Últimas notícias

Colunistas

RSS
De onde menos se espera…

Ilgo Wink

29.10.2017

De onde menos se espera…

De onde menos se espera, daí é que não sai nada mesmo. A frase do gaúcho Barão de Itararé aplica-se perfeitamente a esse time B/C do Grêmio, que voltou a fracassar.

Na verdade, a gente não espera muito desse time reserva, mas de vez em quando ele nos entusiasma de tal forma que alimenta ilusões e nos dá falsa esperança.

Foi assim neste domingo, na Ressacada. O time reserva tricolor, misto de time B com C, na verdade, começou tão bem que cheguei a pensar que poderia vencer o Avaí, vingando-se da derrota imposta ao time titular, em plena Arena, no primeiro turno.

Mais do que a vingança, uma vitória deixaria o Grêmio ainda mais encostado no líder Corinthians, que despencou conforme previsão feita por ‘Pai Portaluppi’ sem búzios, nem tarot, apenas conhecimento de futebol, porque realmente era difícil imaginar que o Corinthians manteria a campanha sensacional do turno.

Se vencesse o Avaí – e o Grêmio esteve duas vezes à frente no placar e levou dois gols de rebote, coisa pouco usual nos últimos tempos – o tricolor entraria de enxerido na briga dos paulistas pelo título, que neste momento tem no Palmeiras o segundo mais forte candidato.

Aqui entre nós, desconfio que o Palmeiras não vence o Cruzeiro. Agora, se vencer, encosta no Corinthians, que neste domingo perdeu para a Ponte Preta. O resultado foi um crime, porque o Corinthians foi muito superior, e só não venceu porque o goleiro rival fez grandes defesas.

Bem, o Grêmio com seu misto de B e C não merecia vencer. Fez um primeiro tempo muito bom. Éverton foi o grande destaque, participando dos dois gols.

O pior do time foi a defesa, uma peneira. O goleiro Paulo Vitor fez duas ou três grandes defesas e impediu a derrota.

Agora, é ruinzinho esse time do Avaí, que não escapa da degola.

FANIQUITO

D’Alessandro parece um reizinho no Beira-Rio. É tratado como tal. E se comporta como tal.

Sábado, depois da derrota para o Ceará, diante de 40 mil colorados, o argentino foi pra cima da torcida, condenando as vaias com gestos e ordens aos gritos, não pedidos.

Não foi acompanhado por nenhum dos seus companheiros nessa revolta, que mais pareceu um teatro de quinta categoria. E tem gente na mídia que defende o faniquito do reizinho sem coroa.

O presidente Marcelo Medeiros que se cuide.

Vacila, perde o trono para D’Alessandro, que vive seu ocaso como jogador de futebol e já deve estar pensando no seu futuro.


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 21.05

  • Dia de Santo André Bóbola
  • Dia de Santo Hospício
  • Dia Mundial do Desenvolvimento Cultural (UNESCO)
  • Dia Nacional da Cachaça
  • Dia Nacional da Linguagem