Últimas notícias

Comentários

RSS
18.07.2012 | Opinião

Os acontecimentos e a segurança de voo no Brasil

Caos aéreo

“ACONTECIMENTOS, este é o responsável pelo caos aéreo que assola o Brasil”. Esta declaração foi feita pelo então “apático” Ministro da Defesa Waldir Pires, afirmando que o Ministério da Defesa não tinha culpa pela crise aérea que assolava (e ainda assola) o país, e que a responsabilidade era dos acontecimentos...

Esta “célebre” frase do (ainda bem) ex-ministro da defesa e “companheiro” de Luis Inácio Lula da Silva, Waldir Pires, era a ponta de um iceberg que cresce a cada momento e espera para fazer mais vítimas a qualquer momento.

Foi durante a gestão de Waldir Pires que teve início a crise no setor aéreo brasileiro, da qual fazem parte dois terríveis capítulos: os acidentes com o voo Gol 1907, em setembro de 2006, e com o voo TAM 3054, em julho de 2007. A crise culminou com a demissão do companheiro ministro de seu cargo, no final de julho de 2007.

Talvez o principal problema desta crise seja a “politização” de cargos importantes da nação onde se colocam companheiros ao invés de técnicos experientes.

Esta prática de “loteamento de cargos” não respeita nem mesmo áreas vitais, onde o gestor deve ter obrigação de conhecer a área em que vai atuar.

A segurança de voo em nosso país está prejudicada há muito tempo, e o coas aumentou nos últimos anos quando o DAC – Departamento de Aviação Civil foi substituído pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

Da infraestrutura aeroportuária ao trafego aéreo, tudo está jogado às traças. Muito dinheiro é gasto e nada aparece.

Sinto saudades do tempo em que o Brasil tinha companhias aéreas que primavam pela segurança e não pelo simples lucro.

Assusta-me cada vez mais as empresas de aviação de baixo custo operando em aeroportos sucateados e mal instrumentados.

Parece que ninguém vê ou quer ver algo que está permanentemente à nossa frente, que é a insegurança de andar de avião em nosso país.

Antigamente, neste quesito, éramos comparados aos países do primeiro mundo, agora nos comparam com países da África!

Controladores de voo mal remunerados e mal preparados, principalmente no quesito língua estrangeira, que é o inglês.

Já as tripulações das companhias aéreas estão sofrendo o mesmo, além disso, são obrigadas a jornadas de trabalho que se tornam um perigo para nós, os usuários.

O que as autoridades estão esperando?

Novos “ACONTECIMENTOS”, outra tragédia!!!


Tags: JJ 3054, TAM, aviação, conconhas






Opinião do internauta

  • James (18.07.2012 | 08.13)
    Acho que suas preocupações são infundadas quanto à segurança dos vôos. Está em gestação uma nova leva de profissionais nas universidades com as novas "políticas" de ensino. Veja que só temos 38% de analfabetos funcionais dentro das universidades, portanto, 62% sabem ao menos ler e escrever. Quando este pessoal chegar ao mercado de trabalho, a segurança vai melhorar, não é mesmo? Já quanto ao "tempo em que éramos países de 1o. mundo na aviação", lembro também que era o mesmo tempo em que havia uma maldita pseudoestatal da aviação que ditava os preços das passagens e nenhuma outra empresa podia por preços mais baixos. Nesta época, paguei uma passagem de ida e volta, classe econômica, Porto Alegre - São Paulo, em 1998 (!) MIL E QUINHENTOS REAIS. Atualizando para preços de hoje, não menos que CINCO MIL REAIS. Vá ver os preços das passagens para o mesmo trajeto hoje, não tem por QUINHENTOS REAIS? DEZ VEZES MAIS CARO. GRAÇAS A DEUS aquela empresa se foi, e ainda temos que ouvir o pessoal que se locupletou assaltando o povo reclamando que as aposentadorias não estão sendo pagas... Deviam era nos devolver o que nos roubaram graças ao monopólio que o GOVERNO (sempre ele) concedeu àquela maldita empresa que nem merece ser citada.

Deixe sua opinião

Datas anteriores:

Comemoramos hoje - 18.11

  • Dia da Dedicação das basílicas de São Pedro e São Paulo
  • Dia de Santa Maudez
  • Dia de Santo Edmundo
  • Dia do Anjo Nith-haiah
  • Dia do Conselheiro Tutelar
  • Dia do Tabelião e Registrador