Últimas notícias

Colunistas

RSS
Vitória em campo, derrota fora dele

Ilgo Wink

09.08.2017

Vitória em campo, derrota fora dele

O torcedor do Grêmio é, antes de tudo, um forte. Outra torcida ficaria no meio do caminho diante da tranqueira (o pessoal que fala sobre o trânsito no rádio diz que é retenção) para chegar à Arena.

É impressionante o descaso do poder público, que tapa os olhos para o que acontece na região do Humaitá. O mesmo poder público que facilitou tudo para o Inter, e ainda facilita descaradamente.

Os heróis que resistiram e conseguiram chegar no início da partida, logo de cara levaram um susto daqueles que despertar os piores pesadelos, de reavivar tragédias traumáticas. Eu fiquei assustado, confesso.

O gol do Godoy Cruz, além de seu começo assustador, sinalizava para uma noite de sofrimento. A falha de Marcelo Grohe no lance do gol argentino. contribuiu para reforçar temores. Felizmente, o time se ajustou, quase não permitiu ataques ao adversário e Grohe praticamente não foi mais exigido.

Em tempo: o goleiro do Godoy deu uma boa ajuda.

A verdade é que a partir do gol, o Grêmio foi pra cima, se impôs com alguma dificuldade, e chegou ao empate. Grande lance do Lucas Barrios, concluído com precisão por Pedro Rocha, que de ‘perdedor’ de gol virou ‘fazedor de gol’, aquele que a gente queria faz tempo. Agora são dois: PR e Barrios.

No gol da vitória, de Lucas Barrios apareceu na área, livre, após passe milimétrico de Luan. Chute na trave, rebote de PR: 2 a 1. O Grêmio ainda poderia ter feito mais, mas na Libertadores o maior luxo é vencer, nem que seja por 1 a 0. Goleada só em noites de gala, porque o bicho pega e a arbitragem, como a deste jogo, é daquelas capazes de tudo.

Eu diria que o Grêmio passou por cima dessa arbitragem. A lamentar a expulsão ridícula de Michel, que, além de tudo, fez uma partida por vezes comprometedora. Muito diferente do Michel que se consolidou como titular. Levou dois cartões amarelos em lances desnecessários.

Por fim, quero frisar que na minha opinião Renato acertou ao começar com Maicon, que, no momento, é mais jogador que Arthur. Maicon é uma liderança que não pode ser ignorada. Arthur tem um futuro resplandecente, mas hoje Maicon é mais importante que ele para o time.

No mais, é comemorar a classificação.

BRONCA

Gostei do protesto/desabafo do Ico Roman após o jogo. Bateu forte nas entidades públicas que nada fazem para melhorar o acesso à Arena. O prejuízo é de milhares de pessoas, entre as quais os habitantes da região, uma área pobre. Se a Arena estivesse fixada num bairro nobre as coisas já estariam ajeitadas há muito tempo.

É mais fácil superar adversários violentos e arbitragens nefastas do que conquistar o apoio dos órgãos públicos para resolver o entorno da Arena.

LUAN

Luan pode não ter feito sua despedida. Existe a chance de um negócio em que ele fique no Grêmio até dezembro.


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 26.05

  • Dia de N. Sra. de Caravaggio
  • Dia de São Filipe Néri
  • Dia do Revendedor Lotérico
  • Dia Nacional do Combate ao Glaucoma
  • Dia Nacional do Museu