Últimas notícias

Colunistas

RSS
Geromel e a alcateia faminta

Ilgo Wink

20.01.2017

Geromel e a alcateia faminta

Sou contra jogador, empregado do clube, expor publicamente questões da equipe. Não gostei, por exemplo, quando Barcos, que Deus o mantenha distante do Grêmio, deu entrevista coletiva, há uns dois anos, revelando que os salários estavam atrasados.

Fez a alegria de gremistas corneteiros, oposicionistas e, principalmente, imprensa em geral.

Na época escrevi que era caso de afastamento do grupo.

Penso que certos assuntos devem ser tratados muito internamente, não podem vazar de jeito algum.

Por isso, não gostei quando vi Geromel colocando, em entrevista coletiva, que a direção precisa qualificar o time porque o ano é longo, muitas competições, muitos jogos.

(Sei que muita gente salivou de satisfação com essa declaração.)

Primeiro, ele está absolutamente certo. É isso mesmo. Todos concordam que é preciso contratar jogadores de mais qualidade para armar um time realmente capaz de brigar pelo título.

Por enquanto, o que se vê é a contratação de jogadores em nível de grupo – o que também é importante -, mas, conforme Geromel mesmo registrou, é insuficiente. É preciso qualidade.

Segundo,  o problema é que Geromel não precisava dizer isso publicamente.

Penso que ficou mal em termos de grupo. O que estarão pensando aqueles jogadores mais questionados, como o Marcelo Oliveira?

Mas ficou talvez pior ainda junto à direção, que trabalha com orçamento apertadíssimo e que só poderá contratar nome de mais peso (não, não me refiro ao Walter) se algum jogador de destaque da equipe for negociado.

Enfim, a direção, em especial os homens do futebol, pouco podem fazer sem dinheiro. O presidente Romildo está certo em manter sua política de pés no chão. 

Terceiro, Geromel, pela relevância que tem, precisa ponderar melhor suas falas. Trata-se do principal jogador do clube. Tudo o que ele diz alcança outra dimensão.

O fato é que Geromel acabou fazendo a alegria da alcateia faminta por uma crise no Grêmio.

CORNETA

A quem interessar possa:

A expressão IVI foi criada por Ricardo Worthman, combativo titular da cornetadorw, unha encravada nos pés de uns e outros da mídia.  

LUTO

A morte do ministro Teori Zavascki é lamentável para a população de bem deste País.

Relator da Lava Jato. Homem sério. Sua morte – oportuna para muitos – precisa ser muito bem esclarecida.

Fora isso, era um grande gremista.

E assim vai o Brasil…


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 16.07

  • Dia de Nossa Senhora do Carmo
  • Dia do Anjo Ariel
  • Dia do Comerciante