Últimas notícias

Colunistas

RSS
Ações para mitigar a dor do rebaixamento

Ilgo Wink

03.01.2017

Ações para mitigar a dor do rebaixamento

É comovente o esforço da imprensa gaúcha, em geral, para amenizar o sofrimento dos colorados. O golpe de cair para a segundona foi duro, ainda mais para quem se acreditava acima do bem e do mal, que contava com proteção divina para nunca cair e que ‘esse negócio de segunda divisão’ é coisa de gremista.

Conheço alguns colorados que não se conformam. Estão revoltados. Outros parecem zumbis. Olhar fixo no nada. 

A realidade tem essa mania de transformar sonhos no mais terrível dos pesadelos. Faz parte.

Então, a imprensa, ou boa parte dela, aquela que o cornetadorw rotulou de IVI, passa o dia se esforçando para transmitir boas notícias aos sofridos torcedores do Inter, peixe graúdo no mar de lambaris da segundona.

Quando o Inter contrata um obscuro – gosto desse adjetivo, o mesmo que usei para definir Amato quando o Grêmio nele se interessou pela primeira vez, o que acabou irritando profundamente um dirigente tricolor – zagueiro do Santa Cruz não há nenhum questionamento. Pelo contrário, sobram elogios, discretos e alguns até constrangidos.

Até aí é aceitável dentro desse quadro de dor e de perspectivas sombrias. O problema é o exagero. Houve quem comparasse esse zagueiro, o Neris, ao Gamarra. Incrível. Primeiro, é uma carga enorme sobre esse jovem; segundo, é o tipo de coisa que acaba arranhando a credibilidade de quem faz a comparação.  

Já o atacante Kayke não teve a mesma sorte. Sua trajetória modesta foi destacada, em especial seus poucos gols e outros detalhes negativos.

Quer dizer, não basta enaltecer quem vem para o Inter, é preciso diminuir quem pode vir para o Grêmio. Ainda não entrevistaram o pai do Kayke. Fica a dica.

Nessa proposta de abraçar e de acolher o Inter, há exagero de tudo que é tipo. Uma empresa asiática, que teria fechado parceria de 200 milhões de reais com o Flamengo, estaria disposta a investir  no Inter. Duvido que isso aconteça. Mas fica a mensagem positiva aos colorados, que é a seguinte: mesmo na série B o clube continua grande, atraindo investidores poderosos.

Paralelamente a esse processo de mitigar o sofrimento colorado, é inegável a disposição de buscar aspectos negativos no Grêmio.

E é isso que eu não acho correto. 

CORNETA

Quem quer mais detalhes sobre tudo isso basta acessar o blog cornetadorw, que diariamente publica farto material sobre o assunto.


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 21.10

  • Dia da Iluminação
  • Dia de Santo Hilarião
  • Dia do Anjo Yabamiah
  • Dia do Contato
  • Dia do Contato Publicitário
  • Dia do Ecumenismo
  • Dia do Lixeiro
  • Dia do Securitário