Últimas notícias

Colunistas

RSS
Davi e Gabiru

Erner Machado

30.10.2012

Davi e Gabiru

O jornal Zero Hora de 24/10/2012 noticiou, que o Adriano Gabiru foi, com todos os demais atletas, demitido do Guarani de Bagé. Ao ler a noticia, não me foi possível deixar de comparar Gabiru, que com um gol magistral venceu ao Gigante Barcelona ao Jovem Davi que a frente de um pequeno exército de Israelitas derrotou os Filisteus abatendo com uma pedrada o Gigante Golias.

Ao jovem Davi a história foi pródiga e o fez Rei de Israel e o Velho Testamento imortalizou sua história e suas glorias, marcando para a eternidade a sua trajetória como o pai de Salomão o mais rico e o mais sábio monarca de todos os tempos....

Mas o Gabiru que venceu, ao Gigante Barcelona transferiu seus méritos para o esporte clube Internacional, onde jogava e hoje, em cada canto do Rio Grande, do Brasil e do mundo está escrito que o Inter é Campeão Mundial.

Ninguém, todavia, diz que o Inter é Campeão Mundial porque o Gabiru fez um gol... O Inter era e é uma equipe e, então, a vitória foi de todos.

Diferentemente de Davi que, após a sua vitória sobre Golias, viu sua fama, sua gloria, seu nome elevar-se mais, até torna-se eterno, Gabiru viu repentinamente, a sua luz apagar, o seu brilho sumir, os seus gols irem rareando e ser, finalmente, vendido pelo inter.

De clube em Clube, de reserva em reserva, acabou chegando ao Guarani de Bagé.

A desclassificação do time, na segundona gaúcha, originou a sua demissão e a volta para Curitiba, onde reside e onde aguardará proposta de algum clube.

Ao contrário, do jovem Davi vitorioso contra o Golias dos Filisteus, ao Gabiru, o Davi do Inter contra o Golias do Barcelona, a vida reservou a angustia do desemprego, a falta de segurança para manter sua família e longe dos gritos dos estádios cheios e das torcidas fanáticas amarga a solidão e a dor no silencio humilde dos que vivem longe dos aplausos e da fama.

Talvez, um dia- esperamos que custe a chegar- a Nação Colorada, diante da fatalidade inexorável da morte do Gabiru, lhe leve uma coroa de flores e uma placa de bronze, muito menos como homenagem e muito mais como penitencia para serem perdoados os seus pecados por não ter dado o valor em vida que merecia o homem que escreveu o nome do Esporte Clube Internacional nos anais da história do mundo do Esporte...!!!


Tags: Erner, artigos, textos


Erner Antonio Freitas Machado, é natural de Rosário do Sul, trabalhou no Banco da Província, no Banco da Amazônia e na CRT (Telefonica-BRT).

Escreveu O AZUL PROFUNDO, livro de poesias. Colabora com a FOLHA DO LITORAL, de Capão da Canoa e com diversas mídias eletrônicas, destacando LITORAL MANIA, de Xangri-lá e BLOG DO PAULO NUNES de Vitoria da Conquista -BA.

Está trabalhando na coletânea de Prosa e Poesias de sua autoria que vai publicar, com o nome de NOVOS TEXTOS.

e-mail: ernermachado@gmail.com




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 27.04

  • Dia da Empregada Doméstica
  • Dia de Santa Zita
  • Dia do Emigrante
  • Dia do Kung Fu
  • Dia do Sacerdote