Últimas notícias

Colunistas

RSS
Caso Petros: quando o correto precisa explicar o seu voto

Ilgo Wink

28.11.2014

Caso Petros: quando o correto precisa explicar o seu voto

Eu não ia comentar essa decisão do Tribunal de Justiça Carioca e Paulista que absolveu o Corinthians pela inscrição irregular do jogador Petros.

Afinal, todos sabiam qual seria o resultado, assim como há meses se sabe que o Cruzeiro seria campeão desse longo e chato Brasileirão.

Com um tribunal assim fica difícil lutar.

Tudo indica que cada vez ficará mais difícil para a dupla Gre-Nal ser campeã nacional. Há um abismo separando a dupla de Corinthians e Flamengo, por exemplo. Os dois lá de cima vão ganhar 170 milhões da TV, enquanto os nossos aqui vão ficar com 60 milhões de reais.

Está passando da hora de amarrar nossos cavalos no obelisco em são Paulo, como em 1930.

Alguém acredita nessa notícia de que a dupla se uniu e pensa em levar o caso à Fifa? Se fizerem isso, nossos clubes vão perder lá também. É tudo farinha do mesmo saco. Fora isso, irão sofrer retaliações do tribunal que parece ser propriedade da família Zveiter.

Bem, decidi comentar mais esse episódio nojento do tapetão – tem aquele, do tapetinho, o nosso aqui, em que um auditor trouxe o voto de casa para absolver um jogador colorado de doping num Gre-Nal – porque leio que o auditor gaúcho Décio Neuhaus, advogado e jornalista, está tendo que explicar seu voto pela condenação do curintia.

Quando o correto precisa explicar sua decisão é sinal de que realmente não há mais salvação.

Leiam, por favor:

http://globoesporte.globo.com/rs/noticia/2014/11/unico-auditor-que-nao-absolveu-timao-nega-lobby-no-stjd-e-explica-o-voto.html

Conheço o Décio, advogado e jornalista, de forte atuação no sindicato dos jogadores de futebol do RS. Trata-se um profissional sério e correto. Só exagerou um pouco anos atrás com aquela história de proibir jogos no calor. Tanto exagerou que nunca mais repetiu.

Então, quando Décio precisa explicar seu voto pela legalidade, ignorando o poder do reú e as ameaças recebidas, fica complicado deixar de comentar mais essa decisão que abala ainda mais a já abalada imagem do tal tribunal desportivo.

Para esse pessoal, só chamando o Chapolin Colorado. É, mas agora é tarde.

Morreu o inesquecível Roberto ‘Chaves’ Bolaños, levando consigo seus personagens.


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 17.02

  • Dia de Sete Santos Fundadores dos Servitas
  • Dia do Patrimônio Histórico (Brasil)