Últimas notícias

Colunistas

RSS
 Que Roger Machado preserve sua própria obra

Ilgo Wink

24.09.2015

Que Roger Machado preserve sua própria obra

A turma do ‘pontinho fora’ está sorrindo de orelha a orelha. O empate contra o Fluminense por 0 a 0 pode ter sido festejado com soquinhos rápidos no ar, sob a mesa. ‘Voltamos vivos’, devem ter dito, em coro, extasiados.

Eu já fui dessa turma. Larguei neste ano. Roger armou um time que me devolveu a confiança, a convicção de que é possível vencer qualquer adversário fora de casa sem mudar a forma de jogar, talvez com um ou outro cuidado a mais. Mas nunca abdicar de buscar a vitória, os três pontos, o que deixa o pessoal do ‘pontinho fora’ em pânico.

Eu sei disso porque eu era assim. Roger Machado afastou de mim o medo. Só espero que agora, depois de conseguir esse milagre de alavancar a auto-estima dos gremistas e devolver a confiança na conquista de título – não apenas de vagas como se fosse um motorista dando voltas no centro de Porto Alegre em busca de um lugar para estacionar -, o técnico tricolor, revelação do ano, não coloque tudo a perder com essa insistência em preterir Pedro Rocha em nome sei-lá-de-que.

Questão de ordem: Pedro Rocha não é nenhum craque, mas provou, dentro das quatro linhas, que com ele o time joga MUITO mais. O guri foi titular no Gre-Nal dos 5 a 0 – não me estendo pra não chorar de emoção de novo -, e jogou também contra o Atlético Mineiro naquela vitória apoteótica. Fora outros jogos. 

Fernandinho entrou bem em alguns jogos e até mereceu a tentativa de Roger de começar com ele. Fernandinho não foi mal, mas foi inferior ao Pedro Rocha.

A tentativa com um atacante tipo aipim como o Bobô, mesmo flexível, não acrescentou nada ofensivamente. Contra o Fluminense, então, nem se fala. Bobô teve pelo menos um lance para justificar sua presença como homem de área. Bola cruzada da linha de fundo, da direita, ele dentro da pequena área, próximo à primeira trave, tentou cabecear, mas a bola roçou sua testa e sumiu da área. Bobô fez o certo, mas mostrou que, assim como o Braian, não é um atacante de sorte.

O Fred, que por momentos parece uma tia velha, não perde esse tipo de gol. Fred, além de bom, tem estrela. Bobô pode ser bom, mas não tem estrela, o que explica os poucos gols que marcou em sua carreira.

Bobô merece novas oportunidades, claro, mas nunca para começar o jogo para não descaracterizar o formato de time que Roger Machado criou e agora, como um artista genial e excêntrico, quer destruir a própria obra.

PROJEÇÃO

O Grêmio foi superior tatica e tecnicamente ao Fluminense. Foi mais equipe, no sentido completo da palavra. Mereceu vencer, embora tenha criado pouco. O Fluminense por vezes parecia um time pequeno correndo atrás da bola.

O Grêmio é muito favorito na Arena. Mas sem salto alto.

INTER

O Inter escapou de perder. O Palmeiras desperdiçou um pênalti.

O técnico Argel perdeu jogadores importantes e tem sido obrigado a colocar jogadores jovens e desconhecidos da torcida e da maioria dos analistas esportivos.

A tendência é eliminação da Copa do Brasil. 

Mas no futebol tudo pode acontecer.

CONVOCAÇÃO

Sócios gremistas, favor comparecer à Arena domingo. Assembleia de associados vai definir mudanças importantes no clube.

Eu estarei lá pra trocar umas ideias.

Confiram:

http://www.gremio.net/news/view.aspx?id=18845&language=0


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 25.02

  • Criação do Ministério das Comunicações (1967)
  • Criação do Ministério do Interior (1889)
  • Criação do Ministério dos Transportes (1967)
  • Dia de Santa Valburga
  • Dia de São Cesário
  • Dia de São Tarásio