Últimas notícias

Colunistas

RSS
Pais, filhos e amigo

Gilberto Jasper

30.06.2015

Pais, filhos e amigo


Farid Flelfel/Flickr

            Ser pai/mãe coruja é redundância. Quando os filhos necessitam permanentemente de nosso zelo “babamos” em torno deles. Vibramos quando balbuciam as primeiras palavras. Os olhos ficam marejados com o “dialeto” que só nós compreendemos. À medida que a autonomia é conquistada diminui a obsessão por cuidados nas 24 horas do dia.

            Apesar do avanço etário, é cada vez mais premente a necessidade de manter-se a vigilância. As tentações encontram-se na ponta dos dedos. Os smartphones trazem o mundo, com virtude e vícios globais. À época em que a televisão reinava absoluta, como maior “demônio moderno” como eletrodoméstico onipresente, a vigilância parecia fácil.

            Atualmente a gurizada desenvolve antídotos para qualquer mecanismo de controle. Desde os mais simples – como desligar o celular sob o pretexto que terminou a bateria – até baixar aplicativos semelhantes àqueles que acusam a existência de blitzes da polícia em avenidas e rodovias.

oxoxoxoxoxoxoxoxoxoxo

            Confiança mútua é fundamental para manter uma relação civilizada. É preciso que eles saibam, desde cedo, que estamos preocupados, sim, mesmo quando estão no recôndito de seu quarto. O isolamento, rompido pelo dedilhar frenético ao celular, deve - naquilo que seria “mundo ideal” - ser mesclado com momento de diálogo com pai, mãe, irmãos e o cachorro da família.

            Não é fácil manter o equilíbrio nesta rotina de correria. A variedade de funções de todos nós não permite manter um comportamento ideal para prevenir conflitos. As discussões são necessárias para desenvolver a consciência crítica, servir de exercício para suportar críticas. Igualzinho ao mundo lá fora.

            Meus filhos, um casal de 19 e 21 anos, estão acostumados às batalhas verbais, sem hora para eclodir. Motivos ridículos levam a explosões de argumentos como se fosse uma gigantesca linha cruzada. No meio da polvadeira é difícil achar o fio da meada, desatar os nós para promover a paz e promover a concórdia.

oxoxoxoxoxoxoxoxoxoxo

            Os momentos de convivência com meus filhos atingem o clímax da minha realização quando ouço a frase:

            - Bah pai... hoje me lembrei de ti!

            Sinto como se marcasse um gol numa final de campeonato. Não pela raridade, mas pela sinceridade que denota. “Todos aqueles “sermões” serviram para alguma coisa!”, costumo imaginar.

            Ser amigo dos filhos é um desafio que demanda renúncia, humildade, admissão de erros para recomeçar. A explosão verbal, que mais parece um jogo da mora em festa italiana, vai amainar.

            E todos continuarão sendo pais, filhos. E amigos.


Tags: Gilberto Jasper, jornalismo, Em Outras Palavras


Gilberto Jasper é jornalista. Trabalhou como repórter nos jornais O Alto Taquari (Arroio do Meio), O Informativo do Vale (Lajeado), Gazeta do Sul (Santa Cruz do Sul) e Zero Hora (Porto Alegre), além das rádios Independente (Lajeado) e Gazeta AM/FM (Santa Cruz do Sul). Como assessor de Imprensa atuou com o ex-secretário da Educação, Bernardo de Souza (Governo Simon), além do Palácio Piratini (Governos Antônio Britto e Germano Rigotto), na Presidência da Assembleia Legislativa do RS (com os deputados Paulo Odone e Frederico Antunes), na Presidência da Câmara de Vereadores de Porto Alegre (vereador Sebastião Melo) e com o deputado federal Osmar Terra. Foi assessor de Imprensa da Presidência do Tribunal de Justiça do RS. Atualmente é coordenador de Comunicação do gabinete do deputado Tiago Simon na AL-RS.

Saído no interior de uma cidadezinha do Vale do Taquari com pouco mais de 5 mil habitantes aos 17 anos me considero um privilegiado por ter feito tantas coisas, por ter conhecido inúmeros lugares interessantes e, acima de tudo, ter tido o privilégio de conviver milhares de pessoas e ter feito valiosos amigos.

Contato:
e-mail: gilbertojasper@gmail.com
Blogger: gilbertojasper.blogspot.com.br




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 21.05

  • Dia de Santo André Bóbola
  • Dia de Santo Hospício
  • Dia Mundial do Desenvolvimento Cultural (UNESCO)
  • Dia Nacional da Cachaça
  • Dia Nacional da Linguagem