Últimas notícias

Colunistas

RSS
65 ANOS E PARECE QUE FOI ONTEM.

Erner Machado

31.05.2012

65 ANOS E PARECE QUE FOI ONTEM.

Hoje é um dia especial em minha vida. Quando olho para trás me parece que 31.05.1947 foi ontem. E me parece que foi ontem que eu brincava nas areias brancas do meu rio, enquanto meu pai fazia seus cavalos trotearem, ora na areia, ora na água, para ganharem forças nas patas... e parece que foi ontem que minha mãe fazia colchas de retalhos (Patchwork gaudério) para que eu vendesse na Zona do Meretrício, onde existia dinheiro...

Parece que foi ontem que entrei para escola do Patronato, onde a minha tia Ruth era professora, depois para o colégio do Padre, para o Santa Terezinha, e para o Placido.

Parece que foram ontem os meus empregos no seu Ataídes Aquino, cortando lenha e entregando, de casa em casa, no caminhão do seu Wilson Pinto, o Banco da Província.

Parece que foi ontem os meus irmãos, todos pequenos, a minha madrinha, o meu avo, os meus tios Ney e Ione.

Parece que foi ontem, que entrei no ônibus Rosário do Sul- Porto Alegre, do último horário porque eu queria adiar a viagem. O Banco da Amazônia. Nova Vida e Solidão.

Parece que foi ontem que eu desisti da Unisinos, da São Judas Tadeu e da Puc.

Parece que foi ontem quando em um carnaval em Cacequi em 1971, eu encontrei a Ana, a minha Luz.

Parece que foi ontem que chegou a Magda, a minha Sogra, a Geta, o André e o Paulo. E tudo passou tão rápido que agora o Paulo e a Vanessa chegaram com o Arthur para alegrar o meus dias.

Parece que foi ontem que me aposentei e no entanto deste tempo, para cá trabalhei no INCRA por seis meses, um mês na OAB e 12 anos na CRT/TELEFONICA/BRASILTELECOM.

Tudo me parece que foi ontem e já faz tanto tempo que os meus cabelos que sobraram estão totalmente brancos como os campos da fronteira sobre os quais cai uma geada daquelas...

Construí poucas coisas neste tempo que é tão longo e que passou tão rápido. Duas coisas das que construí e delas tenho muito orgulho são minha família e meus amigos.

Os meus amigos são as minhas referencias na caminhada e a minha família a causa pela qual eu caminho. Então neste tempo que passou tão rápido eu agradeço a Deus por ter me dado a minha família, a Ana, a Magda, o Deco e a Ju, o Paulo ,a Vanessa e o Arthur e a minha cunhada Geta.

Agradeço a Deus por ter mantido viva a minha mãe, dona Zeli, para que eu a possa chama-la de mãe. Agradeço pelos meus irmãos Mariazinha, Toti, Enio, Rosa, Romeu e Joaninha e por todos o meus sobrinhos.

Agradeço a Deus pelos meus amigos antigos e novos que acreditam em mim e que estarão sempre comigo nas eternas pescarias da vida. Nas boas e nas ruins. Nos invernos e nos Verões, nas cumeadas e nos vales.

Os meus 65 anos são um recomeço e uma preparação. Um recomeço com projetos novos e uma preparação para comemorar a conclusão de todos os projetos, quando chegar a hora de cada um deles.

A diferença, agora, é que tenho a certeza de que as areias brancas do meu rio são eternas e que enquanto eu brinco, os cavalos de meu pai continuarão troteando nelas ou nas águas.....

Obrigado a minha família e aos meus amigos, por estarem comigo pois sem estes dois tesouros, será impossível comemorar os próximos 65 anos.


Tags: Erner, artigos, textos


Erner Antonio Freitas Machado, é natural de Rosário do Sul, trabalhou no Banco da Província, no Banco da Amazônia e na CRT (Telefonica-BRT).

Escreveu O AZUL PROFUNDO, livro de poesias. Colabora com a FOLHA DO LITORAL, de Capão da Canoa e com diversas mídias eletrônicas, destacando LITORAL MANIA, de Xangri-lá e BLOG DO PAULO NUNES de Vitoria da Conquista -BA.

Está trabalhando na coletânea de Prosa e Poesias de sua autoria que vai publicar, com o nome de NOVOS TEXTOS.

e-mail: ernermachado@gmail.com




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 17.12

  • Dia de Santa Olímpia
  • Dia do Presbiteriano
  • Dia São Lázaro / Xapanã