Últimas notícias

Colunistas

RSS
Saída de Barcos e os jovens talentos: a volta da esperança

Ilgo Wink

02.02.2015

Saída de Barcos e os jovens talentos: a volta da esperança

Se o empate do Inter em Lajeado foi um petardo no ufanismo que envolve o clube, principalmente de fora para dentro, a vitória do Grêmio sobre o glorioso Frederiquense deve ser comemorada com moderação, muita moderação.

Prova de que o adversário é fraco e candidatíssimo a voltar para a segundona, é que Barcos fez dois gols e saiu consagrado de campo. Muitos o aplaudiram pelos gols, outros de alegria por sua saída. Uma saída por cima, sem dúvida. Que seja feliz o Barcos navegando pelo futebol chinês.

Barcos reafirmou o que foi sua trajetória pelo Grêmio: matador inclemente de fracos e oprimidos, subserviente diante dos poderosos.

Respeito quem admire o Barcos, que tem algumas qualidades, sem dúvida, mas eu estou entre os muitos que estão felizes com sua saída. O custo/benefício alto demais.

Vamos ver agora o Lucas Coelho. E, claro, o Moreno, um homem de área, sem pretensões maiores no futebol além da ação básica de seu ofício: meter a bola pra dentro. Nada de lances elaborados, intelectualidades, dribles estonteantes ou passes refinados. O negócio dele é fazer gol, e já está de bom tamanho.

Nada de ser líder e ‘bom de grupo’. O que se espera dele é que seja um matador tanto de fracos como, e principalmente, dos fortes.

Agora, para isso, Felipão terá de ajeitar o time de modo a proporcionar lances de conclusão ao seu camisa 9.

Sábado, nos 3 a 0, Lincoln mostrou que é mesmo uma pedra preciosa. É muito novo, mas Felipão deve insistir com ele. Vale o mesmo em relação a Éverton, que entrou e fez um gol – jogada do Barcos, registre-se para satisfazer suas viúvas.

Luan é uma afirmação. Sei que alguns não gostam dele, mas estamos diante de jogador diferenciado. Num time ajustado, organizado, entrosado, Luan vai brilhar.

Gostei também do volante Araújo, outro jovem que brota da base.

Nas laterais, não vi nada demais. Agora, Galhardo deu sinais de que pode ser a solução para a direita, desde que aprimore a marcação.

Enfim, há um longo caminho a ser percorrido até o Grêmio ter de novo um time capaz de empolgar e dar esperanças de grandes títulos.

Os primeiros passos são convincentes.

INTER

Os colorados estão ansiosos demais. Querem que o técnico Diego Aguirre acerte o time em poucos dias de trabalho.

Esquecem que vencer o Lajeadense – meu terceiro time, o segundo é o Avenida – lá onde me criei é tarefa herculiana.

O fato é que já tem gente pegando no pé do técnico uruguaio, que não vai resistir muito, não. O desafio é grande demais pra ele.

Além disso, precisa trabalhar de forma a não contrariar o dono do time.

Com D’Alessandro não se brinca, e ele já deve ter percebido isso.

Willians inventou de confrontar o argentino no ano passado e agora está indo embora.

Coincidência?

ESCLARECIMENTO

Estivemos fora do ar por problemas com o provedor do site. Na verdade, eu esqueci de pagar e depois para corrigir isso é uma encrenca.


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 17.01

  • Dia da Penitência
  • Dia de Santa Margarida