antigo Império Russo.

A única certeza que se teme é que a palavra pierogi apareceu pela primeira vez na literatura e em livros de culinária poloneses na segunda metade do século 17.

Aprenda a receita de pierogi com batata e queijo*:

Ingredientes

Recheio:
600 g de batata
800 g de ricota
2 cebolas grandes picada
200 g de manteiga
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Massa:
1 kg de farinha de trigo
1 ovo
2 colheres (sopa) de óleo ou manteiga
500 ml de água

Modo de preparo

Recheio: Cozinhe as batatas. Escorra a água e amasse as batatas ainda quentes, até que virem uma pasta. Deixe esfriar. Frite as cebolas picada finamente na manteiga até dourar. Misture a massa de batatas, com a ricota, metade da cebola, o sal e a pimenta-do-reino a gosto, até obter uma mistura homogênea. Deixe descansar.

Massa: Numa vasilha, misture a farinha, o ovo e o óleo ou manteiga derretida. Aos poucos, acrescente a água quente e sobre bem até que a massa fique homogênea e desgrude com facilidade da mão. A seguir, abra a massa sobre uma superfície limpa e enfarinhada. Abra a massa com uma espessura de 4 a 5 milímetros. Corte-a em discos com a boca de um copo ou um cortador redondo, com cerca de 8 centímetros de diâmetro.

Coloque um pouco de recheio no centro de cada disco. Dobre a massa sobre o recheio, formando uma meia-lua. Para fechar bem, molhe um dedo em água fria e passa em uma das bordas da massa. Dê beliscões em toda a lateral arredondada da massa e feche bem.

Depois de prontos, os pierogi são cozidos em grande quantidade de água com sal, para que não grudem uns nos outros. Retire da água com uma escumadeira quando boiarem.  Sirva com o restante da cebola refogada, bacon frito ou creme de leite fresco.

* Receita adaptada do site portalpolonia.org

Toda semana, a coluna Pitadas traz receitas, curiosidades e segredos da culinária europeia, contados por Luisa Frey, jornalista aspirante a mestre-cuca.

Fonte: Deutsche Welle


Tags: Pitadas, Deutsche Welle, gastronomia, receitas, culinária, culinária alemã


Aqui você encontra dicas e receitas gastronômicas.

Contato pelo e-mail site@ricardoorlandini.net




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 23.02

  • Dia da Sedução
  • Dia de São Policarpo
  • Dia do Boticário
  • Dia do Rotariano (Rotary Club)
  • Dia do Surdo-mudo