Últimas notícias

Colunistas

RSS
A intrigante frase do sr Noveletto

Ilgo Wink

07.01.2016

A intrigante frase do sr Noveletto

O presidente da FGF hoje se superou: afirmou claramente que seca a Primeira Liga. Quem quiser ouvir essa declaração deplorável que escancara o desespero de um coronel do futebol ameaçado de ter seu poder reduzido pode acessar o blog cornetadorw. Está tudo ali. Ninguém inventou.

Mas a frase que mais chamou minha atenção em meio ao circo armado para o sr. Noveletto defender o Gauchão e atacar a Primeira Liga foi outra.

“Eu mandava na Sul-Americana… Mas meu amigo foi preso”, afirmou sem pudor. Certamente referia-se ao uruguaio Figueredo, que presidiu a Conmebol e hoje está ‘com restrição de liberdade’, pra usar um eufemismo tão em moda nesses tempos de Lava-Jato.

Essa amizade foi revelada com euforia tempos atrás pelo colunista Luiz Zini Pires, sempre muito bem informado.

Essa frase intrigante mexeu com minha imaginação. Pensei um punhado de coisas.

Alguém que mandava na Conmebol pode ter mexido alguns pauzinhos para que determinadas coisas acontecessem.

Ao ouvir a frase-confissão de um dirigente se vangloriando dessa forma pensei na hora no jogo Inter x Nacional, em 2006, pela Libertadores. Até o então presidente Fernando Carvalho admitiu que time foi beneficiado.

A imprensa uruguaia rugiu, mas não adiantou. confira:   http://esportes.terra.com.br/futebol/libertadores2006/interna/0,,OI990612-EI6358,00.html

O fato é que o sr Noveletto é no mínimo pé-quente quando se trata do seu clube do coração. Na sua gestão como presidente da FGF o Inter conquistou seus maiores títulos. E o Grêmio nada, nadinha. Até no Gauchão não deu ‘sorte’.

Não vai aí nenhuma insinuação. O futebol é marcado por coincidências.

Além do mais, a gente sabe que não há espaço pra sacanagem no futebol, como, por exemplo, compra de juiz, manipulação de resultado, gaveta de jogador, etc. 

Agora, o que eu sei de verdade é que está fazendo falta no futebol brasileiro e sul-americano um sujeito como Sérgio Moro.

Aí, talvez, as investigações avançassem sobre os feudos regionais do futebol brasileiro.

PERGUNTINHA 

Ah, se o amigo Figueredo não estivesse preso o que poderia acontecer?

De minha parte, eu aqui com minha imaginação em ebulição, acho que as chances do Grêmio na Libertadores aumentaram.


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 19.10

  • Dia de São Paulo da Cruz
  • Dia do Anjo Habuhiah
  • Dia do Guarda Noturno
  • Dia do Profissional de Informática