Últimas notícias

Colunistas

RSS
A um mês da estreia na Libertadores

Ilgo Wink

16.01.2016

A um mês da estreia na Libertadores

A um mês da estreia na Libertadores está claro que o time do Grêmio é insuficiente para disputar o título.

Eu sei disso, vocês quatro ou cinco que estão lendo essas linhas, os jornalistas de todos os credos. Todos nós sabemos disso.

O bom é que a direção e a comissão técnica do Grêmio sabem que sem reforços, uns dois ou três para titularidade, a chance de conquistar o sonho tri da Libertadores não irá passar de um sonho bonito de verão.

Outro aspecto positivo é que aqui, Abaixo do Mampituba, apenas a torcida do Grêmio pode sonhar com o título da Libertadores.

O presidente Romildo Bolzan, que está fazendo tudo (ou quase tudo) que eu faria em termos administrativos para tornar o clube viável financeiramente, sempre que questionado admite que o time precisa de reforços, uns dois ou três, como ouvi em uma entrevista recente.

Então, estou tranquilo, porque sei que os reforços virão.

Dificilmente serão os reforços dos sonhos porque a grana é curta, a concorrência é predatória e não tem tanta gente boa assim no mercado.

RC

Outra coisa que me preocupa é a capacidade do sr Rui Costa para avaliar jogadores. Ele tem alguns acertos, mas muitos erros de avaliação que custaram e ainda custam caro. 

Mas se o presidente do clube o mantém é porque vê nele qualidades suficientes para ser mantido depois de três anos sem conquistar um gauchãozinho sequer. Eu acredito na capacidade de avaliação do Romildo. Portanto, aceito mais um ano com o sr Rui Costa no comando do futebol, se bem que esse comando parece ter esmaecido nos últimos tempos.

Nada passa sem o aval e o olhar crítico do presidente e de seu Conselho Administrativo. Estou convencido disso.

Não se pode deixar tudo nas mãos de um funcionário, por melhor que ele possa ser.

É preciso valorizar mais os verdadeiros gremistas, os abnegados, que dedicam horas gratuitamente ao clube.

ARGENTINOS

Os jornais e as emissoras de rádio, além de setores da internet, já anunciaram o interesse de pelo menos uns quatro ou cinco argentinos para o ataque do Grêmio. Até o final do mês imagino que estarão na lista todos os atacantes da Argentina.

É impressionante o lobby em favor de argentinos. Sei que não é invenção de jornalista, e sim jogadas de empresários ansiosos para negociar jogadores e faturar um bom dinheiro.

O problema é que de tanto insistir – água fria em pedra dura tanto bate até que fura – desembarque mais um Herrera ou um Amato da vida como ‘grande reforço para a Libertadores’.

O pior é que os nomes citados nas especulações não são melhores que o Bobô e até o Braian Rodriguez. Na verdade, eu não os conheço, mas também nunca os vi cogitados para defender a combalida seleção argentina. Então, grande coisa não são.

O fato é que o Grêmio precisa um atacante (ou dois) mais experiente, mais egoísta na cara do gol, e mais frio para fazer gols. Enfim, matador impiedoso.  

Precisa de um meia titular para o lugar de Douglas. Apesar de toda a sua técnica, Douglas não tem condições de enfrentar uma competição tão árdua.

Se Wallace corresponder na lateral-direita será meio caminho andado. Caso contrário…

GURIZADA

Importante que Roger aproveite ao máximo a gurizada no Gauchão e no torneio da Primeira Liga.

Acredito que da base podem surgir uns três jogadores para a campanha da Libertadores.

NOVELETAÇOS

Nova seção no boteco, com apoio do corneta do RW:

http://cornetadorw.blogspot.com.br/2016/01/o-presidente-presente-e-frase-remanejar.html


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 20.02

  • Criação do Correio Aéreo Nacional (1931)
  • Dia de Santo Eleutério
  • Dia Mundial da Justiça Social