Últimas notícias

Colunistas

RSS
Data vênia

Gilberto Jasper

10.04.2018

Data vênia

Empoderamento, ícone, quebra de paradigma, atitude republicana, pessoa humana, estado democrático de direito. São algumas das expressões que de tão surradas e repetidas torturam o ouvido do vivente. Ouço discursos desde os oito anos de idade. Em 1968, meu pai elegeu-se vereador, época em que os edis não tinham salário.

Trabalho como assessor de políticos há décadas. Somando o tempo empregado com a oitiva de manifestações somo mais tempo que horas de sono. Durmo cinco horas por noite. A falta de criatividade e de clareza é assustadora. Pessoas pública deveriam ser mais zelosos com sua imagem. Deveriam usar de mais clareza, objetividade, em resumo, um vocabulário acessível. Todo orador tem a obrigação de ser, no mínimo, compreensível.

Sou assíduo telespectador das sessões do Supremo Tribunal Federal muito antes da Operação Lava-Jato, antes mesmo do Mensalão, verdadeiro marco da desconstrução de parte da corrupção institucionalizada no Brasil. Tenho consciência que os operadores da lei, especialmente os magistrados – juízes, desembargadores e ministros dos tribunais superiores – precisam explicar suas decisões com minúcia.

Com a popularização do STF, o aumento da audiência foi proporcional à incompreensão entre os expectadores. O voto da ministra Rosa Weber, prolatado (!) na sessão que decidiu pelo não acolhimento do habeas corpus do ex-presidente Lula, driblou inclusive os iniciados na hermética linguagem do Direito.

A função dos magistrados é fundamental através da interpretação dos preceitos legais, decisões que são vitais para milhões de brasileiros. Ao mesmo tempo acredito que todo agente público – os homens de toga são funcionários públicos! – deveriam preocupar-se com a didática, aproveitando para ensinar a enorme audiência.

O português é uma língua ingrata. Fico boquiaberto com senegaleses, haitianos e outros refugiados que conseguem falar o nosso idioma. O português tem mais exceções que regras. São milhares de especificações com centenas de exclusões, casos especiais e detalhes incomuns.

Tive ótimos professores de português. Tão bons que estimularam meu interesse pelo jornalismo, numa rotina que me obriga a dominar minimamente o vernáculo. Escrever é um doloroso exercício porque uma obra escrita fica, em algum lugar, eternizada. Isso parece bonito, mas para o autor é traumático. Cada leitura desperta dor do tipo “porque não usei outro termo, porque não alterei a pontuação, porque, porque...”. Não é fácil conviver com algo que se assemelha a um filho, façanha que requer zelo, cuidado e vigilância eternas.

Data vênia, é preciso falar de forma mais simples, direta, objetiva e construtiva. Do contrário serão apenas palavras enfileiradas que desestimulam a ação. Falar, apenas, não adianta.


Tags: Gilberto Jasper, jornalismo, Em Outras Palavras, Giba


Gilberto Jasper é jornalista. Trabalhou como repórter nos jornais O Alto Taquari (Arroio do Meio), O Informativo do Vale (Lajeado), Gazeta do Sul (Santa Cruz do Sul) e Zero Hora (Porto Alegre), além das rádios Independente (Lajeado) e Gazeta AM/FM (Santa Cruz do Sul). Como assessor de Imprensa atuou com o ex-secretário da Educação, Bernardo de Souza (Governo Simon), além do Palácio Piratini (Governos Antônio Britto e Germano Rigotto), na Presidência da Assembleia Legislativa do RS (com os deputados Paulo Odone e Frederico Antunes), na Presidência da Câmara de Vereadores de Porto Alegre (vereador Sebastião Melo) e com o deputado federal Osmar Terra. Foi assessor de Imprensa da Presidência do Tribunal de Justiça do RS. Atualmente é coordenador de Comunicação do gabinete do deputado Tiago Simon na AL-RS.

Saído no interior de uma cidadezinha do Vale do Taquari com pouco mais de 5 mil habitantes aos 17 anos me considero um privilegiado por ter feito tantas coisas, por ter conhecido inúmeros lugares interessantes e, acima de tudo, ter tido o privilégio de conviver milhares de pessoas e ter feito valiosos amigos.

Contato:
e-mail: gilbertojasper@gmail.com
Blogger: gilbertojasper.blogspot.com.br




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 09.12

  • Dia de Santa Joana Francisca de Chantal
  • Dia de Santa Leocádia
  • Dia do Alcoólico Recuperado
  • Dia do Cronista
  • Dia do Profissional da Culinária
  • Dia Internacional contra a Corrupção
  • Dia Nacional do Fonoaudiólogo