Últimas notícias

Colunistas

RSS
Tenho medo de Gre-Nal. No Gauchão

Ilgo Wink

15.04.2017

Tenho medo de Gre-Nal. No Gauchão

O troféu Pinóquio do ano até aqui vai para os presidentes da dupla. Romildo e Marcelo afirmam em ZH desta sábado que preferem enfrentar o o arquirival na etapa final do Gauchão.

Mentira. Tudo o que eles não querem é esse confronto, ainda mais em decisão. Quem perder, fica mal na foto, com consequências por vezes desastrosas em termos de planejamento.

Em caso de derrota, o Grêmio pode ficar abalado para a disputa da Libertadores, a que realmente interessa. O técnico Renato Portaluppi será questionado – já é questionado quando ganha -, a direção será questionada, o time será questionado. Enfim, um pesadelo tão assustador quanto a lava jato para os políticos.

Para o Inter, que vive um ano amargo, só amenizado pela campanha da imprensa em elevar a autoestima dos colorados, perder o Gre-Nal às vésperas de estreia na segundona será meio que catastrófico. Não haverá agenda positiva capaz de apagar esse fogo.

Imaginem, sem Paulão em campo a quem eles irão culpar? Claro, vai sobrar pro Zago, o ‘técnico que se veste ao estilo europeu’ – sério, eu li isso.

Então, amigos, ninguém, na real, quer Gre-Nal na fase decisiva. 

De minha parte, confesso que tenho medo de Gre-Nal. No Gauchão.

Tenho traumas, sequelas psicológicas irreversíveis. Gre-Nal do Gauchão nos últimosd anos só me traz recordações ruins.

Tão tantas que nem vale a pena citar – o cornetadorw seguidamente publica alguma coisa a respeito. Fico com a situação mais recente: o Gre-Nal do ano passado, na Arena, arbitragem do elogiado Daronco.

Miller Bolanos, grande esperança tricolor na campanha da Libertadores 2016, foi agredido covardemente com uma cotovelada traiçoeira, assassina.

Lembro que na véspera escrevi aqui que o Grêmio deveria deixar no banco seus principais jogadores, aproveitando-os, se necessário, no segundo tempo. Alertei para a violência dizimadora. 

Entrou no jogo com força máxima. Bolanos restou afastado da Libertadores.

Hoje, ele está aí, feliz, fazendo gols e dando esperança à torcida.

Só espero que não esbarre outra vez com um cotovelo no caminho rumo ao tri. 

Sim, tenho medo de Gre-Nal. No Gauchão.

Por isso, torço pelo Caxias, mas sem muito entusiasmo, porque me parece jogo jogado.


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol, Gre-Nal


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 24.09

  • Dia de São Geraldo
  • Dia do Anjo Veuliah
  • Dia Mundial do Coração