Últimas notícias

Colunistas

RSS
É Difícil Acreditar II

Erner Machado

23.03.2016

É Difícil Acreditar II

A série “É Difícil Acreditar”, começou no dia 16 de março com reflexões sobre a posse do Lulla como Ministro Chefe da Casa Civil. Continua, agora, ao debruçar-me sobre a realidade da Câmara dos Deputados e do Senado Federal que, juntos, formam o Congressos Nacional, instância maior que representa o Povo e os Estados Membros da Federação.

Para início é necessário registrar que os presidentes destes Poderes são os senhores Calheiros e Cunha. O primeiro, em mandato anterior, exercendo a Presidência da Casa, teve que renunciar para não ter seus direitos políticos cassados e, hoje, encontra-se no rol daqueles que tem contas a acertar com a “Lava Jato”.

O segundo está, desde o ano passado, sofrendo um processo de indiciamento por ter contas correntes fora do país cujos recursos podem ser oriundos de atos ilegais.

É difícil de Acreditar que o Cunha continue presidindo a Câmara, e o Calheiros, presidindo o Senado da República.

Para aumentar a dificuldade de acreditar e por uma questão de equidade não é possível deixar de mencionar que, segundo notícias, um terço ou mais de “ Suas Excelências” que compõem a Comissão que vai examinar o Processo de Impedimento da Sra. Presidente da República, está sendo investigado ou tem processo em andamento.

Continua sendo difícil de acreditar que estas “ autoridades” irão o Julgar a viabilidade de um Processo de Impedimento, contra a Presidente da República que, embora seja incompetente, despreparada, tenha rompantes incoerentes e, tenha nomeado o Lulla para Chefe da Civil, com a finalidade de lhe conceder foro privilegiado, não é, objetivamente,  acusada de crime algum.

Poder-se-ia, com elevada assertividade, dizer que ela está cercada de dissimulados, de aproveitadores, de pessoas da pior espécie e que, por simploriedade acha que está assessorada pelo que de melhor existe mas, isto, por si só não lhe torna culpada e passível de ser julgada por uma comissão que no mínimo deveria ter a consciência de não tem legitimidade para tal.

É difícil acreditar que o Processo de Impedimento está nas mãos do Cunha e do Calheiros.

E é difícil de acreditar, também, que se ela for impedida quem assumirá o Governo é o Michel Temer que foi guindado a Vice em razão de uma aliança que o seu partido fez e que, ele, agora, faz questão de desmerecer da maneira mais vil possível.

Pior que ter uma presidente incompetente, disléxica, é ter um presidente que não honra os acordos e que por isto se constitui em um traidor, algo assim, como um rato que vendo o barco afundar é o primeiro a fugir...

Para finalizar, fica difícil de acreditar que se o Temer for impedido de assumir, quem assume é o Presidente da Câmara, sua Excelência o Sr. Cunha e no impedimento deste, a sua Excelência o sr. Calheiros, Presidente do Senado Federal.

É lamentável mas, neste sábado 19 de março de 2016, fica mais difícil acreditar em alguma perspectiva que nos leve a imaginar um futuro político, diferente do que temos no presente.


Tags: Erner Machado, coluna, colunista, artigo


Erner Antonio Freitas Machado, é natural de Rosário do Sul, trabalhou no Banco da Província, no Banco da Amazônia e na CRT (Telefonica-BRT).

Escreveu O AZUL PROFUNDO, livro de poesias. Colabora com a FOLHA DO LITORAL, de Capão da Canoa e com diversas mídias eletrônicas, destacando LITORAL MANIA, de Xangri-lá e BLOG DO PAULO NUNES de Vitoria da Conquista -BA.

Está trabalhando na coletânea de Prosa e Poesias de sua autoria que vai publicar, com o nome de NOVOS TEXTOS.

e-mail: ernermachado@gmail.com




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 17.02

  • Dia de Sete Santos Fundadores dos Servitas
  • Dia do Patrimônio Histórico (Brasil)