Últimas notícias

Colunistas

RSS
PRESENTE DE AMIGO

Erner Machado

23.02.2012

PRESENTE DE AMIGO

Para o Marcelo Leivas, na oportunidade em que me presenteia com um charque feito em casa.

O meu amigo Marcelo,
Que é cria lá de São Borja,
Que foi caldeado na forja,
De missioneiras raízes,
E conserva os matizes,
Do pago em que foi criado,
Embora esteja exilado,
Distante do seu torrão,
Traz, dentro do coração,
Guardado com muito afinco,
Os ideais de trinta e cinco
Com orgulho e tradição.

E certo, por tudo isto,
É um taura - de longe visto,
Na postura e na estampa –
Que toma cachaça em guampa,
E como se fosse um tropeiro,
Troca a iguaria mais rica,
Por um ensopado de canjica
E um arroz de carreteiro.

E o importante do taura
É que é dado a cozinhar
E inventa de preparar
As iguarias campeiras,
Do mesma forma e maneira,
Que os antigos lhe ensinaram,
E os tempos não apagaram,
O que aprendeu quando piá
E coisa melhor, não há,
Que recordar o passado,
num fogão enfumaçado,
Olhando o pago a distância,
Sonhando- campos de estância,
Embalando o pensamento,
Embora a ilusão – fragrância –
Nos dure poucos momentos.

E o amigo fez um charque
Daqueles que no varal,
Curtindo com sol e sal,
Nos atiçavam os sentidos,
Colocando água na boca,
Paladar – que coisa louca......
E nossas ventas olfateando,
Como sorro negaciando,
Sentindo a fome ir embora,
Por que está chegando a hora,
Do manjar ir saboreando.

E por extrema gentileza,
por gaúcha natureza,
me ofereceu um pedaço...
Para mim um presentaço,
De imensa satisfação,
Que logo foi pro fogão,
De um jeito todo especial,
Não precisou nem tirar o sal,
Ou passar água primeiro,
Te confesso, companheiro,
Foi o melhor carreteiro,
Que fiz, nos últimos anos,
Os meus filhos, veteranos,
Da culinária gaudéria,
De maneira, muito séria,
Comendo, todos calados,
Olhando, preocupados,
Por sobre os cotos de vela,
De medo que na panela,
Fossem, por outros, logrados.

Te agradeço Marcelo,
Em nome da família Machado,
O Charque que me foi dado,
É muito mais que um presente,
É de uma forma reverente,
Num sonho que não tem fim,
Como num toque de clarim,
O Rio Grande do Passado,
Que retorna renovado,
Perto de um fogo de chão,
Que me aquece o coração
E num abraço apertado
fica bem perto de mim !


Tags: Erner, artigos, textos


Erner Antonio Freitas Machado, é natural de Rosário do Sul, trabalhou no Banco da Província, no Banco da Amazônia e na CRT (Telefonica-BRT).

Escreveu O AZUL PROFUNDO, livro de poesias. Colabora com a FOLHA DO LITORAL, de Capão da Canoa e com diversas mídias eletrônicas, destacando LITORAL MANIA, de Xangri-lá e BLOG DO PAULO NUNES de Vitoria da Conquista -BA.

Está trabalhando na coletânea de Prosa e Poesias de sua autoria que vai publicar, com o nome de NOVOS TEXTOS.

e-mail: ernermachado@gmail.com




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 25.06

  • Dia da Agricultura
  • Dia de São Máximo de Turim
  • Dia de Salomão da Bretanha
  • Dia de São Guilherme
  • Dia do Anjo Nith-haiah
  • Dia do Cotonete
  • Dia do Imigrante
  • Dia do Quilo