Últimas notícias

Colunistas

RSS
OLHA O VENTO, MENINA (Para lembrar que o inverno se aproxima...)

Erner Machado

23.04.2013

OLHA O VENTO, MENINA (Para lembrar que o inverno se aproxima...)

Olha a chuva caindo,

O inverno chegando,

O frio está gelando,

A alma está doendo,,,,,,!


Olha o vento a soprar,

Desmanchando os cabelos

Pretos, loiros e de outras mil cores

Que as moças bonitas,

Que passam na rua,

inventaram, ao longo do tempo...


Olha o vento gelado

Cortando os pés sem calçados,

As costas sem roupas,

O corpo moído que dorme estendido

Na esquina da rua.

Não tendo mais nada

que pobre jornal

Cobrindo sua carne.


Olha o vento a uivar, impotente medroso

Quando toca o casaco do homem

Que se cobre de peles ao sair de sua casa

Ao entrar no seu carro .

E ao voltar para seu lar

Ao sentar na poltrona da sala bem quente.

Ao tomar seu uísque

A fumar seu cachimbo de fumo estrangeiro,

Comprado a dinheiro, do suor nacional.


Olha o vento furioso, desalmado,

A fustigar a ciranda de pobres mendigos,

Da pobre guria e do pobre guri,

Que ainda pequenos já estão envolvidos

Na batalha da fome, pedindo, implorando,

Com água nos olhos, com barro na cara,

De roupa rasgada, com carne de fora,

Sem dente na boca, sem sapato no pé,

Sem saber do almoço,

e, muito menos, da janta, .....


Olha o vento batendo na cara.

De quem não tem cara

E por isso não sente o vento a bater.....


Olha o vento mimando o cachorro

Que a madame carrega, a passear pelo parque,

Em fina corrente, coberto com manta....


Olha o vento a chorar de remorsos,

a pedir, por favor, indulto ou perdão!


É menina.... que da alma do vento, do subconsciente

De dentro do peito, do fundo de si, soa um lamento,

Um coro de vozes, um choro sincero.


Uma retratação, uma auto condenação,

Que suplica por penas severas e graves,

Que aliviem a consciência e que lavem seu crimes...


Olha o vento, menina, bajulando a coberta

e ferindo o jornal que solto na rua,

não tem onde ir .....!!!!


Olha o vento menina... Olha o vento menina....


Tags: Erner, artigos, textos


Erner Antonio Freitas Machado, é natural de Rosário do Sul, trabalhou no Banco da Província, no Banco da Amazônia e na CRT (Telefonica-BRT).

Escreveu O AZUL PROFUNDO, livro de poesias. Colabora com a FOLHA DO LITORAL, de Capão da Canoa e com diversas mídias eletrônicas, destacando LITORAL MANIA, de Xangri-lá e BLOG DO PAULO NUNES de Vitoria da Conquista -BA.

Está trabalhando na coletânea de Prosa e Poesias de sua autoria que vai publicar, com o nome de NOVOS TEXTOS.

e-mail: ernermachado@gmail.com




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 15.10

  • Dia de Santa Tereza d’Avila
  • Dia do Anjo Ayel
  • Dia do Normalista
  • Dia do Professor