RicardoOrlandini.net - Informa e faz pensar - Colunista - As manchetes esportivas e meu vazio existencial

Últimas notícias

Colunistas

RSS
As manchetes esportivas e meu vazio existencial

Ilgo Wink

14.12.2016

As manchetes esportivas e meu vazio existencial

Passado o estado de euforia, mas ainda com um sorriso de ponta a ponta ao estilo Sílvio Santos jogando aviõezinhos para as ‘coleguinhas de auditório’ – quem não viu isso não viveu -, eis que me dou conta de algo realmente preocupante.

Estou começando a sentir um vazio dentro de mim. Sabe aquele momento em que a gente se dá conta que ficou sem objetivo? A vida ficou meio sem graça. Nenhum desafio, nenhuma tristeza ou frustração recolhida, nada a ser conquistado ou recuperado.

Já percebi esse mesmo sintoma, em menor grau, no RW, no Demian, no Seu Algoz. 

Bem, cheguei à conclusão de que a conquista de um título brasileiro depois de 15 anos e quase ao mesmo tempo ver o Inter rebaixado – sem contar o bônus da imagem chamuscada em todo o país – está me transformando num zumbi. Não aqueles zumbis de filmes de terror, ou como esses do The walking dead, seriado de sucesso. Um pessoal que tem o mau hábito de dilacerar e comer pessoas.

Não, sou um zumbi paz e amor. Ao lado desse vazio, sinto que estou em estado de Nirvana, que significa tranquilidade, cessação do sofrimento, paz interior. 

Fazo sobre o vazio existencial para um colega gremista. Ele me consola: também sinto esse vazio, mas aí começo a pensar na Libertadores, no Mundial, eles na série C. E aí começo a ficar inchado de metas e propósitos na vida. Simples.

Decidi, então, combater esse estado de espírito, que eu sei que é passageiro. É como uma longa ressaca.

Então, volto a ler os sites, os jornais, os blogs e ouvir programas de rádio.

Descubro que Renato teria pedido 800 mil mensais pra renovar, que alguns craques terão de ser vendidos, que talvez Renato não fique, que o número de sócios do Inter cresceu apesar do fiasco deste ano; que hoje são 108 mil sócios (mas não informam quantos estão mesmo em dia), que o técnico Zago é um estudioso e vai aplicar táticas europeias; que o Beira-Rio terminou o ano com mais rentabilidade que a Arena.

Enfim, depois dessa enxurrada meu estado de nirvana foi abalado e meu vazio preenchido.

Trabalho e objetivos  é que não faltam.  

Como diz o filósofo RW, eles são previsíveis e, eu acrescento, insistentes.


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 18.08

  • Dia de Santa Helena
  • Dia do Anjo Lelahel
  • Dia do Estagiário