Últimas notícias

Colunistas

RSS
Rodolpho, sucesso graças ao esquema de Renato

Ilgo Wink

23.01.2014

Rodolpho, sucesso graças ao esquema de Renato

Tudo indica que o Grêmio está perdendo Rodolpho. Pelo que tenho lido e ouvido, os dirigentes do futebol gremista já admitem a saída do zagueiro. Penso que será mesmo numa transação envolvendo Souza, mais dinheiro.

Aí, sem o volante titular, estende-se um tapete vermelho para Edinho assumir a posição sem a contestação que haveria com Souza no grupo.

O futebol fora de campo é um jogo de xadrez. As peças são movidas já prevendo as próximas jogadas.

Rodolpho foi a melhor contratação do Grêmio no ano passado. Incontestável. Indicação do eternamente polêmico Renato Portaluppi. A única indicação dele. Cem por cento de aproveitamento. Os pitbulls que perseguem Renato não gostam que se lembre as coisas boas deixadas por ele. Por isso, faço questão de repetir: Rodolpho foi a única indicação de Renato.

Deixando a provocação de lado, se Rodolpho sair será uma perda – ou perca, como dizem alguns menos atentos ao idioma pátrio.

Agora, não será uma perda irreparável. Zagueiro é fácil de achar, talvez não tão eficiente, mas não demora aparece um igual ou até melhor.

Difícil é encontrar gente que crie e faça gols. O Grêmio é uma prova disso.

Sobre Rodolpho, que, repito, é muito bom, quero dizer que ele talvez tenha feito no Grêmio sua melhor campanha em campeonato brasileiro. Logo ele que vinha de atuações questionáveis no São Paulo, tanto é que foi liberado sem maiores dificuldades.

E por que Rodolpho foi tão bem, assim como Bressan, seu companheiro na maioria dos jogos?

A meu ver porque ele foi favorecido pelo esquema de Renato. Se Barcos e Kleber foram prejudicados – como dizem eles mesmos e outros luminares -, alguém deve ter sido favorecido. Os homens da defesa, claro.

Primeiro, com o esquema de três zagueiros. Os zagueiros se sentem mais fortalecidos e protegidos. Depois, com o mesmo efeito, com três volantes de marcação constante e aplicada.

Teve efeito semelhante ao da presença de Caçapava para Figueroa nos anos 70.

Então, sem o esquema de Renato – primeiro garantia o zero para depois buscar um golzinho -, desconfio que Rodolpho voltará a ser o que sempre foi: um bom e eficiente zagueiro.

Não esse zagueiraço que em pouco tempo conquistou a torcida gremista.


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 10.08

  • Dia de Santa Filomena
  • Dia do Anjo Haiaiel