Últimas notícias

Colunistas

RSS
Presente de Natal ou milagre do Ano Novo?

Gilberto Jasper

21.01.2015

Presente de Natal ou milagre do Ano Novo?

Meu final/começo de ano não teve nada de especial. Folgas, comilança, festejos, profusão de votos de saúde, alegrias, etc. e tal. O melhor me aconteceu no dia 23 de dezembro, antevês pera do Natal. Estava no shopping que fervilhava. Muita ansiedade, estresse e correria que nem de longe lembrava o verdadeiro motivo da data: o aniversariante do dia 25.
         Percorria as lojas desde as 10h da manhã. Em menos de duas comprei tudo que precisava. Almocei e pensei em voltar para casa, mas lembrei de um pequeno detalhe: era o dia em que a faxineira deixaria tudo limpo e perfumado. O trabalho dela é exemplar, sempre ao som de pagode ou sertanejo universitário que – cá entre nós – nunca sai da universidade.       
oxoxoxoxoxoxoxoxoxo
Voltando ao shopping, por volta das 14h esbarrei numa menina de uns 4 anos que andava de mão dada com a mãe. Pedi desculpas, segui adiante. Sem notar, ao tropeçar na guriazinha, meu celular deslizou perna abaixo, graças ao bolso furado do meu jeans antigo, surrado, mas confortável de usar.
Ao notar a perda entrei em pânico. Era um smatphone com duas semanas de uso, com mais de mil contatos na agenda. E o pior: não era um celular pessoal, mas um aparelho funcional que pertencia à instituição para a qual presto serviço.
         Tentei manter a calma, o que parecia quase impossível. Rastejei entre araras repletas de roupas femininas. Engatinhei sem êxito sob montanhas de lingeries, biquínis e shorts à toa. Falei com os seguranças, fui ao setor de achados e perdidos do Iguatemi - onde fui muito bem atendido -, mas nada fora encontrado.  
oxoxoxoxoxoxoxoxoxo        
Sentei para tomar um cafezinho. Pensei:
- Puxa  vida... eu poderia ter perdido a carteira com todos os documentos  e cartões ou  ser assaltado ou sofrido um acidentes, mas estou intacto e se trata apenas de um objeto”, raciocinei.
E segui no shopping até às 18h, depois de avisar a mulher e os filhos da perda. Mandei um whats a partir do celular de um amigo para o meu aparelho perdido. Deixei o número dos familiares e falei da importância do equipamento para mim.
     Cheguei em casa às 19h e fui surpreendido pela minha mulher:
- Acharam teu celular!
No dia seguinte fui a um bairro da zona norte de Porto Alegre onde um jovem de 20 e poucos anos entregou o aparelho. Depois de muita insistência ele aceitou uma cesta com produtos importados. Quem achou meu celular foi a mãe, dona Terezinha, que encontrou o Nokia que bateu em seu pé ao deslizar do meu bolso bem no meio do shopping
         Como os prezados leitores podem notar, este foi meu verdadeiro presente de Natal. Ou seria um milagre de ano novo?

Tags: Gilberto Jasper, jornalismo, Em Outras Palavras


Gilberto Jasper é jornalista. Trabalhou como repórter nos jornais O Alto Taquari (Arroio do Meio), O Informativo do Vale (Lajeado), Gazeta do Sul (Santa Cruz do Sul) e Zero Hora (Porto Alegre), além das rádios Independente (Lajeado) e Gazeta AM/FM (Santa Cruz do Sul). Como assessor de Imprensa atuou com o ex-secretário da Educação, Bernardo de Souza (Governo Simon), além do Palácio Piratini (Governos Antônio Britto e Germano Rigotto), na Presidência da Assembleia Legislativa do RS (com os deputados Paulo Odone e Frederico Antunes), na Presidência da Câmara de Vereadores de Porto Alegre (vereador Sebastião Melo) e com o deputado federal Osmar Terra. Foi assessor de Imprensa da Presidência do Tribunal de Justiça do RS. Atualmente é coordenador de Comunicação do gabinete do deputado Tiago Simon na AL-RS.

Saído no interior de uma cidadezinha do Vale do Taquari com pouco mais de 5 mil habitantes aos 17 anos me considero um privilegiado por ter feito tantas coisas, por ter conhecido inúmeros lugares interessantes e, acima de tudo, ter tido o privilégio de conviver milhares de pessoas e ter feito valiosos amigos.

Contato:
e-mail: gilbertojasper@gmail.com
Blogger: gilbertojasper.blogspot.com.br




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 22.02

  • Criação do IBAMA pela Lei nº 7.735, (1989)
  • Dia de Santa Margarida de Cortona