Últimas notícias

Colunistas

RSS
As pipocas do desencanto e da frustração

Ilgo Wink

26.02.2016

As pipocas do desencanto e da frustração

Um pequeno grupo de torcedores decidiu ir ao CT da Arena protestar contra o desempenho do time, cobrando mais garra, mais futebol, mais isso e mais aquilo.

Foi uma ação com nível de agressividade baixo. Entre mortos e feridos salvaram-se todos.

Tem coisa muito mais violenta acontecendo na cidade o tempo todo e em todos os lugares, inclusive os mais movimentados como a Cidade Baixa, palco de um tiroteio no final da madrugada desta sexta-feira.

A munição dos revoltados não poderia ser mais meiga e inofensiva: pipocas. Quem sabe uma homenagem ao colunista aquele sempre referido pelo cornetadorw?

O alvo era o grupo todo, inclusive o técnico Roger, mas sobrou mais para Luan. Tivesse ingressado no CT com os vidros abertos Luan teria garantido um lanche à base de pipocas. Pena o desperdício.

Pena também que essa mobilização toda não tenha sido destinada aos verdadeiros responsáveis pelo desencanto e frustração que tomaram conta da torcida gremista.

É impossível deixar de reconhecer o esforço, o empenho da direção em formar um time competitivo. Mas só esforço e empenho muitas vezes são insuficientes para conquistar títulos. Até agora os jogadores contratados não deram resposta realmente positiva.

O Grêmio tentou de todas as formas contratar um líder para dentro de campo. Um cara que levante o moral do grupo nos piores momentos, que mostre indignação e conduza os companheiros a uma reação. Que não se conforme com a derrota, que busque a vitória até o último minuto, a última gota de suor ou sangue.

O Grêmio tentou Henrique, um nome forte, com características necessária para ser a liderança do time. Não conseguiu. 

Quer dizer, a direção e a comissão técnica avaliaram bem. Mas o fato é que Henrique não veio, e o time precisa de uma voz forte dentro de campo. Mas ela não existe. Por isso, muitas vezes, o time fica apático, e passa essa impressão de desinteresse e conformismo diante do resultado adverso.

É por isso que esse grupo de gremistas, em torno de 50 almas sofridas, esteve na Arena cobrando raça, esforço, dedicação.

Tudo o que sobrou na derrota contra o São Paulo, em Rio Grande.

Mas que faltou contra o Toluca e que não pode se repetir contra a LDU.

Agora, tanto num jogo como no outro, ficou de novo muito claro que o time do Grêmio, neste momento, é tecnicamente insuficiente para satisfazer plenamente o torcedor.

A torcida já se tocou disso. Quer o time jogando na superação para compensar outras dificuldades, algumas pontuais e por demais conhecidas.

Agora, qualquer chance de título passa por Luan. É bom que o torcedor não se esqueça disso.

DA SÉRIE SE ARREPENDIMENTO MATASSE

http://cornetadorw.blogspot.com.br/2016/02/momento-zini-de-justo-guerra.html


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 25.02

  • Criação do Ministério das Comunicações (1967)
  • Criação do Ministério do Interior (1889)
  • Criação do Ministério dos Transportes (1967)
  • Dia de Santa Valburga
  • Dia de São Cesário
  • Dia de São Tarásio