Últimas notícias

Colunistas

RSS
Irrelevância Onipresente

Gilberto Jasper

29.01.2019

Irrelevância Onipresente

No final de semana li um texto sobre a irrelevância da maioria dos temas suscitados nas redes sociais. No começo achei um exagero. Depois, ao passar os olhos pelo Facebook e Twitter, fui obrigado a concordar o autor do artigo, o professor e o sociólogo Fernando Schüler, publicado na Folha de S. Pedro.

Jamais gozamos de tamanha liberdade para abordar qualquer assunto de maneira pública. Qualquer pessoa, sob qualquer pretexto, pode escrever, fazer um áudio ou vídeo para falar do que bem entender. Inúmeras biografias são destruídas todos os dias, mas os ofendidos devem recorrer à justiça para repor a verdade. Para mentir é grátis, mas para limpar o nome é preciso dinheiro para contratar um advogado e esperar anos pelo reparo público.

Muitos dizem que as redes sociais multiplicaram a quantidade de idiotas no mundo, com o que discordo. Estúpidos sem cérebro existem desde sempre. O diferencial é que todos podem disseminar suas bestialidades por todo o planeta. Basta dispor de um canal ou plataforma. Em minutos a ignorância percorre todos os países, é traduzida para vários idiomas, atinge bilhões de pessoas e não raramente adquire ares de verdade.

Outro fenômeno envolve a incompetência de as pessoas trocarem argumentos ao defenderem pontos de vistas diferentes. Quem lê a maioria dos comentários vislumbra dois grandes grupos. O primeiro é composto de amigos e simpatizantes do autor, o que faz proliferar elogios e loas em favor de tudo que é postado. Tudo é apoiado sem restrições.

O segundo contingente inclui desafetos de todo o tipo que não poupam ofensas, agressões e mentiras para desqualificar o autor do comentário. O moderno e inédito sistema que permite conversar com gente de todos os lugares deste mundão se restringe ao elogio sem limites ou ofensas grotescas.

O nosso ensino, tão carente de valorização dos professores e de conteúdos fundamentais na grade de disciplinas, talvez jamais dê espaço para incluir conteúdos para educar internautas. Isto permitira um mundo mais civilizado entre os usuários da internet.

Conviver com os que pensam de maneira diferente é o cerne da democracia. Divergir é próprio do debate que nada tem a ver com briga e ofensas. A convergência é fundamental, assim como o contraditório, o alicerce do conhecimento. Respeito, responsabilidade e tolerância são artigos fora de moda em nosso país, o que explica tanta bestialidade que agride quem tem um mínimo de bom senso e educação.


Tags: Gilberto Jasper, jornalismo, Em Outras Palavras, coluna


Gilberto Jasper é jornalista. Trabalhou como repórter nos jornais O Alto Taquari (Arroio do Meio), O Informativo do Vale (Lajeado), Gazeta do Sul (Santa Cruz do Sul) e Zero Hora (Porto Alegre), além das rádios Independente (Lajeado) e Gazeta AM/FM (Santa Cruz do Sul). Como assessor de Imprensa atuou com o ex-secretário da Educação, Bernardo de Souza (Governo Simon), além do Palácio Piratini (Governos Antônio Britto e Germano Rigotto), na Presidência da Assembleia Legislativa do RS (com os deputados Paulo Odone e Frederico Antunes), na Presidência da Câmara de Vereadores de Porto Alegre (vereador Sebastião Melo) e com o deputado federal Osmar Terra. Foi assessor de Imprensa da Presidência do Tribunal de Justiça do RS. Atualmente é coordenador de Comunicação do gabinete do deputado Tiago Simon na AL-RS.

Saído no interior de uma cidadezinha do Vale do Taquari com pouco mais de 5 mil habitantes aos 17 anos me considero um privilegiado por ter feito tantas coisas, por ter conhecido inúmeros lugares interessantes e, acima de tudo, ter tido o privilégio de conviver milhares de pessoas e ter feito valiosos amigos.

Contato:
e-mail: gilbertojasper@gmail.com
Blogger: gilbertojasper.blogspot.com.br




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 24.05

  • Dia da Infantaria
  • Dia de Nossa Senhora Auxiliadora
  • Dia de São Vicente de Lérins
  • Dia do Datilógrafo
  • Dia do Detento
  • Dia do Telegrafista
  • Dia do Vestibulando
  • Dia Nacional do Cigano