Últimas notícias

Colunistas

RSS
O Que Preocupa

James M. Dressler

18.03.2019

O Que Preocupa

Sem querer, me deparei esta semana com algumas manifestações de alguns políticos preocupados com a situação política do país, especialmente com eleitores, que supostamente enganados por Bolsonaro na campanha eleitoral, estariam enormemente preocupados por, “depois de tudo que se conhece sobre ele e sua família”, ainda assim continuariam lhe dando apoio.

A primeira coisa que me fez pensar é exatamente o que seria este “tudo” que agora se conhece sobre os Bolsonaro. Fazer uma suposta caixinha entre os funcionários para eleger o deputado Flávio senador? O próprio Flávio ter prestado homenagem a policiais, que agiram em operações especiais oficiais da Polícia, e que depois descambaram para as milícias? Flávio ter feito “movimentações bancárias atípicas”, na casa de algumas dezenas de milhares de reais, confirmadas por quem recebeu os recursos, relativos a uma transação imobiliária? Um miliciano, supostamente envolvido no caso Marielle, morar no mesmo condomínio do Presidente? É isso o “tudo” que se sabe, com talvez um ou outro detalhe ainda menos significativo que eu tenha esquecido, que tanto apavora esse pessoal?

A segunda coisa que me fez pensar é quem são essas pessoas tão preocupadas com o que pensam os eleitores de Bolsonaro, mesmo agora que se sabe “tudo” isso sobre ele. E aí eu constato que são pessoas que ainda gritam “Lula livre”, mesmo depois de duas condenações do ex-presidente, uma já em segunda instância, por unanimidade. Que ignoram a denúncia de Janot contra Lula e Dilma, pelo desvio de R$ 1,8 bilhão em seus mandatos. Que não veem problema em Pasadena, que ignoram o que aconteceu nas campanhas petistas à Presidência em 2002, 2006, 2010 e 2014, amplamente descritas por seus marqueteiros. São pessoas que querem a volta do PT ao poder, o fim da Operação Lava Jato, e que há pouco tempo, diziam que era porque ela não atingia outros partidos, notadamente o PSDB, o antigo antagonista do PT, e por isso era injusta e um instrumento de perseguição política. Uma vez que o PSDB foi alcançado pelas investigações, o que obviamente não aconteceu antes porque a prioridade era atingir primeiro quem tinha poder e poderia fazer mais dano, perderam o discurso. Restou apenas gritar “Lula livre” porque... sim!

A terceira coisa que me fez pensar é que estas pessoas também não têm o menor poder de autocrítica. Suas políticas, levadas a cabo durante quatorze anos, conduziram o país à maior crise de sua história, o que obviamente negam, apesar de todas as evidências. Fazem de conta que o mundo inteiro não está em fase de crescimento, e só o Brasil e a Venezuela passarem por crises sem precedentes, mais ainda a última, justamente porque num estágio mais avançado da mesma lógica econômica que imperou aqui por anos durante os governos do PT.

Então, sim, os eleitores de Bolsonaro continuam dando apoio a Bolsonaro, principalmente porque esperam dele que mantenha o país longe do caos em que viveram nos últimos anos e, se Deus quiser, levar de volta o Brasil ao crescimento econômico. É justamente o horror causado pelos mesmos que não entendem este apoio, que o mantém vivo.

Se há algo que preocupa é que estas pessoas tão preocupadas com “tudo que se sabe agora sobre os Bolsonaro” estejam por aí, algumas que deveriam estar presas, mas ainda estão soltas, trabalhando diuturnamente para fazer-nos voltar à tragédia que recém começamos a superar.


Tags: James Dressler, coluna, artigo, opinião


James Masi Dressler é formado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS e pós-graduado em Ciência da Computação pela mesma universidade.

    e-mail: jamesmdr@gmail.com
    Twitter: @jamesmdr

DCO - Gestão da Transição




Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 21.07

  • Dia de São Daniel
  • Dia do Anjo Hahasiah
  • Dia Internacional do Trabalhador Doméstico