RicardoOrlandini.net - Informa e faz pensar - Colunista - Quinze Minutos de Fama

Últimas notícias

Colunistas

RSS
Quinze Minutos de Fama

Mafalda Orlandini

13.01.2014

Quinze Minutos de Fama

Há um ano, quando fiz minha primeira crônica, mais por uma brincadeira ou por um desafio, não esperava que levasse alguém a ler o que  eu escrevia. É claro, confesso, sempre me senti uma colunista frustrada, sem coragem de escrever e não encontrando tempo para me dedicar ao que gostaria de fazer. Hoje, um ano depois, posso fazer mais uma brincadeira. Tenho o prazer e a obrigação de agradecer aos inúmeros e inesperados leitores que brotaram do nada e muito me orgulham.

Escrevi os dois primeiros textos porque ficava entediada, presa em casa à cadeira de rodas. Trabalhei corrigindo redações até os oitenta anos e me sentia inútil. Mas não é isso que quero contar. Ao mostrar os textos para meu filho ele se surpreendeu e disse que eram crônicas interessantes e se eu autorizava a publicá-las no seu site. Claro que poderia, sim, entretanto a minha intenção era mandá-las para ZH Zona Sul e ver se agradava. Não deu outra; As crônicas foram publicadas em ZH e no site do Ricardo. Tomei gosto e continuei contando lembranças da família.


Meu cantinho de trabalho.

No início, eu mesma fiz a divulgação. Avisei filho, noras, sobrinhos, amigos que estava contando lembranças e publicando fotos da família. Que poderiam lê-las no site do Ricardo. Amigos dos filhos, amigos queridos da infância até me ajudaram a relembrar fatos e passei a receber mensagens de pessoas que têm o hábito da leitura e que me emocionaram. Alguém me disse que eu escrevia com luvas de seda. Um leitor me afirmou que eu lembrava coisas que seu pai lhe falava. Outro elogiou a maneira de descrever Porto Alegre. Um leitor me afirmou que gostou de minha visão dos jacarandás, pois Erico Verissimo já falava com carinho sobre eles. Não demorou e eu estava com amigos em São Paulo, Florianópolis, Roca Sales, São Francisco de Paula, Toronto no Canadá. Mas eram leitores suspeitos porque eram parentes ou amigos da família que, às vezes, o fazem por gentileza ou para estimular uma pessoa querida.

De repente aconteceu algo inesperado. Pessoas que não me conheciam, e que têm o hábito de ler além dos noticiários começaram a me mandar mensagens. Uma senhora, com ascendência japonesa, gostou do modo como abordara a imigração japonesa no Rio Grande do Sul no século passado. Mandou-me lindos poemas e músicas que posso curtir quando desejar. Outro comentário que me emocionou foi quando outra senhora lembrou Cora Coralina que também começou a escrever com avançada idade e deixou uma obra lindíssima. Mandou-me uma foto dela e um poema. Alguém disse que eram ricas e interessantes as comparações que eu fazia entre o ontem e o hoje. Disse-me também que sua mãe que tem noventa e dois anos (sei que foi uma educadora emérita, membro do Conselho Estadual de Educação) hoje também domina o computador e lamenta que, quando exerceu o magistério, as professoras não tivessem os recursos de hoje.

Não cito nomes porque sei que essas pessoas vão se reconhecer nos meus comentários. Pois saibam elas que me deixaram muito orgulhosa e que jamais vou esquecer os seus comentários. Agora vem a brincadeira que prometi no início. A crônica de hoje tem o título de “Quinze Minutos de Fama”. Eu explico. No aniversário da minha nora, fui abordada por um “fã” que disse ler todas as minhas crônicas e chegou a copiar algumas para mandar a amigos. Adorei, Clóvis porque sei que és um homem sério, de muita cultura e não estavas brincando. Só faltou pedir autógrafo para me sentir uma verdadeira estrela.

Obrigada a todos pelo carinho e pelas emoções que me proporcionaram nesse ano que passou. Feliz 2014.


Tags: Mafalda Orlandini, crônicas


Mafalda Orlandini é professora de português e literatura aposentada. Lecionou nos colégios: Nossa Senhora do Rosário (Porto Alegre), Vera Cruz (Porto Alegre), Nossa Senhora dos Anjos (Gravataí), E.E. Presidente Kennedy (Cachoeirinha), E.E. Santos Dumont (Porto Alegre) e no Curso Pré-Universitário (Porto Alegre) onde ministrava aulas sobre redação.

Durante muitos anos fez parte da banca de correções de redação nos vestibulares da PUC-RS.

E-mail: mafalda.orlandini@hotmail.com

Facebook: http://www.facebook.com/mafalda.orlandini

 




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 21.08

  • Dia da Habitação
  • Dia do Haziel
  • Dia do São Pio X