Últimas notícias

Colunistas

RSS
Minha Neta

Mafalda Orlandini

23.03.2015

Minha Neta

Tenho dois filhos, quatro netos, dois bisnetos e uma neta. A Milena é a única neta. Duas noras e o marido da minha neta completam os doze membros de uma família que eu amo demais. Dois fatos recentes me levam a relembrar uma fase da vida de minha neta (ou filha?) única e preferida: uma foto lindíssima de uma apresentação de Jazz e as cartinhas em folhas de caderno que encontrei.


Milena dançando Jazz.

São duas cartinhas ou bilhetes. Não coloca data e começa: Mafalda Eu te amo vó. Agradece pelas coisas que eu lhe dou ou empresto, pelo sacrifício de levá-la e buscá-la no Jazz. Pede desculpas pelas “indiscretas” (?) perguntas que me faz pela manhã, à tarde e à noite. Agradece mais uma vez por tudo de bom que recebe e “te mando este versinho :Ser vó é se sentir feliz. Ser neta é amar uma vó como a senhora. Também é bom ser neta.” Reconhece que há erros de Português mas o que interessa neste caso são as palavras. E no fim: “Obrigada por ter me aguentado”.


Frente do envelope que entregou em mãos.

A segunda carta é quase cômica.” Sua língua Português. Professora da matéria que eu detesto, mas conselheira das notas. Tirei 8,0 porque me ajudou e 9,0 pelo meu esforço e seu apoio. Obrigado pelo apoio em todas a matérias. (assinou o nome e o sobrenome) Milena Pereira. Mais uns rabiscos e um 88 no final da folha. Cheguei à conclusão que era a data na ocasião.

Na realidade, aquelas folhas de caderno registram o desabafo de uma cabecinha meio confusa de uma garotinha de 11 anos com os pais recém separados. Ela entendia que eu era a avó, mas se confundia porque eu, às vezes, fazia papel de mãe. Eu proporcionava as coisas que ela mais amava. Ia com ela às compras, providenciava o material que ela precisava, levava-a à aula. Não só do Jazz, mas também da escola. Eu nunca dizia não, mesmo porque era feliz em tê-la sempre comigo. Ela agradece por tudo, fala do sacrifício que ela imaginava que eu fizesse, declarava seu amor de neta. Hoje ela já é mãe e deve saber que avó é mãe com açúcar e já se convenceu que fui muito feliz em poder conviver sempre com ela e seus irmãos e oferecer-lhes carinho e conforto.


Milena em frente a casa do Imbé.

A Milena sempre esteve junto a mim desde que nasceu. Passava os verões comigo no Imbé e estudou no Santos Dumont onde eu era vice diretora. Mais algum tempo, eu já morava na Ângelo Crivelaro, lá perto da PUC. Ela sempre vinha passar os fins de semana comigo. Ficava mais perto das amigas com as quais gostava de sair aos sábados à noite. Comecei a reparar que ela trazia muitas roupas para os fins de semana e não as levava de volta. Falei brincando:

          -Até parece que estás te mudando para cá.

          -Ela só me olhou e balbuciou:-- Tu me aceitas vó?

Foi assim, de maneira muito simples, que a Milena não voltou mais para casa da mãe naquele dia. Fez vestibular na PUC. Terminou o curso, namorou, noivou e só saiu da nossa casa para casar, agregando um novo membro à família que eu amo como filho e dois lindos bisnetos.


Milena com seu marido Ricardo e meus bisnetos: Pedro e João.

Hoje a cabecinha daquela menininha mudou muito. É uma profissional competente e trabalha como professora de Informática e é Pedagoga no Instituto Santa Luzia. Fala com orgulho e carinho dos seus alunos deficientes visuais, do progresso que eles fazem a cada dia, do esforço, do interesse e da alegria em aprender. Ao ouvi-la falar do seu trabalho, sinto ter cumprido o papel que me coube e gratificada por ter podido misturar o amor de mãe e avó.


Tags: Mafalda Orlandini, crônica


Mafalda Orlandini é professora de português e literatura aposentada. Lecionou nos colégios: Nossa Senhora do Rosário (Porto Alegre), Vera Cruz (Porto Alegre), Nossa Senhora dos Anjos (Gravataí), E.E. Presidente Kennedy (Cachoeirinha), E.E. Santos Dumont (Porto Alegre) e no Curso Pré-Universitário (Porto Alegre) onde ministrava aulas sobre redação.

Durante muitos anos fez parte da banca de correções de redação nos vestibulares da PUC-RS.

E-mail: mafalda.orlandini@hotmail.com

Facebook: http://www.facebook.com/mafalda.orlandini

 




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 15.11

  • Dia de Nossa Senhora do Rocio
  • Dia do Anjo Ieiaiel
  • Dia do Esporte Amador
  • Dia do Joalheiro
  • Dia do Santo Alberto Magno
  • Dia Nacional da Umbanda
  • Proclamação da República