Últimas notícias

Colunistas

RSS
É dia de circo

Gilberto Jasper

27.05.2014

É dia de circo

O circo faz parte da minha infância. Em Arroio do Meio, onde nasci, a passagem das pequenas companhias de entretenimento causava rebuliço entre a gurizada. A montagem daquela complexa estrutura era fascinante para nós. A curiosidade começava com o descarregamento dos caminhões e culminava com armação da imensa lona.
 

            Amigos mais velhos eram pródigos em disseminar boatos assim que o circo chegava à cidade. Advertiam a vizinhança para prender gatos, cachorros e outros animais domésticos dentro de casa.
            - Não deixem nenhum bicho solto por aí! O pessoal do circo pega estes animais e servem como refeição para os leões! – afirmavam.
            Nós, inocentes, corríamos para avisar amigos e parentes.
            Outros, ainda mais malandros para a época, diziam que os funcionários do circo iriam recolher pneus velhos. É claro que perguntávamos os motivos.
            - Eles usam a borracha pra fazer camisinha (preservativo) para os elefantes! – explicavam candidamente.
 
oxoxoxoxoxoxoxoxoxoxoxoxox
 
            Bruno Kirst, meu avô, não perdia um espetáculo. Bastava o carro com alto-falantes circular, anunciando a estreia do circo, para vir a nossa casa.
            - Quem for no circo comigo vai ganhar gasosa (refrigerante), pipoca, algodão doce e bala! – prometia o Vô Gordo, como nós o chamávamos.
Eu era o primeiro a aderir. Ele adorava os palhaços. Gargalhava alto, gostava de sentar perto do picadeiro e aplaudia sem parar a cada tombo, explosão ou simulação de brigas.
            Na hora do globo da morte – onde duas ou mais motos circulavam em alta velocidade dentro de um globo de aço -, Vô Gordo ficava tenso pelo risco de acidentes. “São todos loucos... parece que querem se matar!”, xingava.
            O bom humor voltava na hora do futebol de cachorros que disputavam com energia a posse de um balão de borracha. A agitação provocava trombadas hilárias, arrancando gostosas risadas do meu inesquecível avô. A ansiedade voltava no número do trapézio. Mesmo com a rede de proteção, o público prendia a respiração para explodir em aplausos no final.
                                              
oxoxoxoxoxoxoxoxoxoxoxoxox
 
            A exibição do domador dividia os espectadores. O rugido das feras, geralmente esquálidas, causava pânico entre as mulheres. O barulho do chicote estalando no picadeiro ecoava sob a lona. Nunca presenciei acidentes porque os animais, já velhos e cansados, eram dominados sem esforço pelo domesticador.
            Na saída do circo, os debates giravam em torno da melhor atração. A gurizada não dava a mínima bola porque devorava mais um naco de algodão doce ou pediam uma quinquilharia à venda no entorno do circo.
Longe do glamour do Cirque du Soleil, os circos mambembes do interior do Brasil lutam pela sobrevivência. Nós, crianças, rezávamos para não chover na noite do show porque a lona se assemelhava a uma colcha de retalhos cheia de buracos.

Tags: Gilberto Jasper, jornalismo, Em Outras Palavras


Gilberto Jasper é jornalista. Trabalhou como repórter nos jornais O Alto Taquari (Arroio do Meio), O Informativo do Vale (Lajeado), Gazeta do Sul (Santa Cruz do Sul) e Zero Hora (Porto Alegre), além das rádios Independente (Lajeado) e Gazeta AM/FM (Santa Cruz do Sul). Como assessor de Imprensa atuou com o ex-secretário da Educação, Bernardo de Souza (Governo Simon), além do Palácio Piratini (Governos Antônio Britto e Germano Rigotto), na Presidência da Assembleia Legislativa do RS (com os deputados Paulo Odone e Frederico Antunes), na Presidência da Câmara de Vereadores de Porto Alegre (vereador Sebastião Melo) e com o deputado federal Osmar Terra. Foi assessor de Imprensa da Presidência do Tribunal de Justiça do RS. Atualmente é coordenador de Comunicação do gabinete do deputado Tiago Simon na AL-RS.

Saído no interior de uma cidadezinha do Vale do Taquari com pouco mais de 5 mil habitantes aos 17 anos me considero um privilegiado por ter feito tantas coisas, por ter conhecido inúmeros lugares interessantes e, acima de tudo, ter tido o privilégio de conviver milhares de pessoas e ter feito valiosos amigos.

Contato:
e-mail: gilbertojasper@gmail.com
Blogger: gilbertojasper.blogspot.com.br




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 23.05

  • Dia de São João Batista de Rossi
  • Dia do Soldado Constitucionalista (São Paulo)
  • Dia Internacional das Comunicações Sociais
  • Dia Mundial da Tartaruga
  • Dia Nacional de Defesa das Florestas Brasileiras
  • Dia Nacional de Lutas