Últimas notícias

Colunistas

RSS
MAS AFINAL, QUEM SÃO OS LIDERES?

Erner Machado

25.06.2013

MAS AFINAL, QUEM SÃO OS LIDERES?

O Senador Paulo Paim, com a sua natural ingenuidade e com a alienação características da classe política que domina o país, mencionou que pretendia chamar os líderes do movimento social para, no seu gabinete atapetado e com ar condicionado, discutir com eles, as razões das manifestações que estão ocorrendo na Capital Federal, e em todo o Brasil.

Disse, à imprensa que se sentiu frustrado por não ter identificado os responsáveis e não ter conseguido, assim, entendendo as razões que motivam o povo a ir às ruas, ser o mediador para uma solução a nível nacional.Lamento ilustre senador da República.

O senhor não vai encontrar os líderes destas lutas por que eles não existem, fisicamente. A liderança deste movimento é a consciência da Nação que, como uma luz, como um farol, como um holofote, não destes que iluminam os prédios dos três poderes de Brasília, mas como um holofote que condensa a luz do sol ao amanhecer de nossa Pátria. E, uma consciência assim, não tem lideres, senador.

Dentro desta luz, sob este holofote magnífico e luminoso que incendeia a Pátria esta a revolta de todos os segmentos, dos desamparados da nação que, do conforto do seu gabinete e dos gabinetes de seus pares, se torna impossível de ser percebido, de ser sentido e de ser valorado.

Sob esta luz que se expande nas ruas está a mãe que perdeu seus filhos na porta do hospital, por falta de atendimento.

Está a mãe cujos filhos não frequentam a escola e se encontram, nas ruas, adotados pelos barões das drogas que agem, impunes, mercê da incompetência das autoridades.

Está o médico que não consegue atender seus doentes porque não tem condições, no hospital onde trabalha.

Está o pequeno produtor rural, que não tem incentivo para produzir e continuar no campo e vem avolumar as periferias das cidades.

Está o pequeno comerciante, de reduzido recurso, consumido por impostos.

Está o professor, de todos os níveis, cujo salário miserável não é suficiente para o seu sustento.

Está o aposentado que vê, a cada mês, diminuir o seu rendimento que se torna insuficiente para a sua comida, para sua moradia e para seus remédios.

Está o trabalhador sem carteira assinada e explorado pelo subemprego, quase escravagista.

Está o policial civil e militar dos estados que, nas ruas combate a criminalidade, sem recursos materiais que lhe dê segurança e sem salário que lhe garanta uma vida digna.

Está o universitário que, ao se formar, não terá futuro diante da realidade nacional.

Está, sob o manto desta luz, o contingente da nação brasileira que já não aguenta mais a corrupção, o desmando, a desfaçatez, a falta de ética, a desonestidade, o descaramento, e a impunidade que vigem no meio da classe política de nosso país, em todos os níveis.

Por esta razão, senador Paulo Paim, os lideres de deste movimento o senhor não os encontraria nunca. Eles são os quase duzentos milhões de brasileiros que estão cansados de serem iludidos, secularmente...


Tags: Erner, artigos, textos


Erner Antonio Freitas Machado, é natural de Rosário do Sul, trabalhou no Banco da Província, no Banco da Amazônia e na CRT (Telefonica-BRT).

Escreveu O AZUL PROFUNDO, livro de poesias. Colabora com a FOLHA DO LITORAL, de Capão da Canoa e com diversas mídias eletrônicas, destacando LITORAL MANIA, de Xangri-lá e BLOG DO PAULO NUNES de Vitoria da Conquista -BA.

Está trabalhando na coletânea de Prosa e Poesias de sua autoria que vai publicar, com o nome de NOVOS TEXTOS.

e-mail: ernermachado@gmail.com




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 27.04

  • Dia da Empregada Doméstica
  • Dia de Santa Zita
  • Dia do Emigrante
  • Dia do Kung Fu
  • Dia do Sacerdote