RicardoOrlandini.net - Informa e faz pensar - Colunista - O grande jogo nosso e o grande jogo dos europeus

Últimas notícias

Colunistas

RSS
O grande jogo nosso e o grande jogo dos europeus

Ilgo Wink

24.04.2018

O grande jogo nosso e o grande jogo dos europeus

E por falar em grande jogo, o que dizer de Liverpool e Roma? Esse sim um grande jogo, mais que isso, um jogo fenomenal. Festival de gols, de jogadas bonitas, de técnica apurada.

A Roma até que começou bem, mas acabou atropelada por Salah e Firmino. O egípcio detonou seu ex-clube, com dois gols e duas assistências.

O goleiro Alisson levou cinco gols de novo. Será que lembrou-se do Grêmio?

Mas aí seu time reagiu e conseguiu descontar para 5 a 2.

Enquanto isso, nós aqui enaltecemos Grêmio x Atlético Paranaense como um grande jogo, o melhor do Brasileirão até agora.

Concordo que foi um jogo fora da curva nesse campeonato de chutões, pancadas e de influências externas (a derrota do Palmeiras para o Corinthians passou por informações que vieram de fora do campo de jogo).

Agora, esse confronto na Arena de duas escolas semelhantes na proposta de tocar a bola para envolver o adversário teria sido realmente um jogaço de o Atlético ousasse mais. Ficou enchiqueirado no campo de defesa, muitas vezes com o time inteiro atrás da linha da bola em seu campo defensivo.

A verdade é que o técnico Fernando Diniz mostrou sabedoria ao armar uma retranca, repetindo o que fazem os adversários do Grêmio na Arena, para tentar ao menos o empate.

Diniz mostrou que, além de competente (mas ainda precisa mostrar mais ser tão festejado), tem sorte. Escapou de levar uns dois ou três gols no primeiro tempo, inclusive com um pênalti muito claro, daqueles que até o pipoqueiro fora do estádio vê.

A realidade do futebol brasileiro é essa. O torcedor precisa se conformar com o que a casa lhe oferece. O grande jogo nosso fica muito abaixo do grande jogo deles, os milionários europeus.

GANSO

A imprensa anuncia interesse do Grêmio por Ganso. A ‘informação’ rende debates, com críticas à direção por tentar um jogador que parece ter deixado seu futebol vistoso e inteligente num passado distante na Vila Belmiro.

Foram horas e horas de programas de rádio e centenas de notas nas redes sociais.

A direção, então, precisa desmentir aquilo que ela não disse.

E segue o baile. Até a próxima ‘informação’.

Agora, o que eu penso de Ganso? Aquele velho Ganso, o guri que disputava holofotes com Neymar, esse me serve.

MISTÃO

O Grêmio faz certo ao escalar um time misto, espero que seja quente. O exemplo do ano passado ainda está muito vivo. O Goiás é um time médio, dá pra vencer, mas é importante que sejam mantidos uns 5 titulares pelo menos.


Tags: Ilgo Wink, esporte, inter, grêmio, futebol


Ilgo Wink é jornalista formado pela Ufrgs. Trabalhou na Folha da Tarde, Correio do Povo, Rádio Guaíba, Rádio da Universidade e TV Bandeirantes. Hoje, dirige a WComm Comunicação Ltda.  Nas horas vagas produz cerveja artesanal e mantém o blog: Blog do Ilgo.

E-mail: ilgowink@gmail.com

twitter: twitter.com/ilgowink




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Comemoramos hoje - 19.08

  • Dia de São Luis de Tolosa
  • Dia do Anjo Acaiah
  • Dia do Artista de Teatro
  • Dia do Fotógrafo e da Fotografia