Últimas notícias

Colunistas

RSS
O privilégio de ter filhos

Gilberto Jasper

07.08.2018

O privilégio de ter filhos

Ter filhos é aprender o tempo todo. Não importa a idade, nossa ou deles. Laura e Henrique, de 24 e 22 anos, são fonte permanente de surpresas. É raro o dia em que não ensinam um truque para simplificar minha rotina ou segredar algum atalho útil.

Com o tempo ele ganham o mundo. Não raras vezes me questiono se deveria ter ensinado alguns macetes que permitem maior autonomia. É cada vez mais comum ficar noites seguidas sem vê-los. Vão da universidade a festa. De lá se dirigem à casa de amigos onde passam a noite. Nos finais de semana estes intervalos de contato se ampliam.

Mais maduros viram dono de suas escolhas. As frustrações rendem choro e ranger de dentes que fazem de nosso ombro um amigo sempre disponível. A liberdade permite eleger afetos, “alguém pra chamar de seu” para compartilhar todos os momentos.

Nesta fase da maternidade/paternidade experimenta-se novas sensações ao lado dos filhos. Esta novidade vem na figura de genro e nora que surgem para conquistar espaço na família e os nossos corações.

A ampliação do coletivo familiar confere mudanças. Nem sempre é possível juntar toda a galera, mas quando isso acontece é possível avaliar os seres humanos que colocamos no mundo e forjar.

Tenho o privilégio de ter “dois novos filhos” há mais de um ano. Com eles, eu e minha mulher compartilhamos churrascos, bate-papos regados a vinho ou cerveja, viagens e confidências. Eles falam de suas agruras, sonhos, percepções. Aos poucos conhecemos suas trajetórias, experiências e trajetória familiar.

Gosto de conhecer gente nova, pessoas de diferentes ambientes e formação. Os amigos e amores dos filhos são uma família à parte, cuja frequência de encontros se consolida com o tempo. Esta vivência só é possível através dos filhos. Os valores que legamos a eles vão inspirar amizades, amores, relações.

Fico indignado diante da omissão do contingente de pais que ignoram a importância de participar da vida dos filhos. O preço a ser pago no futuro é oneroso, pode comprometer a felicidade de nossos herdeiros.

Minha mãe, costuma dizer:

- Pra ser padrinho, pra casar, pra tirar carteira de motorista, pra lecionar... pra tudo exige fazer um curso. Mas para ter filho, a coisas mais importante da vida, basta querer. Não se exige preparo.

Falecida em 2016 aos 82 anos de idade, dona Gerti acertou na mosca, sem rodeios, com objetiva, coberta de razão. Pena que muita gente não acredita.


Tags: Gilberto Jasper, jornalismo, Em Outras Palavras, Giba


Gilberto Jasper é jornalista. Trabalhou como repórter nos jornais O Alto Taquari (Arroio do Meio), O Informativo do Vale (Lajeado), Gazeta do Sul (Santa Cruz do Sul) e Zero Hora (Porto Alegre), além das rádios Independente (Lajeado) e Gazeta AM/FM (Santa Cruz do Sul). Como assessor de Imprensa atuou com o ex-secretário da Educação, Bernardo de Souza (Governo Simon), além do Palácio Piratini (Governos Antônio Britto e Germano Rigotto), na Presidência da Assembleia Legislativa do RS (com os deputados Paulo Odone e Frederico Antunes), na Presidência da Câmara de Vereadores de Porto Alegre (vereador Sebastião Melo) e com o deputado federal Osmar Terra. Foi assessor de Imprensa da Presidência do Tribunal de Justiça do RS. Atualmente é coordenador de Comunicação do gabinete do deputado Tiago Simon na AL-RS.

Saído no interior de uma cidadezinha do Vale do Taquari com pouco mais de 5 mil habitantes aos 17 anos me considero um privilegiado por ter feito tantas coisas, por ter conhecido inúmeros lugares interessantes e, acima de tudo, ter tido o privilégio de conviver milhares de pessoas e ter feito valiosos amigos.

Contato:
e-mail: gilbertojasper@gmail.com
Blogger: gilbertojasper.blogspot.com.br




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 16.10

  • Dia da Ciência e Tecnologia
  • Dia de Santa Edwiges
  • Dia do Anestesiologista
  • Dia do Anjo Damabiah
  • Dia Mundial da Alimentação
  • Dia Mundial do Pão