Últimas notícias

Colunistas

RSS
Boby Sussella e Sandy Mattos

Mafalda Orlandini

18.02.2013

Boby Sussella e Sandy Mattos

Faz alguns dias acessei o face e encontrei minha nora , a Káthia, sua filha e suas amigas chorando a morte do Boby. O Boby era tudo aquilo e muito mais. Convivi muito com ele e sei. Sempre me recebia na porta e depois encostava a cabecinha no meu joelho para ganhar um afago. Ele era tão da família que me visitava até na casa da praia. E é de lá que eu me lembro, com mais carinho, dele e da Sandy.

Boby Sussella

A Sandy, a cadelinha da minha neta, era novinha e de personalidade muito diferente do “já senhor” Boby. Ela latia muito, corria muito, agitava a casa. Queria só brincar. Corria atrás do coitado sem parar. Ele fugia, enquanto podia. Era encurralado nos cantos do jardim. Quando não tinha mais forças, deitava à sombra de uma árvore, mas ela não sossegava, ficava cutucando o coitado. Às vezes, precisávamos ajudá-lo para poder descansar, enquanto estava de língua de fora.

As pessoas que passam pela nossa vida também têm personalidades as mais variadas. Algumas passam sem deixar marcas. Nem do nome lembramos. Há quem deixe até um rastro de más lembranças. Porém há os amigos de verdade , aqueles de toda hora . Aqueles que nos dão carinho. Dos quais nossos corações guardam as melhores lembranças. Aqueles que sabem ouvir, o que quase ninguém sabe. Ouvir é muito mais importante do que falar, o saber ouvir é uma arte pouco habitual nas pessoas. ´

O Boby e a Sandy foram nossos amigos verdadeiros . Não sabiam falar, mas sabiam ouvir e fazer aquele olhar de ternura e compreensão. Parecia que entendiam e apoiavam até nossas possíveis lamentações. Se é que existe um lugar para os bichinhos de estimação ficarem, eles vão continuar juntos e brincando felizes. Assim vamos nos lembrar deles pelo resto de nossas vidas.


Tags: Mafalda Orlandini, crônicas


Mafalda Orlandini é professora de português e literatura aposentada. Lecionou nos colégios: Nossa Senhora do Rosário (Porto Alegre), Vera Cruz (Porto Alegre), Nossa Senhora dos Anjos (Gravataí), E.E. Presidente Kennedy (Cachoeirinha), E.E. Santos Dumont (Porto Alegre) e no Curso Pré-Universitário (Porto Alegre) onde ministrava aulas sobre redação.

Durante muitos anos fez parte da banca de correções de redação nos vestibulares da PUC-RS.

E-mail: mafalda.orlandini@hotmail.com

Facebook: http://www.facebook.com/mafalda.orlandini

 




Opinião do internauta

  • Milena Vitelo Pereira de Mattos (20.02.2013 | 11.06)
    Não é que este animais de estimação entram em nossas vidas e nos enchem de alegria e amor. Nossa, como fomos felizes com a presença deles em nossa família! Vó Mafalda, com certeza eles farão falta no convívio familiar e o que nos conforta é "imaginar" que juntos, Bobby e Sandy, estão se divertindo no céu, e brincando muito! As saudades ficam, as recordações serão sempre maravilhosas, o carinho: eterno! Que descansem em paz nossos queridos Sandy e Bobby! Se é que a Sandy deixaria o Bobby em paz, mesmo no céu! Rsrsrsrs
  • kathia sussella (18.02.2013 | 16.39)
    Mafaldinha,que bela homenagem!!!!Lembranças lindas daquele tempo.As lágrimas me correm,pois vou sentir muita falta do meu amigo e companheiro.Em 1 ano perdi meus dois anjos de 4 patas como disse a Lara.Obrigada mais uma vez!!!!
  • Resposta do Colunista:
  • Resposta do Colunista:
Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 21.02

  • Dia de São Pedro Damião
  • Dia Internacional da Língua Materna
  • Dia Nacional do Naturismo