Últimas notícias

Colunistas

RSS
O BEIRA RIO

Erner Machado

08.03.2012

O BEIRA RIO

É preciso que eu fale que sou colorado dos “quatro costados”, como se diz no linguajar rude, mas definitivo de minha fronteira. Este fato me deixa, então, muito à vontade para fazer os comentários sobre a interferência do Palácio do Planalto no processo de convencimento que levou a Construtora Andrade Gutierres a oferecer garantias reais e suficientes para que o Banrisul, como agente financeiro do BNDES, tivesse a certeza de que o empréstimo não será objeto de qualquer tipo de inadimplência e o Estado Brasileiro não sofrerá qualquer prejuízo. Vencida, sob pressão, esta fase do negócio, lê-se nos jornais de hoje que as máquinas começam a chegar ao local da Obra. E aqui começa o meu comentário, pessoal:

É, muito estranho que a Sra. Presidente do Brasil, tenha pressionado a Andrade Gutierres para oferecer garantias junto ao BNDES, para obter um empréstimo para a ser utilizado na reforma do Estádio do Sport Clube Internacional e não tenha tido a motivação de evitar que do fossem cortados do Orçamento Geral da União de 2012, R$ 55 bilhões destes, mais de R$ 5 bilhões das áreas da saúde e da educação.

Fundamento a minha estranheza dizendo que se o BNDES tem condições de financiar quase R$ 250 milhões para a Andrade Gutierres reconstruir o Beira Rio, para abrigar um ou dois jogos da Copa de 2014, por que não tem condições de financiar Estados ou Municípios para a construção de Hospitais, incluindo prédios, equipamentos e tecnologia para universalizar o serviço de saúde que é tão precário em nossa Pátria?

Se o BNDES, tem condições de emprestar dinheiro, mesmo com garantias a Andrade Gutierres, reconstruir o Beira Rio, para um ou dois jogos da copa de 2014, por que não tem condições de financiar Estados ou Municípios, para a construção de Escolas para universalizar a educação proporcionando acesso e permanência nos bancos escolares a uma legião de crianças e jovens que, hoje, vivem não estão sendo alfabetizados e estão longe de qualquer informação de caráter educacional ?

Se o BNDES, tem condições de emprestar dinheiro, mesmo com garantias a Andrade Gutierres, reconstruir o Beira Rio, para um ou dois jogos da copa de 2014, por que não tem condições de financiar Estados e Municípios para o fortalecimento de nossas forças de segurança investindo em Instalações, equipamentos, inteligência e aperfeiçoamento, de forma a qualificá-las com vista a aumentar o sentimento de segurança dos brasileiros que, hoje, encontram-se a mercê dos assaltantes, dos sequestradores e não raro morrem mercê de uma bala perdidas disparada por assassinos sem rostos que povoam nossas ruas?

Citei três áreas que poderiam receber recursos da União via BNDES, por serem vitais para o país e que se fossem aquinhoadas com a mesma pressão que a Sra. Presidente fez para que a Andrade Gutierres se decidisse a reconstruir o Beira Rio, representariam não a salvação de nosso povo mas, poderíamos dizer que estaríamos caminhando para ser um pais com educação, com saúde e com segurança que é por onde tudo começa.

Mas ao invés de pressionar para que estas áreas sejam objeto da atenção de financiamento, de atenção e de verbas publicas, a Sra. Presidente corta verbas orçamentarias vitais para a melhoria e o desenvolvimento destes setores.

De minha parte, humildemente, declaro que preferia que o estádio do meu clube não fosse reconstruído e que a copa, como disse em outro artigo, não se realizasse no Brasil. Mas quem sou eu, um insignificante e obscuro fronteirista para tentar eleger as áreas que deveriam ser objeto de pressão por parte da Sra. Presidente?

Nada me resta a não ser, solitariamente, exercer o meu direito de indignação mesmo sabendo que os meus argumentos não irão além de um ou dois comentários de meus reduzidos leitores.

Nada mais me resta a não ser me declarar, de agora em diante, um torcedor constrangido ante a incompetência, ingenuidade e incapacidade politica e administrativa dos dirigentes do Sport Clube Internacional que não souberam administrar, internamente seus problemas e , agora, precisam qual escravos ou subalternos ,beijar a mão da Sra. Presidente para agradecer os favores recebidos.

Antes perdêssemos a oportunidade de sediar um ou dois jogos do mundial de 2014 mas preservássemos nossa história, não vendendo por alguns vis metais, a nossa dignidade...


Erner Antonio Freitas Machado, é natural de Rosário do Sul, trabalhou no Banco da Província, no Banco da Amazônia e na CRT (Telefonica-BRT).

Escreveu O AZUL PROFUNDO, livro de poesias. Colabora com a FOLHA DO LITORAL, de Capão da Canoa e com diversas mídias eletrônicas, destacando LITORAL MANIA, de Xangri-lá e BLOG DO PAULO NUNES de Vitoria da Conquista -BA.

Está trabalhando na coletânea de Prosa e Poesias de sua autoria que vai publicar, com o nome de NOVOS TEXTOS.

e-mail: ernermachado@gmail.com



Opinião do internauta

Deixe sua opinião

colunas anteriores

Datas anteriores:

Comemoramos hoje - 20.04

  • Dia do Diplomata
  • Dia do Disco
  • Santa Inês de Montepulciano

Agenda do dia - 20.04

  • 16:00 às 16:30 Programa PontoNet na POATV Canal 6 da Net em Porto Alegre