Últimas notícias

Colunistas

RSS
E OS JOGADORES, NEM TOMAM CONHECIMENTO....

Erner Machado

03.06.2014

E OS JOGADORES, NEM TOMAM CONHECIMENTO....

Perguntado se as noticiais dos protestos contra a copa teriam o poder de influenciar, negativamente, os jogadores, o técnico Luiz Felipe Scolari, com a sua ironia e arrogância tradicionais, disse: Os jogadores nem tomam conhecimento!

E o pior é que o Felipão tem razão. Os jogadores na sua maioria, morando fora do país, vivem outra realidade, social, cultural, econômica e financeira.

Eles, embora, de origem humilde e com pouca instrução, pelas suas competências e habilidades, na bela arte do futebol, transformaram-se em ídolos internacionais e percebem grandes salários, além de residirem em países com uma cultura totalmente diversa no atendimento das necessidades básicas da população.

Então, é impossível que sejam sensibilizados pelas centenas de milhares de brasileiros que, procurando a saúde encontrem dificuldades em obtê-la e se vejam obrigados a esperarem horas, dia, meses e até anos por um consulta que não durará mais de 5 minutos.

É impossível que sejam sensibilizados pelos brasileiros que morrem sem que possam ser atendidos nas emergências, improvisadas e super lotadas dos centros médicos, de todo o país.

É impossível que sejam sensibilizados pelas hordas de brasileiros, crianças, jovens, adultos e velhos que vagueiam pelas ruas tomados pelas drogas que destroem seus corpos, suas almas, suas vontades e suas dignidades transformando-os em cidadão de quinta categoria.

É impossível que sejam sensibilizados pelos milhares de jovens que, ao iniciarem o ano letivo, encontram suas escolas fechadas por total impossibilidade de funcionamento dadas as condições de suas instalações físicas.

É impossível que sejam sensibilizados pelas milhares de vitimas de assaltos e mortes em todas os locais de nosso país, por absoluta falta de segurança, que garanta ao cidadãos transitar pelas ruas, com o mínimo de possibilidade de chegar incólume aos seus destinos.

É impossível que se sensibilizem com os conflitos medievais entre agricultores brancos e Índios, pela posse da terra que, de maneira comum, ocupam.

É impossível que se sensibilizem pelos milhares de brasileiros que vivem em habitações infames, em todas as cidades brasileiras, por falta de uma politica efetiva que lhes garanta uma moradia que atenda a dignidade da pessoa humana.

É impossível que se sensibilizem com milhares de pessoas que tem por trabalho os lixões periféricos e por alimentos os restos de comida ali encontrados.

É impossível que se sensibilizem com os milhares de pessoas sérias que querem um pedaço de terra para trabalhar e prover o seu sustento com dignidade e, há séculos, recebem como prêmios os corredores e as estradas onde desfilam suas misérias e suas dores.

É impossível que sejam sensibilizados por estes protestos que nada mais desejam a não ser um olhar objetivo das autoridades para os problemas que nos afligem e que, por incompetência, falta de vontade e desvio de foco eterno dos administradores, não são solucionados.

Em tão, meus amigos, o Felipão tem razão! Os significados dos protestos não sensibilizará as consciências alteradas e ecos dos mesmos ,como voz das ruas, serão abafados pelos fones de ouvidos dos jogadores que nos seus IPOD, com certeza, estão curtindo, os acordes fantásticos de um FUNK !


Tags: Erner Machado, coluna, artigo


Erner Antonio Freitas Machado, é natural de Rosário do Sul, trabalhou no Banco da Província, no Banco da Amazônia e na CRT (Telefonica-BRT).

Escreveu O AZUL PROFUNDO, livro de poesias. Colabora com a FOLHA DO LITORAL, de Capão da Canoa e com diversas mídias eletrônicas, destacando LITORAL MANIA, de Xangri-lá e BLOG DO PAULO NUNES de Vitoria da Conquista -BA.

Está trabalhando na coletânea de Prosa e Poesias de sua autoria que vai publicar, com o nome de NOVOS TEXTOS.

e-mail: ernermachado@gmail.com




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 15.10

  • Dia de Santa Tereza d’Avila
  • Dia do Anjo Ayel
  • Dia do Normalista
  • Dia do Professor