Últimas notícias

Colunistas

RSS
Pitadas: Os mistérios do creme bávaro

Enogastronomia

03.02.2017

Pitadas: Os mistérios do creme bávaro

Ninguém sabe ao certo qual a origem da sobremesa com consistência entre pudim e musse, geralmente servida com calda de frutas vermelhas. Receita foi publicada pela primeira vez no início do século 19.


Creme bávaro com calda de framboesa

Creme é o nome genérico dado a preparações doces, de consistência lisa e delicada. O bávaro contém creme de leite batido, gelatina, gemas, baunilha e pouco açúcar. É geralmente usado como recheio de bolos ou servido com calda de frutas vermelhas. Ele tem consistência firme, entre a de um pudim e uma musse.

Apesar de o nome remeter à região da Baviera, no sul da Alemanha, não é clara a origem do creme bávaro, também conhecido como crème bavaroise ou apenas bavaroise ou bavarois.

A primeira referência escrita à sobremesa data do início do século 19, quando o famoso cozinheiro francês Marie-Antoine Carême publicou uma receita, segundo a enciclopédia Oxford Companion to Food.

Apesar do nome "bávaro" e de algumas autoridades francesas acreditarem que ele foi trazido à França por um chef francês que trabalhou por um período na Baviera, a ligação com a região alemã não é 100% certa. Mas a versão de que o doce foi levado da cozinha da nobreza bávara para a França é uma das mais populares.

Em livros em alemão, o creme bávaro – ou bayerischer creme – também aparece pela primeira vez no século 19. Seja alemão ou francês, fato é que o creme, leve e suave, ficou famoso mundo afora. Confira a receita:

Ingredientes (para 4 pessoas)*
250 ml de creme de leite fresco
125 ml de leite
½ fava de baunilha ou 1 colher (chá) de essência de baunilha
3 folhas de gelatina sem sabor
2 gemas
50 g de açúcar de confeiteiro

Modo de preparo

Bater o creme de leite até virar chantilly e levar à geladeira. Ferver o leite com a baunilha. Amolecer a gelatina com um pouco de água fria.

Misturar as gemas com o açúcar numa panela, acrescentar o leite quente e mexer lentamente com o fouet até que o creme engrosse e esteja prestes a ferver. Dissolver a gelatina no creme.

Colocar o creme numa tigela e esta dentro de outra com água gelada. Depois que o creme estiver em temperatura ambiente, acrescentar o chantilly lentamente. Colocar numa forma de pudim grande ou em forminhas pequenas e levar à geladeira para endurecer. Servir com calda de frutas vermelhas.

*Receita traduzida e adaptada do livro Deutsche Küche: Die Besten Rezepten aus allen Bundesländern

Toda semana, a coluna Pitadas traz receitas, curiosidades e segredos da culinária europeia, contados por Luisa Frey, jornalista aspirante a mestre-cuca.

Fonte: Deutsche Welle


Tags: Pitadas, Deutsche Welle, gastronomia, receitas, culinária, culinária alemã


Aqui você encontra dicas e receitas gastronômicas.

Contato pelo e-mail site@ricardoorlandini.net




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 19.01

  • Dia de São Sebastião / Oxóssi
  • Dia do Farmacêutico
  • Dia do Fusca