Últimas notícias

Colunistas

RSS
PALESTRAS NA UNISC SOBRE DIREITO

Erner Machado

26.05.2015

PALESTRAS NA UNISC SOBRE DIREITO

Hoje fui no Super da Praia de Capão Novo, buscar o Livro sobre o PEPE MUJICA que o meu amigo Osvaldo Daniel Tórtora me presenteou. Como ele não estava, no momento, fiquei conversando com a minha amiga Quartanista de Direito a sra. TATIANA AMARAL.

Apaixonada, pelo estudo informou-me que está acontecendo a SEMANA DE PALESTRAS SOBRE DIREITO na UNISC Campus de Capão Novo, onde ela realiza o seu curso.

Falou-me que já houve algumas palestras entre as quais ela destaca a proferida sobre REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL, por uma Defensora Pública de Porto Alegre que deixou para os universitários e para o público presente a sua posição contrária a esta tese tendo em vista que, entre outras intervenientes, ela entende que o menor infrator é fruto de sua extrema vivencia na miséria, na fome, na inexistência de qualquer possibilidade de acesso à educação, a segurança, a saúde, a assistência social e aos princípios de cidadania.

Falou-me, todavia, com mais ênfase sobre a que focou o Tribunal do Juri. Esta palestra teve como protagonistas um velho Advogado com mais de mil defesas e um Penalista mais novo, que foi seu aluno e que já conta, também, com quase quinhentos atuações.

Chamou-lhe a atenção que o velho lidador do direito disse que “ sabia como entrava em Júri mas, não sabia como saia” tal o seu nível de entrega a causa que defendia e o seu grau de comprometimento com as verdades e postulados eternos que construíram o Direito e que concedem ao réu, por mais terrível que seja o seu delito, a assistência de um advogado que defenda o seu inalienável acesso à luta pela Liberdade.

A minha amiga Tatiana é uma brilhante Acadêmica e, com certeza, será um brilhante profissional. Uma daquelas tão necessárias à Justiça em todos os tempos. A nossa conversa de hoje teve o dom de me levar, novamente, para os bancos da Faculdade de Direito da Puc, abandonados há tanto tempo e me fez lembrar que, mesmo não tendo concluído o Curso, continuou um apaixonado por Direito em especial por Direito Penal por ser Ele o que lida com o mais profundo das pessoas, com as suas histórias, com as suas dores, com as suas vidas...

Lembrou-me principalmente, do meu amigo Dr. Augusto Brasil de Carvalho, quando em um embate com o brilhante Promotor Público Nelson de Lima Schumacher, num Júri em Rosário do Sul, na emoção dos argumentos de defesa, saiu-se com esta Joia de frase que guardarei na minha Alma e no meu Coração, para a eternidade: “A Promotoria Pública acusa por dever Constitucional, por obrigação imposta pelo Código Penal. Eu, e todos os Advogado de Defesa, espalhados pelo mundo, defendemos por convicção da inocência de nosso cliente, por amor ao Direito, por preservação da Verdade e, a cima de tudo, para que a Justiça, límpida, soberana e livre paire sobre todos os homens e eles, possuídos pelos mesmos ideais que nós, se tornem seus permanentes guardiões para que ela, a Justiça nunca seja Violada”.


Tags: Erner Machado, artigo


Erner Antonio Freitas Machado, é natural de Rosário do Sul, trabalhou no Banco da Província, no Banco da Amazônia e na CRT (Telefonica-BRT).

Escreveu O AZUL PROFUNDO, livro de poesias. Colabora com a FOLHA DO LITORAL, de Capão da Canoa e com diversas mídias eletrônicas, destacando LITORAL MANIA, de Xangri-lá e BLOG DO PAULO NUNES de Vitoria da Conquista -BA.

Está trabalhando na coletânea de Prosa e Poesias de sua autoria que vai publicar, com o nome de NOVOS TEXTOS.

e-mail: ernermachado@gmail.com




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 15.10

  • Dia de Santa Tereza d’Avila
  • Dia do Anjo Ayel
  • Dia do Normalista
  • Dia do Professor